29
1/2008

Comentários
2

  Compartilhar no LinkedIn

Telefonia fixa representou 70% da receita da Brasil Telecom em 2007

Eduardo Tude

A Brasil Telecom melhorou a sua rentabilidade em 2007 em relação ao ano de 2006. A Margem ebitda cresceu de 31,4% em 2006 para 34,3% em 2007 e o lucro líquido de R$ 206 milhões em 2006 para R$ 671 milhões em 2007. A dívida líquida caiu de R$ 1.312 milhões (2006) para R$ 490 milhões (2007).

A receita líquida foi de R$ 11,059 milhões com um crescimento de 7,4% em 2006. Dados e Celular foram responsáveis por este crescimento. A receita bruta de telefonia fixa apresentou uma queda de 1,9% e o número de linhas fixas em serviço de 3,6%. A receita líquida de telefonia fixa ainda representa 70% da receita da operadora ficando Dados com 17% e celular com 13%.

A Brt terminou 2007 com 1,5 milhões de acessos ADSL com um crescimento de 19% em relação a 2006.

No celular a Brasil Telecom manteve o ARPU em um R$ 34,6 (R$ 34,9 no 3T07) mas apresentou um acentuado aumento do churn mensal (3,3 no 3T07 contra 4,8% no 4T07)

Apesar de apresentar uma situação financeira sólida e ter atingido em 28/01/2008 um valor de mercado de R$ 11,8 bilhões a telefonia fixa ainda tem uma participação muito alta na receita total da operadora (70%). A operadora terá de fazer investimentos para compensar a perda de receitas neste segmento com o crescimento em outras áreas como Dados e Celular.

A fusão da Oi com a BrT, pelo menos na área de celular, seria fundamental para a operadora crescer neste segmento.

 

 

29
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Ministro diz que foi informado da fusão da Oi com a BrT

Eduardo Tude

O Ministro das Comunicações Héllio Costa declarou à imprensa ter sido oficialmente informado da intenção dos controladores da Oi (Telemar) e Brasil telecom em fundir as duas empresas.

O Ministro pretende verificar com a Anatel qual seria o processo para propor uma mudança no Plano Geral de Outorgas (PGO) que possibilitasse a fusão das duas operadoras.

Pela regulamentação atual a Anatel pode enviar uma proposta de mudança no PGO para o Minicom que encaminharia para aprovação do Presidente da República através da publicação de um decreto. A proposta da Anatel deve ser analisada por seu conselho consultivo antes de ser encaminhada ao Minicom.

Este é um sinal que as negociações estão avançando e podem chegar em breve a um bom termo.

 

 

27
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Entendendo o leilão de frequências de 700 MHz nos Estados Unidos

Eduardo Tude

Os Estados Unidos estão na fase final da transição da TV Analógica para a Digital. O congresso determinou que a partir de 19 de fevereiro de 2009 cessem todas as transmissões de TV analógica nos Estados Unidos.

O Congresso dos Estados Unidos determinou também que 108 MHz do espectro utilizado pelos radiodifusores americanos na banda de 700 MHz (Canais de TV 52-69) passem a ser destinados a outras aplicações (segurança e novos serviços wireless). Não é difícil imaginar a resistência imposta pelos radiodifusores para tentar evitar a perda deste espectro.

No leilão atual estão a venda 62 MHz deste espectro. Já foram realizados outros leilões no passado. Foi em um destes leilões que a Qualcomm adquiriu o espectro para implantação de sua solução de TV móvel nos Estados Unidos (MediaFlo).

Estão sendo vendidas 1.099 licenças divididas em 5 blocos de freqüências:

Bloco A (12 MHz): licenças para 176 áreas econômicas (EA)
Bloco B (12 MHz): licenças para 734 mercados de celular (CMA)
Bloco E (6 MHz): licenças para 176 áreas econômicas (EA)
Bloco C (22 MHz): licenças para 12 áreas regionais (REAG)
Bloco D (10 MHz): 1 licença nacional para segurança pública.

Estas frequências podem ser utilizadas podem ser utilizadas para os mais diversos tipos de serviços wireless (Fixos, móveis e radiodifusão).

O leilão teve início em 24/01/08. Estão qualificados a participar 214 competidores, entre eles o Google, AT&T e a Verizon, Qualcomm e operadoras de TV via satélite.

A primeira semana do leilão terminou com 4 rodadas e lances para 921 das 1.099 licenças no valor de US$ 3,7 bilhões. O nome das empresas que ofereceram os lances só será divulgado pelo FCC no final do leilão.

