24
11/2012

Comentários
1

Crescimento do Celular, GVT e outros destaques da semana

Eduardo Tude

A divulgação pela Anatel dos dados do celular em outubro foi o destaque da semana.


Além do baixo crescimento, impactado pela limpeza da base pré-paga promovida pela Vivo, começa a ficar Claro que as adições líquidas de celulares em 2012 devem ficar abaixo de 25 milhões.


As adições líquidas acumuladas até outubro somam 17 milhões de celulares. Não se repetirão em 2012 as adições líquidas de Nov/11 (4,5milhões) e de Dez/11 (6,1 milhões).


Merecem destaque também:

  • Continua quente o debate sobre a venda da GVT. A Oi mandou uma nota para a CVM dizendo que está analisando a oportunidade a Telecom Italia analisa a possibilidade alavancada pela entrada de um novo investidor em seu grupo de controle, o egípcio Naguib Sawiris.
  • São Paulo passará a ser a sede das operações da Telefônica na América Latina a partir de Dez/12. De mudança para cá o atual presidente da Telefônica na região, Santiago Valbuena.
  • Claro faz acordo com Bradesco para m-payment com modelo de cartão pré-pago em celular
  • A prefeitura o do Rio de Janeiro publicou novo decreto estabelecendo as regras para implantação de antenas de celulares na cidade.
  • As ações da Nokia e da RIM subiram com as boas vendas do Lumia 920 e o anúncio de que o novo sistema operacional do Blacberry (BB10) será lançado em janeiro.
  • No Brasil, as ações de Vivo e Oi apresentaram alta na semana e da TIM queda de 3,1%.

 

 

 

20
11/2012

Comentários
11

Claro lidera em outubro e Vivo limpa a base

Eduardo Tude

O crescimento do celular em outubro foi ainda menor que nos meses anteriores. O Brasil apresentou adições líquidas de 437 mil celulares em outubro.

 
A Claro liderou com adições líquidas de 473 mil celulares, seguida pela Oi (458 mil).


A TIM (52 mil) e a Vivo (-526 mil) foram as responsáveis pela queda nas adições líquidas do mês.


A Vivo promoveu uma limpeza de sua base de celulares pré-pagos no Estado de São Paulo utilizando o seu novo critério de desligamento. Ela passou a desligar pré-pagos que não recarregam seus celulares por 60 dias após o fim da recarga anterior e aqueles que não registram nenhum tipo de tráfego por 60 dias.

 

 

17
11/2012

Comentários
0

Suspensão do Infinity Day e resultados da Oi, GVT e CTBC foram os destaques da semana

Eduardo Tude

A decisão da Anatel de suspender o Plano Infinity Day da TIM e os resultados do 3T12 de Oi, GVT e CTBC foram os destaques da semana já comentados neste Blog.


Com a divulgação destes resultados foi possível consolidar os principais números do 3T12, que serão objeto de análise do Workshop Teleco de “market update” 3T12 a ser realizado na quarta (21/11).


A semana teve ainda os seguintes destaques:

  • A Anatel publicou o PGMC.
  • A partir de 2013, as operadoras de telefonia móvel não vão autorizar nas suas redes a habilitação de aparelhos celulares que não estejam homologados pela Anatel. Um passo importante para combater a pirataria e o roubo de celulares.
  • A Telecom Italia confirmou ter recebido uma oferta do Egípcio Naguib Sawiris para compra de cerca de 30% do capital da empresa. Os valores mencionados estão entre 2 e 5 bilhões de Euros. Este investimento poderia ajudar a Telecom Itália a reduzir sua dívida, ou comprar a GVT no Brasil.

 

 

16
11/2012

Comentários
24

Anatel suspende comercialização do plano Infinity Day da TIM

Eduardo Tude

A Anatel suspendeu por meio do Despacho 6.902, de 14 de novembro de 2012, a comercialização da promoção Infinity Day da Tim Celular.

 

A TIM já oferecia esta promoção com chamadas locais ilimitadas por R$ 0,50 por dia no Rio Grande do Sul e pretendia estende-la para mais cidades.



O motivo alegado pela Anatel foi “a potencial instabilidade na rede de suporte ao SMP, bem como o prejuízo à qualidade da prestação do serviço aos usuários em geral da TIM CELULAR S/A, em razão da promoção Infinity Day".


Trata-se de uma medida equivocada da Anatel. A Anatel devia fiscalizar o atendimento dos indicadores de qualidade e punir as operadoras que não os atendessem. Quem tem condições de avaliar se a rede suporta ou não esta promoção é a operadora.



Como a Anatel não está estruturada para acompanhar os indicadores de qualidade em todo o Brasil resolveu interferir na oferta de um plano de serviço que iria tornar falar no celular  mais barato para o usuário. Reduz a competição e perde o usuário.

