31
5/2009

Comentários
4

  Compartilhar no LinkedIn

Nokia e LG na liderança em market share de telefones celulares no Brasil

Eduardo Tude

Samsung e LG divulgaram esta semana informações à imprensa em relação ao market share de telefones celulares no Brasil:

1) Nokia 28%
2) LG 24%
3) Motorola
4)Samsung 17%

A Samsung, que é a segunda no mundo, pretende aumentar o seu market share para 25% e ultrapassar Motorola e LG este ano. Já a LG pretende disputar a primeira colocação com a Nokia.

 

 

29
5/2009

Comentários
3

  Compartilhar no LinkedIn

Deve-se proibir a terceirização nas concessionárias de Telecom?

Eduardo Tude

Enquanto avança no mundo o conceito de “Outsourcing Estratégico”, como forma de tornar as empresas mais eficientes e com produtos/serviços de melhor qualidade, no Brasil a terceirização (outsoucing) ainda é vista como uma forma de retirar benefícios dos trabalhadores.

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) proibiu ontem a utilização de trabalhadores terceirizados na realização de serviços de construção de rede, manutenção de emergência, manutenção continuada e operação nas concessões públicas do setor elétrico.

Na decisão apertada (8 a 6) prevaleceu a visão de que a terceirização visa apenas redução de custos oferecendo piores condições de trabalho aos empregados, o que acarreta implica em queda da qualidade do serviço. Deve ser portanto proibida em atividades consideradas essenciais da concessionária pública.

A Fittel (Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações) promete agora brigar por decisão semelhante para as concessionárias de telecomunicações.

Será que a tendência mundial de grandes vendors como Ericsson, Alcatel-Lucent, Nokia Siemens e Huawei assumirem a responsabilidade pela implantação e operação das redes das operadoras de Telecom será considerada ilegal no Brasil?

 

 

26
5/2009

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Huawei é a 3ª em infraestrutura de redes celulares no mundo no 1T09

Eduardo Tude

Segundo a empresa de consultoria Dell’Oro a Huawei ultrapassou a Alcatel Lucent no 1T09 e assumiu a 3ª posição em market share global de infraestrutura de redes celulares:

1) Ericsson: 33%
2) Nokia Siemens: 21%
3) Huawei: 15%
4) Alcatel Lucent: 14%

Huawei e ZTE foram as empresas que mais cresceram no trimestre.

No Brasil também, Ericsson, Nokia Siemens e Huawei dominam o mercado.

 

 

24
5/2009

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

Oi continua a liderar o crescimento em São Paulo

Eduardo Tude

A Oi apresentou adições líquidas de 299 mil celulares em São Paulo neste mês de abril e atingiu um market share de 7,4%.

As adições líquidas totais no estado foram de 415 mil celulares, 45% do total Brasil (923 mil celulares).

A entrada da Oi em São Paulo está impulsionando o crescimento no estado, que cresceu 1,1% no mês, mais que a média Brasil (0,6%).

Este crescimento está ajudando a colocar o estado na posição que lhe cabe em termos de densidade.

Com uma densidade de 96,2 cel/100 hab, São Paulo deve ultrapassar Mato Grosso do Sul (96,4 cel/100 hab) em maio e se tornar o 3º estado em densidade do país, atrás apenas do Distrito Federal (142,59 Cel/100 hab) e do Rio de janeiro 98,73 (cel/100 hab.) .

A região metropolitana (DDD 11) já é a terceira do pais com densidade de 106,29 cel/100 hab atrás de Salvador (DDD 71) com 126,71 e Brasília (DDD 61) com 117,78.

 

 

20
5/2009

Comentários
4

  Compartilhar no LinkedIn

Adições líquidas de celular em Abr/09 foram 47% das de Abr/08

Eduardo Tude

O Brasil terminou Abr/09 com 154,6 milhões de celulares e adições líquidas de 924 mil celulares, menos de 50% dos 1,9 milhões de Abr/08.

Este resultado confirma a tendência de desaceleração do crescimento do celular no Brasil.

