30
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Negócio fechado: A Telefonica compra a TVA

Eduardo Tude

Telefonica e TVA divulgaram nota ontem confirmando o negócio entre as duas empresas.

A Telefonica está adquirindo a totalidade das operações de MMDS (Multichannel Multipoint Distribution Service) da TVA nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre, além de 100% das ações preferenciais e parte das ações ordinárias das operações de TV a cabo em São Paulo, Curitiba, Florianópolis e Foz do Iguaçu, nos limites de participação permitidos pela legislação.

A TVA que oferece hoje telefonia VOIP em parceria com a Telemar tem agora um novo parceiro.

O negócio deve ser ainda aprovado pela Anatel e pelo CADE.

Leila Loria segue como superintendente da TVA, com toda sua equipe.

 

 

28
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

A Telefonica vai comprar a TVA

Eduardo Tude

O processo de convergência está se acelerando no Brasil com as operadoras de TV por assinatura sendo absorvidas pelas operadoras de telefonia fixa.

Tudo começou com a Telmex/Embratel adquirindo uma participação na Net e passando a oferecer o Net fone via Embratel, solução de telefonia VOIP utilizando o acesso à Internet Banda Larga da rede de TV a cabo da Net. A Net acaba de anunciar a compra da Vivax, segunda operadora de TV a cabo do país.

Depois tivemos a Telemar comprando a Way. A compra ainda aguarda autorização da Anatel.

Agora foi a vez da Telefonica, que já havia solicitado à Anatel uma autorização de DTH (TV por assinatura via satélite) iniciar negociações para a compra da TVA. A TVA confirmou a existência da negociação ontem.

Neste cenário, a TV a Cabo passa a se integrar às redes das operadoras de telefonia fixa no Brasil. No caso da Embratel ela é uma via para competir na telefonia fixa. O Net Fone via Embratel conquistou 115 mil clientes em 6 meses.

Torná-se também cada vez mais clara a necessidade de revisão da lei de TV a cabo que regulamenta de forma diferente a TV a cabo de outros serviços de TV por assinatura como o MMDS e o DTH. A competição na TV por assinatura se dá hoje na maior parte das cidades entre a TV a cabo e o satélite com a Directv/Sky.

Consulte: Market Share das Operadoras

 

 

27
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Presidente da Tim escreve tutorial sobre Convergência

Eduardo Tude

Nesta Segunda feira leia o tutorial escrito por Mario Cesar Pereira de Araujo, Presidente da Tim , sobre convergência.


O tema foi apresentado por ele no último Futurecom com o auditório lotado e grande repercussão no setor.

 

José Luis De Souza

 

 

27
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

ARPU da Vivo sobe para R$ 28,7

Eduardo Tude

Como previsto neste Blog, o ARPU da Vivo no 3T06 foi de R$ 28,7 voltando aos patamares apresentados em 2005. A baixa de 1,8 milhões de celulares promovida em Jun/06 e a limpeza da base que continuou no 3T06 contribuíram para este resultado. A mudança na cobrança de interconexão com o fim do Bill&Keep também.

A Vivo reviu recentemente os seus planos de serviço e parece estar arrumando a casa para voltar a crescer a partir de dezembro quando entra em operação a sua rede GSM.

Consulte: resultados trimestrais da Vivo

 

 

26
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Fim do Bill & Keep melhora ARPU mas piora desempenho da Oi

Eduardo Tude

O impacto da mudança nas regras de interconexão da telefonia celular promovida pela Anatel a partir de 14 de julho começa a aparecer nos resultados do 3T06 das operadoras. A Anatel acabou com o Bill & Keep parcial promovendo a volta da cobrança integral dos minutos de uso de rede utilizados por cada operadora.

No caso da Oi, esta mudança implicou no 3T06 em um aumento de R$ 174 milhões na receita de uso de rede em relação ao 2T06 e um aumento do ARPU de R$ 17,8 (2T06) para R$ 22,0 (3T06).