As licenças do regionais (bloco C) estão atraindo o maior interesse. O Bloco D ainda não recebeu propostas.

A estimativa do FCC é arrecadar entre US$ 10 e 15 bilhões com este leilão.


 

 

26
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Como foi a Semana de 21 a 25 de Jan/08

Eduardo Tude

A semana se iniciou com a confirmação da venda da Intelig para o Grupo Docas.

Não tivemos, no entanto, grandes novidades com relação à compra da Brasil Telecom pela Oi. Comunicado da Brasil Telecom informou que seus controladores ainda não tomaram qualquer decisão ou firmaram qualquer compromisso sobre fusão ou compra ou venda com a Oi/Telemar. A operação continua sendo negociada pelos sócios das duas empresas, mas não está claro se eles chegarão a um acordo nesta semana, antes do carnaval.

O vai e vem da Bolsa com a instabilidade do mercado de americano acabou afetando pouco o Itel, índice que mede a variação das ações das empresas de Telecom na Bovespa, que apresentou variação de +1,37 na semana.

No campo do Governo continuam as negociações para levar a banda larga para as escolas. Esta semana ocorreram reuniões com as operadoras de celular e provedores de Internet.

No cenário internacional saíram os resultados dos principais fornecedores de celular no mundo que confirmaram a liderança da Nokia com 37,9% de market share e uma queda da Motorola que perdeu a 2ª posição para a Samsung.

Teve início também o leilão de frequências de 700 MHz nos Estados Unidos e foram aprovadas as especificações para o Long Term Evolution (LTE) tecnologia que sucederá as tecnologias de 3ª Geração do Celular.

Tivemos também duas boas notícias em relação à profissionais brasileiros que passaram a ocupar posições de relevância na América Móvil e na Telefônica: Marco Quatorze, da Claro, vai responder pela área de VAS, Inovação e Roaming Internacional de todo o grupo América Móvil e Luiz Fernando Furlan assume vaga no conselho da holding Telefônica.

Na semana de 28/01 a 01/02 termos no Rio dois eventos na área de TV: Mobile TV Latin América e IPTV World Forum Latin América 2008.

Continuará também a divulgação de resultados de vendors com a Ericsson e operadoras como a Vodafone e Verizon.

 

 

24
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Nokia vendeu mais telefones celulares que Samsung, Motorola e Sony-Ericsson juntas

Eduardo Tude

A Nokia vendeu (unit shipments) 133,5 milhões de telefones celulares no 4T07.

Em 2007 foram 437 milhões de aparelhos, mais que a soma de Samsung (161), Motorola (159) e Sony-Ericsson (103).

A 5ª colocada é a LG.

Este resultado foi obtido graças ao crescimento do 3G e a presença da Nokia em mercados da Ásia e América Latina. A Nokia apresenta baixa performance nos Estados Unidos onde a Motorola é a líder.

 

 

23
1/2008

Comentários
3

  Compartilhar no LinkedIn

Samsung supera a Motorola em venda de Telefones celulares em 2007

Eduardo Tude

As vendas de celulares da Motorola no 4T07 (unit shipments) foram de 40,9 milhões de aparelhos inferiores às da Samsung (46,3 milhões).

Com estes resultados está confirmada a 2ª colocação em 2007 para a Samsung com 161 milhões de telefones celulares contra 159 milhões da Motorola. A Sony-Ericsson se mantém na 4ª posição com 103 milhões.

A Nokia irá divulgar amanhã seus resultados, mas já tem garantida a sua liderança com larga margem. As vendas da Nokia noacumulado dos 3 primeiros trimestres do ano foram de 304 milhões de aparelhos.

 

 

21
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Confirmada a venda da Intelig

Eduardo Tude

O Grupo Docas do empresário Nelson Tanure confirmou a aquisição da intelig. 

Esperamos que os novos acionistas façam os investimentos necessários para estimular o crescimento da Intelig. Em 2003 a Intelig tinha um market share de 21,2% dos minutos de longa distância internacional. Este percentual caiu para 5,3% em 2006.

Na longa distãncia nacional o market share da Intelig em 2007 (Jan-Out) foi de 1,89%.

 

 

 

20
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

A Intelig vai ser vendida?

Eduardo Tude

Segundo informações divulgadas no jornal Folha de São paulo, a Intelig estaria sendo vendida para o empresário Nelson Tanure.

A Intelig nasceu como empresa espelho da Embratel para longa distância Nacional e Internacional e acabou focando, nos últimos anos, no mercado corporativo. Ela pertence à National Grid, Sprint e France Telecom e possui uma rede de fibra óptica que interliga as principais capitais do país.

