27
8/2017

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

BL fixa jul/17, PLC 79, Assembleia da Oi, AT&T e Cade, Sercomtel e mais destaques

Eduardo Tude

 

Convite: 5G & Transformação Digital

 

  • Convido a todos a assistir a palestra “Tendências e impactos da transformação digital das operadoras de telecom” que farei nesta quarta as 9 horas no seminário online 5G & Transformação Digital promovido pelo Teleco e Telesemana. O evento contará ainda com apresentações das principais operadoras e fornecedores do Brasil. A inscrição é gratuita.
  • O Ministro Kassab, juntamente com os presidentes da principais operadoras e fornecedores, reuniu-se com o presidente do Senado Federal, Eunicio de Oliveira, para tratar do PLC 79.
  • O PLC 79 autoriza a migração das concessionárias de telefonia fixa para o regime de autorizadas. As obrigações da concessão seriam convertidas em compromissos de investimento em banda larga.
  • Lamentavelmente Eunicio optou por colocar o PLC 79 na pauta de votação do Senado somente após decisão do STF. O ministro Luís Roberto Barroso concedeu liminar para que o PLC 79 seja apreciado pelo plenário do Senado. Mas o mérito ainda não foi julgado.

 

BL fixa em julho

 

  • A Claro liderou o crescimento da BL fixa em julho com adições líquidas de 42 mil acessos, quase o dobro do que tinha crescido no 2T17 (24 mil). A Vivo apresentou adições líquidas de 12 mil acessos e a Oi de 6 mil.
  • As outras operadoras, com adições líquidas de 97 mil acessos, continuaram sendo responsáveis pela maior parte das adições líquidas (62,2% do total).

 

PLC 79

 

  • O Ministro Kassab, juntamente com os presidentes da principais operadoras e fornecedores, reuniu-se com o presidente do Senado Federal, Eunicio de Oliveira, para tratar do PLC 79.
  • O PLC 79 autoriza a migração das concessionárias de telefonia fixa para o regime de autorizadas. As obrigações da concessão seriam convertidas em compromissos de investimento em banda larga.
  • Lamentavelmente Eunicio optou por colocar o PLC 79 na pauta de votação do Senado somente após decisão do STF. O ministro Luís Roberto Barroso concedeu liminar para que o PLC 79 seja apreciado pelo plenário do Senado. Mas o mérito ainda não foi julgado.
  • Enquanto isto, os usuários continuam desligando seus telefones fixos. Em julho, 59 mill assinantes da Oi e 44 mil da telefônica cancelaram suas linhas.

 

Marcada Assembleia de credores Oi

 

  • Foi marcada para outubro a Assembleia que poderá definir o futuro da Oi. Os credores irão decidir se aceitam a proposta de recuperação judicial apresentada pela Oi.  Em caso de rejeição, a Justiça decretará a falência da Oi.
  • A Assembleia Geral de Credores será realizada no Riocentro nos dias 09/10/2017, em primeira convocação, e 23/10/2017, em segunda convocação.
  • Um Grupo formado pela maioria dos credores (Moelis, G5 Evercore e FTI Consulting) apresentou proposta de conversão de R$ 26,1 bilhões em títulos da dívida em 88% do capital da Oi já reestruturada. O plano inicial da Oi previa que os credores poderiam ficar com até 32% da Oi.
  • O Grupo garante uma capitalização de R$ 3 bilhões pelos credores e condiciona a proposta a que a dívida com Anatel seja paga de modo “igualitário” com os demais credores.
  • A proposta apresentada pela Oi a Anatel prevê a injeção de R$ 5 bilhões em capital novo, e outros R$ 3 bilhões da conversão de ao menos 25% da dívida da companhia.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 7,9% na semana e as PN de 4,5%.

 

Recuperação judicial da Oi

 

  • O débito de R$ 3,2 bilhões com o DNIT, relativo a direito de passagem nas rodovias nacionais foi inscrito na dívida ativa da união.
  • O presidente da Oi afirmou que a MP 780, do Refis não interessa a Oi, se não contiver a previsão de conversão da dívida por TACs.
  • A Justiça de Portugal aprovou o pedido de recuperação judicial da Oi, indicando que deve seguir as decisões tomadas pela Justiça brasileira relativas ao processo.
  • O Ministério Público do RJ se manifestou favoravelmente a que a Oi negocie em separado com os pequenos credores.