Em compensação, os custos de interconexão aumentaram em R$ 187 milhões no 3T06 o que contribuiu para reduzir a margem EBITDA da Oi de 19,0% (2T06) para 9,7% (3T06).

A divulgação do resultado das outras operadoras deixará mais claro quem perdeu e quem ganhou com a mudança.

Consulte: Resultados trimestrais da Oi

 

 

 

24
10/2006

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Vivo continua limpeza da base em Set/06 para melhorar o ARPU

Eduardo Tude

A Vivo apresentou uma redução de 39 mil celulares em set/06. Com este resultado a Vivo apresentou um crescimento no trimestre de 197 mil celulares, enquanto a Tim cresceu 1.748 mil no período e a Claro 1.226 mil. A diferença entre a Vivo e a Tim caiu para 4.621 mil celulares.


O baixo crescimento da Vivo é um indicador que ela não limpou totalmente a sua base em Jun/06 quando deu baixa em mais de 1,8 milhões de celulares. Com um número menor de celulares no 3T06 o ARPU da Vivo deve subir dos R$ 24 no 2T06 para cerca de R$ 28 no 3T06 voltando aos patamares apresentados em 2005.

 

 

24
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Net Fone via Embratel já tem 115 mil assinantes

Eduardo Tude

A Net apresentou agora de manhã os seus resultados para o 3T06.

Os números mostram um crescimento da operadora de 4,1% nos assinantes de TV por Assinatura e de 18,4% na Banda Larga.

A Net divulgou também pela primeira vez o número de assinantes do Net Fone via Embratel. São 115 mil assinantes VOIP.

Estes resultados mostram que o VOIP já é uma realidade no Brasil e a dupla Embratel/Net é a maior operadora de telefonia fixa VOIP do país.

 

Consulte: Resultados trimestrais da Net



 

 

22
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

As operadoras começam a divulgar os resultados do 3T06 esta semana

Eduardo Tude

Esta semana tem início à divulgação dos resultados do 3º trimestre das operadoras no Brasil.

Embratel e Net devem divulgar seus resultados na terça. A expectativa fica por conta da divulgação de algum dado sobre as vendas do Net Phone via Embratel, produto de telefoina VOIP comercializado pelas duas operadoras.

A Embratel divulgou fato relevante em 19/10 informando que o seu resultado será afetado negativamente em R$514,5 milhões em razão do reconhecimento de despesas relativas a contingências tributárias. A Embratel está aproveitando as vantagens oferecidos na forma do Convênio ICMS n.º 72, publicado no DOU de 07 de agosto de 2006, para resolver disputas quanto ao pagamento do ICMS.

Na quinta será a vez da Telemar e da Nextel e na sexta da Vivo. A Vivo deve apresentar uma melhoria de seu ARPU pois contou neste trimestre com uma base média menor de celulares.

 

 

20
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Market share mundial de vendas de telefones celulares da Nokia cresce no 3T06

Eduardo Tude

A Nokia aumentou para 34,7% o seu market share na vendas de celulares (unit shipments) no 3T06. A Nokia vendeu 88,5 milhões de celulares. A Motorola, segunda colocada, vendeu 53,7 milhões e reduziu seu market share para 21,1%.

Cinco fornecedores concentram 82,1% das vendas de telefones celulares. A Samsung com market share de 12%, a Sony Ericsson com 7,8% e a LG com 6,5%. A Sony Ericsson ultrapassou a LG no 2T06 e vem se consolidando com 4ª operadora.

 

Mais detalhes

 

 

19
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Vem aí a 4ª operadora para São Paulo?

Eduardo Tude

A Unicel foi a única empresa a apresentar proposta para adquirir uma licença de celular (SMP) para São Paulo (011) na última licitação promovida pela Anatel.

A empresa foi, no entanto desqualificada por ter apresentado como garantia apenas 1% do valor mínimo da outorga, e não 10% como previsto na lei de licitações.

