31
10/2009

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Telefonica renova sua participação na Telecom Italia

Eduardo Tude

Os acionistas da Telco, holding que controla a Telecom Itália com 24,5% de participação, renovaram o acordo de acionistas até 2013, com direito de saída em 2011. A família Benetton desistiu do negócio e saiu da Telco.

Esta participação da Telefonica da Telecom Itália, dificulta a venda da Tim Brasil a um competidor da Telefônica.

 

 

30
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Prépago na Tim já representa 84% do total de celulares

Eduardo Tude

A Tim consolidou no 3T09 sua estratégia de crescimento no segmento prépago com crescimento de 5,3% contra 1,4% no segmento póspago. A Tim passa a ser a 1ª operadora com maior participação de prépago na base (84,1%).

O foco atual da Tim é de melhoria da qualidade da rede GSM estimulando o uso. O MOU aumentou de 73 minutos no 2T09 para 90 minutos no 3T09. Com uma cobertura 3G menor que as outras, a Tim terá dificuldades para voltar a crescer no póspago.

No 3T09, em comparação com o 3T08, a Tim apresentou queda na receita bruta (-2,2%). A margem EBITDA se manteve estável em 22,7% e a operadora apresentou lucro líquido de R$ 60,8 milhões.

 

 

27
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Claro cresce no 3T09 sem comprometer seus principais indicadores

Eduardo Tude

A Claro voltou a crescer no 3T09 com adições líquidas de 1,8 milhões de celulares. Seus principais indicadores apresentaram pequenas variações o que mostra uma consistência neste crescimento.

O ARPU manteve-se estável e R$ 23 e o MOU subiu de 73 minutos (2T09) para 86 minutos (3T09). O churn permaneceu alto (2,9%) e a margem EBITDA apresentou pequena redução, caindo para 22%. A participação do prépago ´na base da operadora é de 79,7%.

O desafio da Claro e continuar crescendo no último trimestre, melhorando o churn e mantendo sob controle os demais indicadores.

 

 

23
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Incorporação da BrT ainda afeta resultado da Oi no 3T09

Eduardo Tude

A incorporação da BrT continua afetando o desempenho da Oi.

A Oi apresentou baixo crescimento na quantidade de acesso no 3T09, com redução de 311 mil acessos na telefonia fixa, crescimento “zero” na TV por Assinatura e adições liquidas de 886 mil celulares, menos que Vivo, Claro e Tim.

A receita líquida cresceu 3,4% em relação ao 2T09, a margem EBITDA foi 35,1% e ela apresentou lucro líquido de R$ 64 milhões.

A dívida líquida de R$ 2,1 bilhões afeta o resultado da Operadora que teve despesas financeiras de R$ 892 milhões no trimestre.

Mesmo com o caixa apertado a oi investiu R$ 1,3 bilhões no trimestre, 25% menos que no 3T08.

 

 

21
10/2009

Comentários
4

  Compartilhar no LinkedIn

Vivo lidera crescimento do celular em Set/09 e no 3T09

Eduardo Tude

A Vivo liderou o crescimento do celular em Set/09 com adições líquidas de 513 mil celulares, seguida pela Claro (405 mil) e Tim (401 mil). A Oi voltou a apresentar um baixo desempenho com adições líquidas de 253 mil celulares.


Com este resultado a firma obteve a liderança em crescimento do celular no 3T09 com adições líquidas de 2.08 mil celulares, seguida pela Claro (1.792 mil), Tim (1.773 mil) e Oi (887 mil).

 

 

21
10/2009

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Net atinge 2,79 milhões de acessos banda larga no 3T09 e encosta na Telefonica

Eduardo Tude

A Net apresentou um bom desempenho no 3T09 com uma receita bruta de R$ 1.569,4 milhões com crescimento de 24% em relação ao 3T08. A margem EBITDA foi de 27% e o lucro líquido de R$ 246 milhões.