A Tim liderou o crescimento com adições líquidas de 348 mil celulares, seguida pela Oi (284 mil), Claro ( 243 mil) e Vivo ( 49 mil).

 

 

20
5/2009

Comentários
5

  Compartilhar no LinkedIn

A pane na Banda Larga da Telefonica

Eduardo Tude

O Speedy voltou a apresentar problemas na última segunda causando interrupções de tráfego no estado de São Paulo.

Diante das frequentes interrupções apresentadas pelo Speedy a Telefonica deveria fazer uma revisão mais profunda de sua arquitetura de rede e das soluções utilizadas. A sua rede é grande e complexa. Atende a 2,7 milhões de clientes e terá de crescer muito mais nos próximos anos. A Telefonica precisa de uma solução mais robusta para atender a demanda.

Note-se, no entanto, que este não é um problema só do Speedy. Os outros provedores de banda larga tem tido problemas e apresentado instabilidades.

Acesso banda larga à Internet está se tornando cada vez mais um serviço essencial. No ambiente corporativo ficar sem acesso banda larga é quase como ficar sem eletricidade. Para a empresa!

A banda larga no Brasil tem muito a crescer. Em abrangência geográfica. Em velocidade. Mas também em qualidade de serviço.

 

 

17
5/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

O crescimento do celular em Abr/09 será inferior ao de Abr/08?

Eduardo Tude

A Anatel deve divulgar esta semana os números do celular para o mês de abril de 2009.

A tendência é de que as adições líquidas seja inferiores aos 1,9 milhões de Abr/08 e mais próximas aos 1,3 milhões de Mar/09.

A Oi deve continuar liderando em adições líquidas. Vamos ver como foi a reação das outras operadoras em abril.

O mês de maio, com as promoções do dia das mães está sendo decisivo para o crescimento do celular no trimestre.

 

 

15
5/2009

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

O impacto da incorporação da BrT nos resultados da Oi

Eduardo Tude

A Oi divulgou pela primeira no 1T09 resultados consolidados com a BrT.

O lucro líquido da Oi/BrT foi de R$ 10,8 milhões contra R$ 564 milhões no 1T08 e margem ebitda 29,3%.

Os resultados forma impactados por despesas não recorrentes da incorporação da BrT e pelo fim do diferimento de subsídios de clientes pós pagos devido à opção da Oi não cobrar multas contratuais.

Apesar da receita de telefonia móvel da Oi/BrT ter crescido 28,4% no 1T09 em relação ao 1T08, o ARPU caiu de R$ 23,9 no 1T08 para R$ 21,1 no 1T09.

 

 

14
5/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Oi, Nokia e Net líderes em Top of Mind

Eduardo Tude

 O UOL e o Datafolha divulgaram hoje o resultado do terceiro prêmio Top of Mind Internet, pesquisa que reconhece as marcas mais lembradas pelos usuários que navegam na web.

Entre as operadoras de celular as mais lembradas foram a Oi (25%) e a Vivo (23%), seguidas da Claro (19% ) e da Tim (16%). A Oi cresceu seis pontos percentuais em relação à pesquisa de 2008, fruto da sua entrada no mercado paulista.

Entre os fabricantes de telefones celulares a Nokia continua na liderança com 29%, seguida pela Motorola (20%), Sony Ericsson (11%), LG (9% ) e Samsung (7%).

Na TV por assinatura a liderança é da Net (39%), seguida pela Sky (23%).

Metodologia


A pesquisa Datafolha é um levantamento estatístico, por amostragem estratificada, com sorteio aleatório. O conjunto das pessoas com 14 anos ou mais que acessam a internet pelo menos 3 vezes por semana é tomado como universo da pesquisa.


O levantamento foi realizado entre os dias 19 e 22 de fevereiro de 2009 nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Brasília. A amostra final foi de 2048 entrevistas.

 

 

13
5/2009

Comentários
1

  Compartilhar no LinkedIn

Banda Larga e TV por Assinatura foram os destaques da Telefonica no Brasil no 1T09

Eduardo Tude

A Telefônica apresentou no 1T09 queda de 2,9% nos acessos fixos em serviço em relação ao 1T08, de 12,7% nos minutos registrados e 23,2% nos minutos excedentes.