 

 

15
11/2012

Comentários
1

Resultados 3T12 da Oi, GVT e CTBC

Eduardo Tude

Crescimento da receita no 3T12 quando comparada à do 3T11:

  • Oi: 1,5%
  • GVT: 22,5%
  • CTBC: 5%


Desde o 3T10 que a Oi não apresentava crescimento anual positivo de sua receita. A receita de mobilidade pessoal (Celular Varejo) foi a principal alavanca para este resultado com um crescimento de 10,7%.


A receita do segmento Empresarial/Corporativo cresceu 1,5% e a do residencial ainda apresentou crescimento negativo no trimestre (-3,8%).


Margem EBITDA no 3T12:

  • Oi: 31,0%
  • GVT: 42,4%
  • CTBC: 26,1%

O lucro líquido da Oi foi de R$ 315 milhões e o da CTBC R$ 55 milhões.



 

 

10
11/2012

Comentários
3

Resultados da Vivo, Nextel e outros destaques da semana

Eduardo Tude

Resultados 3T12: Telefônica/Vivo, Nextel. Telecom Itália, Portugal Telecom e DT

 

Os resultados da Telefônica/Vivo foram os destaques da semana. Como comentamos neste Blog a móvel apresentou melhor desempenho que a fixa.

 

A receita do Grupo Telefônica na América Latina superou a obtida pela operadora na Europa (inclui Espanha).


Já a Telecom Itália, atribuiu a queda de 3,3% na receita (3T12/3T11) ao menor crescimento da América Latina.


A Portugal Telecom apresentou também queda na receita (-6,7%) na comparação do 3T12 com o 3T11.


A Nextel apresentou também os seus resultados com redução de 2,2% de sua base no 3T12 e queda de 6,0% na receita na comparação do 3T12 com o 3T11. A operadora comfirmou que as primeiras cidades com 3G da operadora devem entrar no ar ainda este ano.


Vivendi confirmou que quer7 bilhões de euros pela GVT, o que deve reduzir a quantidade candidatos com disponibilidade para esta aquisição.


A Deutsche Telekom anunciou perdas de US 8,8 bilhões no 3T12, devido à revisão no valor de sua subsidiária nos Estados Unidos (T-Mobile), que esta sendo vendida para a Softbank.


Decisões da Justiça


Em decisão contrária às tendências mundiais o Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou que as empresas de telefonia móvel não podem terceirizar seus serviços de call center. Esta decisão esdruxula é uma mostra da instabilidade regulatória em que vivemos no Brasil.


Por outro lado, o STJ decidiu que não há justificativa legal para o município cobrar das empresas telefônicas pelo uso de vias públicas na prestação de seus serviços. Boa notícia, embora um tanto tardia.


Anatel, AT&T,  Samsung e Caricam 


A Anatel parece ter jogado o chapéu e se convencido que o telefone fixo não é popular. A nova versão do AICE não chegou aos 30 mil assinantes. Resolveu agora trabalhar em uma opção via celular.


A AT&T anunciou investimentos de US$ 14 bilhões nos próximos anos, sendo US$ 8 bilhões no móvel (principalmente 4G) e US$ 6 bilhões no fixo (principalmente banda larga).


O Galaxy S3 da Samsung passou a ser o Smartphone mais vendido no mundo, ultrapassando o iPhone.


Esta semana estive acompanhando o Caricam Wireless, encontro promovido pela Informa sobre Celular no Caribe. Lei o como foi para mais detalhes do evento.

 

 

7
11/2012

Comentários
0

Resultados 3T12 da Telefônica/Vivo: Melhor no móvel que no Fixo

Eduardo Tude

Os resultados da Telefônica\Vivo para o 3t12 foram melhores no segmento móvel que no fixo.

 

A quantidade de celulares cresceu 1,4% no trimestre (3T12/2T12) a de fixos -0,3%. Os telefones fixos e de TV por assinatura apresentaram crescimento negativo. Os acessos banda larga fixa cresceram 1% com adições líquidas de 37 mil acessos.

 

No móvel o ARPU cresceu para R$ 22,2 e o churn mensal caiu para 3,5%.

 

A receita líquida do móvel no 3T12 cresceu 4,1% a do fixo 0,2%.

 

A margem EBITDA da Telefônica/Vivo caiu para 34,4%e o lucro líquido para R$ 1,5 bilhões.

 

 

3
11/2012

Comentários
0

Resultados TIM, Banda Larga, PGMC e outros destaques nacionais e internacionais

Eduardo Tude

Os resultados do 3T12 da TIM (vide post do dia 31/10 neste Blog , o início da medição da banda larga e a aprovação do PGMC pela Anatel foram os principais destaques da semana.