Ela apresentou adições líquidas no trimestre de 166 mil acessos de TV por Assinatura, 185 mil de banda larga e 203 mil telefones fixos.

Com este resultado a Net atinge a marca de 2.790 mil acessos banda larga (77% da base de TV por Assinatura) terminando o trimestre praticamente empatada na 2ª colocação em market share com a Telefônica. A Telefônica terminou o 2T09 com 2.727 acessos banda larga e teve o seu crescimento prejudicado pela paralisação nas vendas do Speedy.

A Net apresentou os resultados do 3T09 incluindo pela primeira vez a ESC 90 que contribuiu com 30 mil assinantes de TV por assinatura, 24 mil de banda larga e uma receita bruta de R$ 16,1 milhões.

 

 

20
10/2009

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

GVT: Vivendi continua no páreo

Eduardo Tude

A Vivendi autorizou sua diretoria a realizar uma oferta para aquisição da GVT. Analisa também a possibilidade de fazer cumprir o contrato e adquirir as ações dos controladores, o que lhe daria uma participação de 20% no capital da empresa. Poderia então se tornar sócia do Telefonica ou lucrar com a venda desta participação para a própria Telefonica.

Muitos lances ainda estão por vim neste jogo. A Telefonica marcou para 19 de novembro o leilão público de compra de ações da GVT.

 

 

18
10/2009

Comentários
2

  Compartilhar no LinkedIn

Crescimento do celular em Set/09 (dados preliminares)

Eduardo Tude

Dados preliminares da Anatel indicam que o Brasil terminou Set/09 com 166 milhões de celulares e adições líquidas de 1,6 milhões celulares, inferiores aos 2,4 milhões de Set/08.

Estes dados, se confirmados apontam para um crescimento negativo do pós pago na Região I e praticamente nulo na Região II. O pré pago passaria a representar 82,2% do total de celulares.

 

 

16
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Sumário da Futurecom: Banda Larga, Banda Larga, Banda Larga .....

Eduardo Tude

Os debates sobre a banda larga no Brasil continuaram dominando a cena do último dia da Futurecom.

Pode-se dizer que pelo menos na Futurecom a meta do PGR de massificar a banda larga foi atingida.

Os debates já atingiram o ponto de exaustão e o que se precisa agora é de ação. O programa de banda larga popular do governo de São Paulo isentando o ICMS é um bom exemplo de ação. Outras iniciativas tem de ser tomadas em todo o Brasil. Como este é um pais de disparidades, as soluções tem que ser adaptadas à realidade de cada região.

No Fórum de Banda larga ocorrido hoje de manhã a Telebrasil reafirmou os 5 pontos da carta do Guarujá: Espectro, novas outorgas de TV a cabo, redução da carga tributária, padrões globais e agilidade no licenciamento municipal de redes e estações.

 

 

15
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Governo de São Paulo isenta de ICMS a Banda Larga Popular

Eduardo Tude

O Governador de São Paulo José Serra escolheu a Futurecom para assinar um decreto que lança o programa de Banda Larga Popular de São Paulo.

O Governo de São Paulo passa a abrir mão de 100% do ICMS em planos de serviço de Internet banda larga entre 200 Kbps e 1 Mbps para pessoas físicas que façam parte do programa.

A Telefonica anunciou que iniciará no dia 09 de novembro a comercialização de seu serviço Banda Larga Popular. Disponível para 501 cidades do Estado de São Paulo, o novo produto terá velocidade de 250kbps (consumo ilimitado) e preço fixo mensal de R$ 29,80, já incluídos modem, instalação e provedor.

O Plano Speedy 500 custa hoje R$ 49,90 por mês.

Independente dos resultados que venha a alcançar, o programa é um passo concreto no sentido de ampliar o acesso da população à banda larga. O Governo do estado está dando um passo importante ao reconhecer que a alta carga tributária aplicada aos

 

 

15
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

O debate sobre Banda Larga na Futurecom

Eduardo Tude

No painel principal do 1º dia da Futurecom, Valente (Telefônica), Zeinal Baiva (Portugal Telecom), João Cox (Claro) e Luca Luciani (Tim), apresentaram sua visão sobre a banda larga no Brasil.