Apesar das perdas na telefonia fixa a receita bruta cresceu 4,5% no 1T09 em relação ao 1T08. O crescimento da receita líquida foi de 2,5% e o lucro líquido (R$ 482,6 milhões) foi 1,2% menor.

O crescimento de 22,7% nos acessos banda larga e de 78,4% nos de TV por assinatura foram os responsáveis por este desempenho no período.

 

 

12
5/2009

Comentários
2

  Compartilhar no LinkedIn

As dificuldades da Telecom Itália no 1T09

Eduardo Tude

Não foi só no Brasil que a Telecom Itália teve o primeiro trimestre difícil em 2009.

Na comparação do 1T09 com o 1T08 a Telecom Itália apresentou os seguintes resultados:

- Queda de 6,7% na receita em euros, sendo 4,3% na Itália e 13,3% no Brasil. Em termos orgânicos (descontados efeitos de cambio) a receita da Tim no Brasil cresceu 0,7%.
- Queda de 4,9% no EBITDA. Como caiu menos que a receita a margem se manteve em 41,2%.
- Queda de 9,7% na quantidade de acessos fixos e de 4,9% na quantidade de celulares na Itália.

Este resultados e o fato da Telco (controladora da Telecom Itália da qual faz parte a Telefônica) terem reduzido o valos deste ativo em seu balanço geraram nova especulação sobre a incorporação da Telecom Italia pela Telefônica. Esta especulação foi prontamente desmentida pela Operadora.

A dívida líquida da Telecom Itália continua alta, 34,5 bilhões de euros no 1T09.

 

 

8
5/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Vivo apresenta bom desempenho no 1T09

Eduardo Tude

A Vivo apresentou sólidos resultados no 1T09 confirmando sua posição de liderança no mercado.

Sua receita bruta no 1T09 cresceu 9,4% em relação ao 1T08 e a base de celulares 19,1%. A receita de Dados e SVA cresceu 27,9%.

A Margem Ebitda foi de 29,9% e o lucro líquido de R$ 123,5 milhões.

O ARPU da Vivo (R$ 27,00) foi maior que o da Tim (R$ 26,00) e conseguiu reduzir o churn mensal para 2,4%.

A Vivo deve ampliar neste trimestre a liderança nos 7 indicadores acompanhados pelo Teleco.

 

 

6
5/2009

Comentários
6

  Compartilhar no LinkedIn

Reestruturação afeta resultados da Tim no 1T09

Eduardo Tude

A reestruturação promovida pela Tim afetou fortemente os resultados da operadora no 1T09:

1) A operadora apresentou adições líquidas negativas de 306 mil celulares devido a uma limpeza de base de cerca de 1 milhão de celulares.

2) O seu ARPU caiu de R$ 29,9 no 4T08 para R$ 26,0 (1T09). O MOU caiu de 86 minutos (4T08) para 70 minutos (1T09), fruto da diminuição das promoções com minutos.

3) A receita bruta (1T09) caiu 0,2% em relação à do 1T08.

4) A margem EBITDA foi de 20,2% e a operadora apresentou prejuízo de R$ 144 milhões no trimestre.

Como resultados positivos podem ser apontados o crescimento 31,4% da receita de VAS (1T09/1T08) e a aquisição da Intelig que pode ajudar a tornar a Tim mais competitiva na longa distância.

Passada a reestruturação a Tim deve melhorar estes resultados nos próximos trimestres.

 

 

5
5/2009

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Queda de 40,8% na produção de telefones celulares no Brasil em Mar/09

Eduardo Tude

Seguindo a tendência mundial, a produção de telefones celulares no Brasil continua em queda.

Na comparação com o mesmo mês de 2008 ela apresentou o seguinte crescimento em 2009:

Mar/09: - 40,8%
Fev/09: - 49,1%
Jan/09: - 63,8%

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update
27/Março

Regulamentação

Internet das Coisas

Mais Produtos