Esta aquisição pode dar um novo fôlego à operadora que pode passar a disputar de forma mais agressiva o mercado brasileiro de telecomunicações.


 

 

17
1/2008

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

Vivo lidera o crescimento em dez/07 e a Claro no ano

Eduardo Tude

Com os dados finais divulgados pela Anatel o Brasil terminou 2007 com 120,98 milhões e um densidade de 63,59 cel/100 hab.

As adições líquidas em 2007 de 21 milhões de celulares estabeleceram um novo recorde de adições líquidas para o país.


A Vivo liderou o crescimento em dezembro com a adições líquidas de 1.382 mil celulares seguida da Claro com 1,181 mil e da Tim com 1.172 mil celulares.

A Claro foi a líder em crescimento em 2007 com adições líquidas no ano de 5,2 milhões de celulares.

 

 

16
1/2008

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

Brasil termina 2007 com 120,6 milhões de celulares

Eduardo Tude

Segundo dados preliminares da Anatel o Brasil Terminou 2007 com 120,6 milhões de celulares e uma densidade de 63,4 cel/100 hab.

As adições líquidas de dezembro forma de 4,3 milhões de celulares, sendo 1,3 milhões na Banda B, 1,2 milhões nas Bandas A e D e 538 mil na Banda D. Este resultado é um indicador de que a Claro, que possui a maior parte das operações na Banda B, liderou o crescimento em dezembro e no ano.

O crescimento acumulado em 2007 estabeleceu um novo recorde de adições líquidas (20,7 milhões de celulares), superior ao de 2006 (13,7 milhões) e ao do 2005 (20,6 milhões).

O Teleco havia projetado este resultado a cerca de 3 meses atrás.

Nota: Com os dados finais divulgados pela Anatel o Brasil terminou o ano com 120,98 milhões de celulares e o maior crescimento de dezembro ocorreu na Banda A com 1,57 milhões de celulares. 

Consulte:

Recorde de adições líquidas pode ser quebrado em 2007


 

 

15
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Quem foi o 2º em vendas de telefones celulares em 2007? Samsung ou Motorola.

Eduardo Tude

A Samsung apresentou vendas de 46,3 milhões de telefones celulares (unit shipments) no 4T07 atingindo a marca de 161,1 milhões de telefones celulares em 2007.

A Samsung superou a Motorola no 2T07 e no 3T07 e deve manter esta liderança no último trimestre de 2007. Não está claro ainda se está vantagem será suficiente para garantir a liderança no ano.

No acumulado dos 3 primeiros trimestres do ano a liderança ainda é da Motorola com 118,1 milhões de telefones celulares contra 114,8 milhões da Samsung.

Após um 2006 de bons resultados, quando chegou a se aproximar do 1º colocado (Nokia) a Motorola teve uma ano difícil em 2007. A empresa não conseguiu renovar com sucesso o seu portfólio de aparelhos e passou a ter a segunda posição ameaçada pela Samsung.

 

 

13
1/2008

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

A Anatel deve divulgar esta semana o total de celulares de 2007

Eduardo Tude

O Brasil terminou novembro de 2007 com 116,3 milhões de celulares e uma densidade de 61,2 cel/100 hab.

As projeções do Teleco são de que o Brasil tenha terminado 2007 com mais de 120 milhões de celulares e uma densidade de 63 cel/100 hab. Esta densidade deve ser, no entanto, ainda maior.

O IBGE deve divulgar em breve uma revisão da população brasileira baseda no censo realizado em 2007 que apontou para uma população menor que a projetada.

A expectativa fica também em saber que liderou o crescimento do celular em dezembro e como ficou o market share das operadoras em 2007. A Claro deve ter confirmado em dezembro a sua liderança em adições líquidas em 2007.

 

 

11
1/2008

Comentários
3

  Compartilhar no LinkedIn

Quais os passos para a Oi comprar a BrT?

Eduardo Tude

1) Os acionistas das duas empresas chegarem a um acordo em relação à operação
2) O governo baixar um decreto modificando o PGO
3) A Anatel e o CADE aprovarem a operação

Estimamos que fechado o acordo entre os acionistas sejam necessários cerca de 6 meses para que a fusão das operadoras se efetive.

Consulte o acompanhamento do processo no Teleco

 

 

10
1/2008

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

Oi define preço a ser pago pela BrT

Eduardo Tude

Segundo informações divulgadas hoje pelo jornal folha de São Paulo os controladores da Oi, em reunião realizada ontem, teriam acertado o preço a ser oferecido pela BrT: R$ 4,8 bilhões.