 

AT&T e Time Warner

 

  • A Superintendência do Cade recomendou o veto integral da compra do grupo de mídia Time Warner pela AT&T, controladora da SKY no Brasil.
  • Se esta decisão for referendada pelo plenário do Cade, a AT&T terá de vender a SKY ou a Time Warner terá de deixar de atuar no Brasil. A Anatel irá analisar a operação após a decisão do Cade.
  • A aquisição da Time Warner pela AT&T foi aprovada até agora por 16 países, faltando apenas Chile, Brasil e Estados Unidos.

 

Sercomtel

 

  • A Anatel decidiu instaurar processo para a apuração da capacidade econômico-financeira de a Sercomtel cumprir suas obrigações como concessionária de STFC e autorizada de SMP e de SCM. Ao final deverá ser decidida a continuidade ou a extinção de suas outorgas.
  • A Copel, detentora de 45% da empresa, condicionou um novo aporte financeiro à reestruturação da empresa que vem apresentando prejuízos sucessivos. A Sercomtel pretende contratar uma consultoria externa para auxiliar neste processo.

 

Outros destaques

 

  • O e-commerce faturou R$ 21 bilhões no primeiro semestre de 2017, com crescimento de 7,5% em relação a igual período de 2016. O número de pedidos (48,5 milhões) aumentou 3,9%  e o tíquete médio  3,5%, passando a ser de R$418. (Fonte: Webshoppers 36 da Ebit)
  • A Anatel pretende passar para uma entidade independente a função de administrar os recursos de numeração. Esta proposta será discutida em consulta pública.
  • O MCTIC publicou o Decreto 9.138, que altera o Regulamento dos Serviços de Radiodifusão (Dec. 52.795/63) simplificando vários procedimentos.
  • Os principais executivos da China Telecom estiveram esta semana em Brasília, reunindo-se com autoridades da Anatel e ministérios.
  • A receita líquida da HP cresceu 9,8% na comparação do 2T17 como o 2T16.

 

Próxima semana

 

  • Na quarta acontece o seminário online “5G & Transformação Digital” promovido pelo Teleco e Telesemana.
  • A Anatel deve divulgar os resultados de junho da TV por assinatura.

 

 

 

 

20
8/2017

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Grupos, Oi e outros destaques

Eduardo Tude

 

Grupos no 2T17

 

  • Vivo continua sendo o maior grupo de telecom do Brasil com R$ 10,7 bilhões de receita líquida no 2T17, seguida pela Claro (R$ 8,8 bilhões), Oi (R$ 5,8 bilhões) e TIM (R$ 3,9 bilhões). Vivo, TIM e SKY aumentaram sua participação no total da receita no 2T17.

 

Recuperação judicial da Oi

 

  • A proposta de aumento de capital de R$ 8 bi apresentado pela Oi na reunião com a Anatel incluiria R$ 5 bilhões em novos recursos e R$ 3 bilhões representados por um swap de dívida para capital próprio. A troca proporcionaria aos credores uma participação de 25% na empresa. Executivos da Oi teriam se encontrado com representantes de oito fundos credores em Nova York para negociar esta proposta.
  • Por determinação da justiça, a Anatel e Oi participaram de reunião de mediação referente aos R$ 11 bilhões das multas que foram listadas pela Oi em sua recuperação judicial. O TCU decidiu continuar acompanhando as negociações.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 1,5% na semana e as PN de 5,0%.

 

Resultados 2T17: Cisco, Contax e Atento

 

Na comparação do 2T17 como o 2T16 a receita líquida cresceu:

  • +19,1% na Atento
  • -4,0% na Cisco
  • -14,4% na Contax

 

Outros destaques Brasil

 

  • O mercado brasileiro de TI caiu de R$ 141 bilhões em 2015 para R$ 132 bilhões em 2016 (ABES).
  • 52 km de fiação aérea de 117 ruas na cidade de São Paulo deverão ser enterrados até julho de 2018. O acordo foi fechado pela prefeitura, Eletropaulo e operadoras de Telecom.
  • Já estão operando em duas frequências (1,8 GHz e 2,6 GHz), todos os sites 4G da TIM na capital de São Paulo.
  • A Ouvidoria da Anatel apresentou o seu relatório anual com uma avaliação da Agência. O relatório inclui dados econômicos das empresas que deveriam ser mantidos em sigilo pela Anatel.
  • A Telebrás decidiu adiar para 27 de setembro o leilão de capacidade de seu satélite SGDC.
  • O governo federal gastou R$ 182 milhões em publicidade na Internet em 2016, sendo que 25,5% foram destinados para o Facebook (R$ 46 milhões). (Fonte: Bites Economia Digital)
  • O Airbnb teve mais de 1 milhão de hóspedes no Brasil em 2016, tendo 143 mil espaços disponíveis no país. O Rio de Janeiro é o quarto destino em número de anúncios do Airbnb no mundo, atrás apenas de Paris, Londres e Nova York. (Telesintese)