 

Velocidade da Banda Larga

 

A partir de 1º de novembro começou a vigorar a nova regulamentação que estabelece que as operadoras de banda larga (Fixa e Móvel) deverão garantir para seus usuários uma velocidade mínima de 20% (em 95% das medições) e uma velocidade média 60% em relação ao valor máximo anunciando pela operadora. Estes percentuais crescerão a cada 12 meses.

 

O processo de medição será realizado pela Entidade Aferidora da Qualidade (EAQ) e tornará mais transparente as ofertas de banda larga no Brasil.

 

Plano Geral de Metas de Competição (PGMC)

 

A Anatel aprovou o Plano Geral de Metas de Competição, depois de discutir o tema por alguns anos.

 

Os mercados relevantes serão identificados, analisados e acompanhados permanentemente pela Anatel, sendo definidos prestadores com Poder Significativo de Mercado (PMS) e medidas assimétricas para aumentar a competição.

 

As medidas procuram regular o mercado de atacado garantindo o acesso pelas demais prestadoras à infraestrutura das operadoras com poder de mercado significativo. Para as redes de fibra estabeleceu-se um feriado regulatório de modo a incentivar investimentos.

 

A medida de maior impacto é a definição de cortes adicionais para o valor da VU-M, além do que já estava previsto para 2013 e 2014. Ela deve cair de R$ 0,369 em 2012 para R$ 0,334 em 2013, R$ 0,251 em 2014 e 0,167 em 2015. A partir de 2016 ela será definida pelo modelo de custos. A TIM deve ser a operadora mais atingida por estas reduções por não ser uma operadora integrada.

 

Nextel, CTBC e Sercomtel serão beneficiadas por medidas assimétricas em relação à interconexão móvel. Para elas passa a valer o Bill&Keep parcial 80%/20% (2013 - 2014) e 60/40% em 2015. Para Vivo, TIM, Claro e Oi continua em vigor o Bill&Keep total.

 

Destaques Brasil

 

Merecem destaque também os seguintes fatos ocorridos no Brasil:

  • Nextel entrou com um pedido na Anatel para comprar a Unicel (aeiou). A Nextel está de olho nas frequências da Unicel em São Paulo apesar do passivo associado.
  • GVT começou a operar em Natal, estando presenta agora em 137 municípios.
  • Foram portados 245 mil números de celular e 166 mil de telefones fixos em outubro.
  • O Banco Central anunciou a criação do Sistema de Pagamento Móvel, que permitirá transferências e pagamentos pelo celular. Ele será regulamentado através de medida Provisória que está na Casa Civil. Seria realmente necessário utilizar medida provisória para aprovar esta lei?
  • A Anatel aprovou a nova estrutura societária da Net, que retira poderes decisórios da Globo quanto a assuntos relacionados a serviços de telecomunicações, viabilizando desta foram a autorização de SeAC para a operadora. Com esta autorização a Net poderá ampliar a sua área de atuação para mais municípios.
  • A Moody rebaixou o rating de credito da Oi para Baa3. As ações da operadora apresentaram queda de 1,5%(ON) e 1,1%(PN) na semana.
  • A produção de celulares no Brasil apresentou queda de 22,9% no 3T12 se comparado ao 3T11. A produção do 1º semestre já havia apresentado queda de 25,4%.
  • O STF concedeu liminar para a ADIN 4635 (Ação de Inconstitucionalidade), impetrada pelo Estado do Amazonas, contestando os incentivos do ICMS concedidos pelo Estado de São Paulo para produtos de TIC como celulares, infraestrutura de telecomunicações, desktops, notebooks, tablets, servidores, monitores, impressoras, automação comercial, bancária e industrial, além de componentes semicondutores. Avaliação preliminar da Abinee indica aumento de preços dos produtos atingidos poderá ser de até 10%, dependendo da alíquota do ICMS (12% ou 18%).
  • A Telcomp realizou o seu seminário anual tendo como foco questões regulatórias.

 

 

Destaques Internacionais

 

No plano internacional os destaques são:

 

  • O Android completa quatro anos e atinge 75% de market share no 3T12. Enquanto isto a Apple (14,9%) faz mudanças em seu “management” e começa a dar sinais de perda de preferência nas pesquisas entre seus usuários.
  • O WiMAX Forum decidiu incluir o TD-LTE em seu plano de evolução tecnológica.
  • A Alcatel publicou seus resultados para o 3T12
  • O furacão Sandy deixou fora do ar cerca de 25% das ERBs da região atingida nos Estados Unidos.

 

Nesta semana o Teleco mudou a fonte das suas páginas de modo a tornar mais fácil a leitura por parte dos usuários.

 

Na próxima semana estarei participando do Caricam em Porto Rico, evento promovido pela Informa para discussão do mercado móvel no Caribe e América Central. Mais notícias neste blog.


 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
05/Dezembro

Market Update

Internet das Coisas

Mais Produtos