Segundo o jornal “Valor Econômico” a Unicel a Unicel conseguiu agora no Tribunal Regional federal da 1] Região (TRF) em Brasília o direito de complementar o pagamento da garantia, o que deve ocorrer ainda hoje. A Anatel ainda pode recorrer ao STJ.

Mantida esta decisão a Unicel deve entrar em operação em maio de 2007 com uma estratégia de baixo custo. Segundo declarações de Edward Jordan ao Valor a empresa planeja ofertar apenas celulares pré-pagos e não vender aparelhos, apenas o “chip”.

A estratégia, apesar de ousada, tem condições para dar certo. Existe espaço para uma operadora de celular com menores custos operacionais oferecendo planos pré-pagos com preços menores. Os preços dos planos pré-pagos em São Paulo são os mais altos do Brasil. O sucesso dependerá também de como reagirão as demais operadoras.

 

 

19
10/2006

Comentários
3

  Compartilhar no LinkedIn

Anatel aprova saída da Telecom Italia da BrT

Eduardo Tude

Como esperado, a Anatel aprovou a solução apresentada pela Telecom Itália para desfazer as sobreposições de outorgas no celular e na longa distância entre a Tim a BrT.


A operação consiste na transferência para a Brasilco das ações com direito a voto da Telecom Itália na BrT. A participação da Telecom Itália na Brasilco será transferida para um fundo fideicomisso (trust,instituído na Inglaterra) que será administrado de forma independente, pelo Credit Suisse Securities (Europe) Limited.

A Telecom Itália afasta-se, portanto do controle da BrT e coloca a sua participação à venda através de o mandato dado ao JP Morgan.


Define-se desta forma de maneira mais clara a posição da Telecom Itália no Brasil com sua saída da BrT. Resta saber no futuro o que acontecerá com a Tim no Brasil.

 

 

17
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Brasil termina Setembro com 95,87 milhões de celulares.

Eduardo Tude

Dados preliminares divulgados pela Anatel indicam que o Brasil terminou Set/06 com 95,87 milhões de celulares e uma densidade de 51,26 cel/100 hab.

As adições líquidas em setembro foram de 966 mil celulares próximo ao de Set/05 que havia sido de 1.049 mil.

As projeções do Teleco são de que o Brasil deve terminar 2006 com mais de 100 milhões de celulares.

 

 

16
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

VI Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos

Eduardo Tude

Ocorreu em São Paulo, de 4 a 6 de outubro, o maior seminário internacional de Gerenciamento de Projetos já realizado pelo Capítulo São Paulo do PMI. O VI Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos - “Rumo às Próximas Fronteiras”, organizado pelo Capítulo São Paulo do Project Management Institute - PMI-SP, reuniu quase 700 participantes para três dias de palestras, debates e apresentação de trabalhos inéditos. Nomes de destaque no cenário internacional da área como os de Gilles M. Caupin, Chairman do IPMA Certification Management Board, de David L. Pells, PMI Fellow e Presidente da iWorld Projects & Systems Inc. e de Timothy J. Kloppenborg, Calellini Distinguised Professor estão entre os 14 palestrantes do evento, realizado no Centro de Convenções Frei Caneca, zona central de São Paulo.

 

 

15
10/2006

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Esta semana sai a quantidade de celulares em Set/06

Eduardo Tude

A Anatel deve divulgar esta semana o número de celulares em Set/06. A expectativa é de um crescimento de cerca de 1 milhão de celulares no mês o que colocaria o Brasil com 96 milhões de celulares e uma densidade de 51,3 cel/100 hab.

Tim e Claro devem continuar o crescimento. A quantidade de celulares em setembro tem uma importância especial para as operadoras, pois representa o fechamento do 3º trimestre de 2006.

No final de outubro devem ser divulgados os primeiros resultados trimestrais das operadoras e será possível avaliar as mudanças ocorridas no trimestre, principalmente em relação à receita e ARPU das operadoras.