 

Destaques internacionais

 

  • Facebook, Amazon, eBay, Apple e Snap são as cinco marcas mais amadas do mundo, segundo ranking da Netbase.
  • As prestadoras de TV por assinatura dos Estados Unidos teriam perdido 976 mil assinantes no 2T17, em virtude da concorrência de provedores de streaming de vídeo.
  • O Departamento de Justiça americano estaria prestes a aprovar a compra da Time Warner pela AT&T.
  • A British Telecom planeja desativar metade dos seus telefones públicos (orelhões) no Reino Unido nos próximos cinco anos. Ela possui 47,9 mil telefones públicos, o Brasil possui 837 mil, sendo 641 mil da Oi.
  • A Suprema Corte do México decidiu ser inconstitucional o regulamento que obrigava a terminar chamadas de outras operadoras a custo zero.
  • A Ericsson estaria planejando demitir 25 mil empregados (23% do total) segundo o jornal sueco Svenska Dagbladet.

 

Próximas semanas

 

  • A Anatel deve divulgar os resultados de junho da TV por assinatura.
  • No dia 30 de agosto será realizado o seminário online 5G & Transformação Digital promovido pelo Teleco e Telesemana.  A inscrição é gratuita.

 

 

 

 

13
8/2017

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

BL Fixa, 4G, Resultados Oi, Nextel, Algar e muito mais

Eduardo Tude

 

5G & Transformação Digital

 

No dia 30 de agosto estarei participando do seminário online 5G & Transformação Digital promovido pelo Teleco e Telesemana com a palestra “Tendências e impactos da transformação digital das operadoras de telecom”. A inscrição é gratuita.

 

BL fixa em junho

 

  • O Brasil apresentou adições líquidas de 201 mil acessos BL fixa em junho, totalizando 928 mil no 1º semestre, mais que os 698 mil em igual período de 2016.
  • Claro (+15 mil), Vivo (+23 mil) e Oi (+9 mil) continuaram perdendo market share para as demais operadoras (+154 mil) em junho. No acumulado do ano as demais operadoras foram responsáveis por 78% do total das adições líquidas.

 

Cobertura 4G em julho

 

  • A TIM manteve a liderança em cobertura 4G em julho atendendo a 2.010 municípios e 74,7% da população. A Vivo vem em seguida (1.600 municípios e 72,6% pop.) e a Claro em terceiro (1.183 municípios e 72,3% da pop.). A Oi atende a 284 municípios e 55,1% da pop.

 

Resultados 2T17:  Oi

 

A Oi manteve a trajetória de queda na receita verificada nos trimestres anteriores. A receita líquida total apresentou queda de 8,4%, na comparação do 2T17 com o 2T16, sendo:

  • -6,0% no segmento residencial
  • -3,4% em mobilidade pessoal
  • -15,0% no Empresarial/Corporativo

A margem EBITDA de Rotina alcançou 27,6%, com crescimento de 4,8 p.p. em relação ao 2T16.

Apresentou prejuízo de R$ 3,3 bilhões no 2T17, refletindo o impacto do câmbio no resultado financeiro.

A Oi declarou um Capex de R$ 2,5 bilhões no primeiro semestre, devendo atingir R$ 5 bilhões no ano.  Com o aumento de capital de R$ 8 bi, o Capex poderia ir para R$ 7 bilhões por ano.

As ações ON da Oi apresentaram queda de 6,1% na semana e as PN de 4,5%.