João Cox colocou a questão dos municípios menores no interior do Brasil, que tem de ter soluções diferenciadas para viabilizar o atendimento.

Na fase de debates o painel contou ainda com a participação de Otávio Azevedo (AG).

Na parte da tarde a discussão continuou em painel coordenado por Heloisa Magalhães.

Banda larga está sendo o ponto de convergência de todos. O Brasil precisa dar um salto nesta área.

No final do dia a Teleco apresentou uma edição especial do Balanço Huawei da banda larga móvel com projeções para o ano de 2009 e até 2014.

Faça o download da edição especial

 

 

14
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Começou a 11º Futurecom

Eduardo Tude

Foi aberta ontem a 11º Fututecom. Casa cheia, mais de 200 expositores. Banda larga no centro dos debates.

O Teleco começa hoje a distribuir o seu DVD com os tutoriais em seu stand.

Venha nos visitar.

 

 

11
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Banda Larga deve dominar os debates da Futurecom

Eduardo Tude

Começa nesta terça feira (13/10) em São Paulo a Futurecom, principal feira e congresso do setor de telecomunicações no Brasil.

Banda larga, seja ela fixa ou móvel, deve ser o tema dominante. O Governo, através da casa Civil, está elaborando a proposta de um plano nacional de Banda Larga para o Brasil que tem como uma das alternativas principais uma rede de banda larga estatal construída a partir das redes da Eletronet e da Petrobras. Por outro lado, o Ministro das Comunicações encomendou para as operadoras uma proposta de parceria para o plano nacional de banda larga. A Telebrasil está coordenando a elaboração desta proposta.

Banda larga é o tema quente não só no Brasil, mas em todo o mundo. O crescimento acelerado de consumo de dados no acesso à Internet está provocando uma tranformação das redes e dos modelos de negócios.

O Teleco está promovendo um em debate especial sobre o tema que já contou com artigos de Antonio Carlos Valente, João Cox, Mario Cesar de Araújo, Jonio Foigel, Jose Luis de Souza e Aluízio Birrro. Na próxima semana teremos a participação do Roberto Lima.

 

 

7
10/2009

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

Telefonica faz oferta pela GVT

Eduardo Tude

A Telefônica fez oferta de R$ 48,00 por ação da operadora, o que equivale a um total de R$ 6,5 bilhões

A Vivendi havia fechado a compra, a cerca de 30 dias, por R$ 42,00 a ação. Uma das condições para que o negócio se concretizasse era a remoção de uma cláusula do acordo de acionista conhecida como pílula de veneno (poison pill) que obrigava ao comprador pagar um premio de 25% sobre o valor mais alto nas últimas semanas que levaria o preço a R$ 47,50 por ação. A Telefônica ofereceu um valor de R$ 48,00 por ação.

A Telefônica sempre foi a candidata natural a adquirir a GVT, o que lhe permitiria ampliar sua área de atuação para fora do estado de São Paulo. Com esta oferta evita também a entrada de um novo grupo de porte no mercado brasileiro.

 

 

7
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

RFS amplia leque de antenas de microondas

Eduardo Tude

O crescimento do tráfego na banda larga (fixa e móvel) aqueceu o mercado de equipamentos de transmissão no país.

A RFS está ampliando o seu portfólio de antenas para rádios microondas passando a produzir em sua fábrica no Embu todos os 8 tipos de antenas parabólicas utilizadas normalmente em enlaces de transmissão. Ela ainda não fabricava as antenas maiores. Os investimentos foram de 2 milhões de euros.

 

 

6
10/2009

Comentários
3

  Compartilhar no LinkedIn

Quem liderou o crescimento do celular em Setembro? A Oi vai voltar a crescer?