 

 

13
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Quando serão iniciadas as transmissões de TV Digital nas principais cidades do Brasil?

Eduardo Tude

O Minicom publicou hoje a portaria 652 que estabelece o cronograma de implantação da TV Digital no Brasil.

As emissoras da cidade de São Paulo têm até o final do ano para apresentar requerimento para consignação do canal digital. O prazo para elas iniciarem as transmissões é de cerca de 2 anos. Ou seja até o final de 2008.

Nas demais capitais este prazo é 2010 e 2011. Os demais municípios vêm em seguida.

Estabelecido o cronograma surgem as questões:

As emissoras irão implantar o serviço em prazos menores que os estabelecidos no cronograma?

Com os prazos propostos quando se atingirá um volume suficiente para que os preços dos conversores fiquem abaixo de R$ 100?

Consulte:

 

Cronograma de Implantação

Portaria 652 do Minicom

 

 

 

12
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

A Net vai comprar a Vivax

Eduardo Tude

 A Net comunicou ao mercado a celebração de contratos entre a NET e com acionistas da VIVAX S.A. (“VIVAX”) que visam primeiramente uma aquisição minoritária na VIVAX pela NET e uma posterior aquisição do controle.

Esta operação ainda necessita de aprovação da Anatel e do CADE, pois a Net é a maior operadora de TV a cabo do Brasil e a Vivax a segunda.

Este é um sinal de que a Embratel, acionista da Net, está apostando no mercado de TV por Assinatura, canal para oferta de Banda Larga e VoIP.

Resta saber qual será a reação das concessionárias de telefonia local que também estão tentando entrar neste mercado.

Consulte: Operadoras de TV por assinatura

 

 

10
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

A solução da Telecom Italia para a BrT

Eduardo Tude

Dia 28/10/06 vence o prazo de 18 meses dado pela Anatel para que sejam eliminadas as duplicidades de autorizações existentes entre Telecom Itália e Brasil Telecom envolvendo a longa distância, Tim Participações e BrT GSM.

A solução adotada pela Telecom Itália foi a de vender a sua participação na BrT. Ela confirmou o mandato dado ao JP Morgan para a venda de 38% da Solpart, controladora da BrT.

Enquanto a venda não se concretiza a Telecom Itália apresentou à Anatel a proposta de transferência de sua participação na Solpart para um fundo fiduciário (Trust) a ser gerido pelo Credit Suisse. Esta solução já havia sido adotada no passado pela Telefônica na venda da CRT.

A solução apresentada pela Telecom Itália é uma confirmação de que é mesmo para valer a decisão de sair da BrT. A expectativa agora é sobre quem irá comprar a sua parte na BrT.

 

 

5
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Futurecom termina com o sucesso de sempre

Eduardo Tude

A Futurecom 2006 terminou hoje com um animado painel organizado pelo Del Fiol e coordenado pela Miriam Leitão que tratou marco regulatório, carga tributária, universalização e desenvolvimento.

O painel contou com a participação do Prof. Hélio Guerra, Claúdio Violato, Juarez quadros, Otávio Azevedo, Plínio de Aguiar (Anatel), Roperto Pinot Martins (Minicom), Cesar Rômulo e Ricardo Schaefer.

Neste último dia divemos também uma excelente palestra do economista José Alexandre Scheinkmann da Universidade de Princeton.

Foi um consenso entre os participantes que a Futurecom está cada vez melhor. É uma oportunidade rara para encontrar pessoas com nível de decisão nas empresas.

 

 

5
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Teleco coordena painel de IMS na Futurecom

Eduardo Tude

IMS: convergindo redes, tecnologias e multisserviços foi o tema do painel coordenado por Jose Luiz de Souza, Diretor do Teleco, ontem na Futurecom.