 

Oi e multas da Anatel

 

  • A Anatel confirmou R$ 58,82 milhões de multas para a Oi ocorridas em 2004 e devidas pela Brasil Telecom. O valor das multas foi estabelecido de acordo com a regulamentação vigente na época. O valor total das multas seria de R$ 1,29 milhões se tivesse sido calculado com o regulamento publicado em 2012.
  • A diferença de 45 vezes entre os dois valores exemplifica a falta de razoabilidade no valor das multas que a Anatel quer cobrar da Oi. Ao revisar a regulamentação em 2012 a Anatel reconheceu que os valores anteriores eram abusivos. A Anatel pecou também na aplicação das multas, que deveriam ter uma função educativa.
  • A falta de flexibilidade da Anatel em decisões como esta mostra que os TACs dificilmente irão para frente e que será muito difícil chegar a um bom termo para a troca de compromissos na migração das concessionárias de telefonia fixa para o regime de autorizadas. 

 

Resultados 2T17:  Nextel

Na comparação do 2T17 como o 2T16:

  • A receita líquida apresentou queda de 17,3%
  • A quantidade de celulares cresceu 5,4% e a de rádios iDEN caiu para a metade (563 mil)

A operadora apresentou margem EBITDA de 1,4%.

Estes resultados ainda não refletem a entrada da INMT na empresa anunciada em junho.

 

 

Resultados 2T17:  Algar

 

  • A receita líquida da Algar Telecom cresceu 6,7% no 2T17/2T16, sendo 7,6% na telefonia/BL fixa, 10,6% no móvel e 2,2% na TV por assinatura. A margem EBITDA foi de 38% no trimestre.
  • A Algar Telecom inaugurou seu Centro de Inovação Digital (Brain) para a criação de novos produtos e modelos de negócio em IoT, cyber security, cloud (SaaS) e digital.

 

Resultados 2T17: Positivo

 

  • A receita líquida da Positivo apresentou queda de 22,9% no 2T17/2T16, impactada pela queda 54,2% nas vendas para o governo.

 

MCTIC

 

  • O MCTIC lançou consulta pública para rediscutir as competências e estrutura do Comitê Gestor da Internet.
  • O atual secretário de informática e ex-de telecom, Maximiliano Martinhão, poderá ser indicado para a presidência da Telebras, que está vaga desde julho, com a saída de Antonio Loss.
  • Embratel/StarOne, Telefônica/MediaNetworks, Hughes, Yahsat, Viasat, Thales, SES, Hispamar, Telesat, Oi e Telespazio estão interessadas na licitação do satélite da Telebrás.

 

O MCTIC avalia que o Governo teria que investir R$ 21 bilhões para universalizar a banda larga:

  • R$ 4 bilhões em construção de backhaul compartilhado.
  • R$ 1 bilhão para levar 3G a distritos não sede das cidades (mais de 1,1 mil localidades)
  • R$ 8 bilhões para cobrir estes distritos não sede com 4G.
  • R$ 8 bilhões para acesso BL fixo.

 

 

Resultados 2T17: Snap, Entel e Softbank

 

Na comparação do 2T17 como o 2T16 a receita líquida cresceu:

  • +153% na Snap
  • +4,9% na Entel
  • -6,0% na Softbank

Apesar da Snap ter apresentado crescimento expressivo da receita, a quantidade de usuários ativos por dia (DAU) cresceu menos que o esperado (21% no ano e de 5% no trimestre) devido a competição do Instagram que lançou serviço semelhante de estórias. A empresa apresentou perdas de US$ 443 milhões no trimestre.

 

Outros destaques

 

  • A Anatel proibiu a transferência de informações com impacto competitivo entre a Sky e a Time Warner até o pronunciamento da Anatel acerca da aquisição da Time Warner pela AT&T.
  • A Disney anunciou nesta semana que vai retirar seus conteúdos do Netflix  a partir de 2019 para lançar um serviço próprio de streaming para esportes (ESPN) e filmes.
  • A Angola Cables iniciou a instalação do cabo submarino SACS (South Atlantic Cable Sytem) que vai de Angola a Fortaleza (CE).
  • O satélite Amazonas 5 da Hispamar já está na base de lançamento, o que deve ocorrer em setembro.
  • A Ancine começou   a divulgar mensalmente dados sobre a participação dos conteúdos brasileiros na programação da TV paga.
  • O FCC passou a considerar que não é necessário garantir banda larga fixa na casa de todos os americanos. Bastaria o móvel, com velocidades superiores a 10 Mbps.
  • O Facebook lançou uma plataforma de vídeo (Watch) para concorrer com o YouTube e a Netflix.

 

Próxima semana

 

A Anatel deve divulgar os resultados de junho da TV por assinatura.