Tendo em vista a alta das ações das duas empresas nos últimos dias e as notícias na imprensa a Oi divulgou ontem fato relevante com o seguinte teor:

“ Os acionistas da Telemar Participações S.A. estão desenvolvendo estudos com vistas auma possível reestruturação da base acionária da Companhia. Adicionalmente, a Companhia contratou assessoramento externo com o objetivo de analisar outras oportunidades de aquisição de controle de empresas de telefonia celular ou fixa, internet ou televisão por assinatura, a exemplo daquelas realizadas recentemente, sempre no âmbito do marco regulatório em vigor.

As ações da Telemar (TNL) apresentaram em 2008 (até dia 9/01) uma valorização de 14,4% (ON) e 13,7% (PN). A valorização das ações da BrT Participações foram de 12,9% (ON) e 8,7% (PN).

 

 

8
1/2008

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

A fusão da Oi com a BrT

Eduardo Tude

As ações da Brasil Telecom e da Oi estão em alta nos primeiros dias do ano.

Notícias divulgadas pela imprensa indicam que a Brasil Telecom pretende fazer uma reorganização societária nos moldes do que foi tentado pela Oi.

Já a Oi anunciou a recomprar de ações da Telemar Norte Leste no valor de até R$2,6 bilhões.

Estes movimentos são indicadores de que a fusão destas operadoras está próxima?

Uma das hipóteses aventadas seria a compra da BrT pela Oi, acompanhada da saída do GP e Citi.

 

 

6
1/2008

Comentários
4

  Compartilhar no LinkedIn

Teleco com 13,5 milhões de pageviews em 2007

Eduardo Tude

Em 2007, o Teleco recebeu em 2,7 milhões de visitas e 13,5 milhões de pageviews. A média foi de 226 mil visitas por mês ou 1,1 milhão de pageviews.

Em 2006 o Teleco havia recebido 2,2 milhões de visitas e 9,3 milhões de pageviews.

Entre as novidades apresentadas em 2007 destacamos o Blog, as séries de “Em Debate Especial” e a seção com o Temas 2007: 3G, TV Digital e Wimax.


Em 2008 continuaremos a melhorar o conteúdo do Teleco de modo a poder continuar a merecer a audiência que temos conquistado junto a nossos usuários.

 

 

4
1/2008

Comentários
8

  Compartilhar no LinkedIn

O fim do AMPS pode afetar usuários de CDMA e TDMA

Eduardo Tude

O ano de 2008 deve representar o fim do AMPS. Ele foi o principal sistema analógico de telefonia celular (1G) e reinou durante a década de 90.

Nos Estados Unidos os operadores deixarão de prover o AMPS a partir de 18 de fevereiro de 2008.

No Brasil, a Anatel admite o emprego de sistemas analógicos (AMPS) nas Bandas A e B até 30/06/2008.

Em Nov/07 existiam 22.965 mil celulares AMPS em operação no Brasil. Os usuários destes celulares devem migrar para outras tecnologias até junho deste ano. Muitos destes celulares estão instalados em veículos ou são utilizados em regiões rurais onde a cobertura do AMPS é maior que a dos sistemas digitais (2G).

Quem deve sofrer com o fim do AMPS são os usuários de celulares de tecnologia CDMA e TDMA pois perderão o roaming em AMPS nas regiões onde estas tecnologias não estão presentes.

Em Nov/07 existiam 21,5 milhões de celulares CDMA e 5,5 milhões de celulares TDMA no Brasil.

 

 

1
1/2008

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

A Anatel tem pressa e realiza distribuição de municípios não atendidos

Eduardo Tude

A Anatel deverá realizar na próxima semana a distribuição dos 1.836 municípios a serem atendidos pelas operadoras de celular como parte dos compromissos assumidos na licitação de 3G. O prazo de 24 meses de atendimento começa a contar após a publicação do extrato do Termo de Autorização, que deve ser assinado pelas operadoras em janeiro de 2008.

A escolha dos municípios será feita pelas vencedoras do leilão, em cinco etapas, tendo cada operadora o direito de escolher 5% dos municípios a serem cobertos pelo serviço, seguindo a ordem das subfaixas I, G, F, e J.

A Anatel está trabalhando em ritmo acelerado e em 31 de dezembro adjudicou os resultados da licitação de freqüências para 3G realizada entre 18 e 20 de dezembro.

Um único lote deixou de ser adjudicado em função de recurso ainda em análise: o lote 3, referente à subfaixa G na área de prestação I (Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Sergipe).

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update
27/Março

Regulamentação

Internet das Coisas

Mais Produtos