Eduardo Tude

A Anatel deve divulgar na próxima semana o crescimento do celular em Setembro. A expectativa é de adições líquidas próximas aos 2,4 milhões de celulares de Set/08.

Vivo, Claro e Tim são as favoritas para liderar o crescimento do celular em setembro. Já em relação ao 3T09 a Vivo leva pequena vantagem em relação aos demais. No acumulado de jul-ago está cerca de 200 mil celulares na frente da Claro (2ª colocada).

O desempenho da Oi será o ponto mais importante a ser observado. Ela continuará apresentando baixo crescimento nas Regiões I e II?

 

 

3
10/2009

Comentários
2

  Compartilhar no LinkedIn

A Copa e as Olimpíadas das Telecomunicações no Brasil

Eduardo Tude

O Brasil tem diante de si dois eventos mundiais que podem ajudar a consolidar uma nova imagem do país demonstrando a nossa capacidade de organização e aumentando o fluxo de turistas para o país.

A preparação para a Copa do mundo em 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio exigirá do país investimentos na infraestrutura para receber estes eventos, inclusive na sua rede de telecomunicações.

Durante estes eventos o mundo estará conectado ao Brasil. Além da transmissão dos eventos milhares de jornalistas, atletas, técnicos, turistas, estarão no Brasil.

As necessidades de comunicação deste contingente que virá ao Brasil nestas datas não se limitam à voz. Estar conectado, com um acesso banda larga à Intertnet de alta velocidade, faz parte do dia a dia destas pessoas.

Em 2014/2016 o LTE com acessos banda larga de até 100 Mbit/s já será uma realidade na Europa e nos Estados Unidos e o Brasil terá de estar preparado para oferecer esta infraestrutura nas cidades sedes da Copa, principalmente no Rio em 2016. Isto exigirá investimentos em redes de fibra nestas cidades que poderão sair destes eventos com uma moderna infraestrutura de banda larga.

Esta é uma boa oportunidade para o Brasil avançar na construção de uma infraestrutura de banda larga de alta velocidade que ofereça um serviço de qualidade. Vamos aproveitá-la.

 

 

2
10/2009

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

A produção de telefones celulares no Brasil volta a crescer em agosto

Eduardo Tude

A produção de telefones celulares em Ago/09 foi 0,8% maior que a de Ago/08, interrompendo uma sequência de 9 meses e taxas negativas. Este resultado confirma a retomada de encomendas de aparelhos por parte das operadoras e a tendência de recuperação da crise financeira global.

 

 

1
10/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Monitor Acision de VAS Móvel: indicadores de Serviço de Valor Adicionado no celular

Eduardo Tude

Foi publicada ontem a primeira edição do Monitor Acision de VAS Móvel – MAVAM que se propõe a acompanhar os Serviços de Valor Adicionado (VAS) no celular no Brasil.


Para esta primeira edição foi realizada uma pesquisa na cidade de São Paulo com 500 entrevistas que apontou um grande número de usuários para serviços como SMS, Música, Jogos, MMS e acesso à Internet já possuem um grande número de usuários na Capital de São Paulo.


De acordo com a pesquisa são enviados 32 SMS/cel/mês na cidade de São Paulo, quantidade muito superior à média Brasil (11), mas inferior à média da América Latina (37).


O acesso à internet se dá principalmente através de navegadores e não para sites WAP. 70% dos que acessaram à Internet acessaram sites de redes sócias (65% Orkut).


A pesquisa confirmou que a utilização de VAS no celular cresce à medida que aumenta o número de usuários de Smartphones.


Pelas características de renda e densidade de celulares, a utilização de Serviços de Valor Adicionado (VAS) no celular em São Paulo é maior que a média Brasil, mas representa a tendência de difusão destes serviços no resto do país.


O estudo, realizado pela Teleco em parceria com a Acision, pode ser obtido em:


Monitor Acision de VAS Móvel – MAVAM

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
05/Dezembro

Market Update

Internet das Coisas

Mais Produtos