O painel contou as pesenças de Adalberto Leidenforst (Accenture), Caio Bottiglieri (Nokia), Carlos Henrique Lobão Pegurier (Telcordia), Cládio Dascal (Tekelec), Ernesto Rosselot (IBM), Francisco Pinto (Áudio Codes), Herberto Macoto (Nec), Hugo Palma (Huawei), Jesper Rhode Andersen (Ericsson) e Paulo Roberto Cabestré (CPqD).


A conclusão foi de que o IMS é uma tendência inexorável, mas que será adotado paulatinamente pelas operadoras. A Nível mundial a Ericsson possui 35 contratos de IMS, a Nokia 18 e a Huawei 1.

 

 

4
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

A Convergência foi o tema principal do 1º dia da Futurecom

Eduardo Tude

Para Fernando Xavier Ferreira, Presidente do Grupo Telefônica a convergência é hoje uma realidade a apresentou dados de vários países onde a opção por soluções do tipo “triple play” (Telefonia, Banda Larga e TV por Assinatura) já atinge mais de 20% dos clientes.

Fernando Xavier defendeu o acesso das concessionárias de telefonia fixa às freqüências para Wimax em suas áreas de concessão apresentando exemplos de que isto acontece em vários países do mundo.

Esta posição foi contestada por Mario Cesar de Araújo, Presidente da Tim, que defendeu a posição da Anatel importante para evitar o monopólio da Banda Larga no Brasil.

Aluízio Byrro, Vice-Presidente da Siemens, também tratou de convergência. Para Byrro a concorrência na telefonia fixa em todo o mundo não existe vem de novas operadoras de telefonia fixa mas de outros serviços como o celular.

Roberto Oliveira Lima, Presidente da Vivo, defendeu a proposta de união das operadoras de celular para implantar uma infra-estrutura única com tecnologia UMTS/WCDMA a ser compartilhada por todas as operadoras. A baixa rentabilidade das operadoras seria a justificativa maior para esta opção.

Neste 1º dia da Futurecom foi possível ouvir importantes executivos do setor e verificar que a convergência, depois de muita discussão, está saindo do papel.

 

 

3
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Temas 2007: 3G foi o mais votado

Eduardo Tude

O Teleco lançará em breve algumas seções especiais sobre temas em destaque para 2007. Os temas serão selecionados pelo Teleco. Para subsidir esta escolha  foi realizada uma enquete na semana passada que contou com 760 votantes.

 

3G foi o tema com mais votos (24%) seguido por TV Digtal ( 22%) e Wimax (21 %).

 

Já temos portanto o 1º Tema de 2007: 3G

 

 

 

3
10/2006

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Abertura da Futurecom

Eduardo Tude

Ocorreu ontem a Abertura da Futurecom contando com "casa cheia" segundo as palavras do Laudálio. A área de expositores foi ampliada e os stands estão maiores. Tudo indica que a Futurecom irá repetir o sucesso dos anos anteriores.

 

A Abertura contou com a presença do Ministro das comunicações e várias autoridades. Ana Hickmann foi a mestre de cerimônia e Daniela Mercury interpretou o hino nacional. O Teleco iniciou a distribuição de seu CD Ano IV  em jantar promovido pela Accenture, um dos patrocinadores do CD. Hoje será iniciado o congresso que contará com palestras como a de Fernando Xavier Ferreira da Telefonica, Mario Cesar da Tim e Roberto Lima da Vivo.

 

 

1
10/2006

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Teleco completa quatro anos na Futurecom

Eduardo Tude

O Teleco completa 4 anos na Futurecom 2006.


Queremos agradecer a todos pelo apoio recebido neste período.

Estamos preparando várias novidades para o próximo ano, entre elas seções especiais sobre temas em destaque. Caso você tenha sugestões venha conversar conosco em nosso stand na Futurecom ou envie um email para teleco@teleco.com.br.

Durante a Futurecom estaremos lançando o CD de Tutoriais ano IV.


Acompanhe a Futurecom no Blog do Teleco.

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update
27/Março

Regulamentação

Internet das Coisas

Mais Produtos