 

 

 

 

6
8/2017

Comentários
0

  Compartilhar no LinkedIn

Oi, Transformação Digital, Resultados 2T17, Smartphones, PPB, Vivo e TIC Educação

Eduardo Tude

 

A recuperação judicial da Oi e a Anatel

 

  • As negociações da Oi com seus credores parecem estar avançando e a expectativa é que a assembleia geral para aprovação do plano de recuperação judicial ocorra em setembro.
  • No campo no regulatório, no entanto, os avanços têm sido poucos.
  • O PLC 79, que autoriza a migração das concessionárias de STFC para o regime autorizadas, continua parado no Senado.
  • Em reunião convocada pelos conselheiros da Anatel com a Diretoria e acionistas da Oi a Agencia reafirmou sua posição de exigir o tratamento diferenciado dos créditos públicos.
  • Dificilmente os TAC’s serão aprovados a tempo pelo TCU, apesar dos esforços da Anatel que se reuniu esta semana com o presidente do TCU.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 4,1% na semana e as PN de 0,6%.

 

Estratégia para Transformação Digital

 

  • O MCTIC lançou consulta pública da Estratégia para Transformação Digital, documento com diretrizes e metas para a digitalização da economia brasileira nos próximos anos.
  • A questão é que, diante da atual crise fiscal, o governo conta principalmente com os recursos das operadoras (PLC 79, TACs,..) para a sua implementação.

 

 

Resultados 2T17

 

Na comparação do 2T17 com o 2T16 a receita líquida cresceu:

  • +19,7% na Samsung
  • +7,2% na Apple
  • +5,3% na Sony
  • + 2,3% na LG
  • +1,0% na TOTVS

 

Smartphones

 

No 2T17 foram vendidos:

  • 242 milhões de smartphones. A Samsung liderou em vendas mundiais de smartphones no 2T17 com 79,8 milhões, seguida pela Apple (41 milhões) e a Huawei (38,5 milhões). (IDC)
  • 37,9 milhões de tablets. A Apple liderou com vendas de 11,4 milhões, seguida pela Samsung (6 milhões) e Huawei (3 milhões). (IDC)
  • Foram vendidos 22 milhões de wearables no 2T17, sendo 17% da Xiaomi, seguida pela Fitbit (16%) e pela Apple. (Strategy Analytics)

 

Processo Produtivo Básico (PPB)

 

  • O MCTIC e o MDIC publicaram portaria que muda algumas regras do Processo Produtivo Básico (PPB) para telefones celulares. O objetivo é flexibilizar algumas exigências na fabricação local, em troca dos incentivos fiscais previstos na Lei de Informática, de modo a atender aos questionamentos feitos pela OMC.

 

 

Vivo

 

  • A Vivo fechou um acordo com a Simba (Record TV, SBT e RedeTV!)  para transmitir o sinal digital das três emissoras de TV aberta.
  • A Vivo iniciou a operação comercial de sua rede FTTH em Cosmópolis (SP), Hortolândia (SP) e Garanhuns (PE). A Vivo passa a ter redes FTTH em 48 municípios de São Paulo e em nove de Pernambuco.

 

TIC Educação

 

O cetic.br publicou os resultados da pesquisa TIC Educação 2016.

Ela mostra que 85% dos alunos em escolas públicas e privadas de áreas urbanas são usuários de internet, sendo que entres estes:

  • 93% utilizam o celular para acessar a internet
  • 31% acessam a internet na escola pelo celular e 18% por WiFi.

 

 

Outros destaques

 

  • Em jul/17, foram portados 364 mil números de celular e 127 mil de telefones fixos. O crescimento em relação a jul/16 foi de 26,6% no celular e de 7,1% no fixo.
  • O Projeto de lei que proíbe a cobrança de franquias de BL fixa passa a ser analisado pela Comissão de C&T da câmara. Crescem as manifestações de entidades do setor contra o projeto.
  • O edital de venda da CEMIG Telecom deve ser publicado em 13 de setembro.
  • A UIT publicou o ”ICT Facts and Figures 2017” onde mostra que a banda larga móvel é mais acessível que a fixa.

 

Próxima semana

 

  • A Oi divulga os resultados para o 2T17.
  • A Anatel pode divulgar os resultados de acessos fixos em junho

 

 

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
05/Dezembro

Market Update

Internet das Coisas

Mais Produtos