30
11/2014

Comentários
0

Preços da UIT, 700 MHz, Nextel e outros destaques

Eduardo Tude

Preços dos serviços de telecom no Brasil segundo a UIT


A UIT publicou o seu estudo anual de comparação de preços de serviços de telecom com os equívocos de sempre. No caso brasileiro:

  • O preço médio por minuto para o celular seria de R$ 1,26, segundo a UIT, enquanto Anatel e Teleco estimam este valor em R$ 0,16 e em R$ 0,14, respectivamente.
  • As chamadas para celulares da mesma operadora custariam R$1,25 por minuto, cinco vezes mais do que muitas operadoras cobram por chamada (R$ 0,25).
  • O preço de um pacote de dados de 500 MB custaria três vezes mais no pós-pago do que no pré-pago.
  • Esqueceu-se de descontar a franquia de minutos da assinatura da telefonia fixa, apesar de prever este desconto em sua metodologia.


Licitação de 700 MHz


Está marcada para 5/12 a assinatura dos termos de autorização dos vencedores da licitação de 700 MHz.


O edital estabelece que os vencedores (Vivo, TIM, Claro e Algar) serão responsáveis pelos custos de limpeza da faixa de 700 MHz. A parcela prevista para os lotes que ficaram vagos será, no entanto, descontada do valor a ser pago pelas frequências pelos vencedores.

 
A Anatel incluiu nesta conta créditos tributários das operadoras, o que reduziu em R$ 190 milhões o valor a ser descontado do total a ser pago pelas vencedoras.



NII (Nextel)


A NII, controladora da Nextel Brasil e que se encontra em concordata, aprovou acordo de reestruturação de sua dívida com credores envolvendo ações da companhia.


Outros destaques


Bens reversíveis foi o principal tema da audiência publica promovida pela Anatel para debater a renovação dos contratos de concessão da telefonia fixa.


O PIB Brasil cresceu 0,7%, na comparação dos últimos quatro trimestres com os quatro trimestre anteriores, enquanto o PIB de serviços de informação cresceu 4,6%.


O Minicom aprovou a inclusão no REPNBL de projeto da Telefônica no valor de 1,8 bilhão para implantação de redes 3G e 4G.


O Parlamento Europeu aprovou proposta de separação estrutural do Google em duas empresas (buscas e demais negócios).


27% do que responderam a enquete o Teleco desta semana não costumam enviar SMS. Este percentual era de 13% em Jan/14.


 

 

23
11/2014

Comentários
0

TIM, Oi/PT, América Móvil, Tablets, Preço do celular e outros destaques

Eduardo Tude

Fusões e aquisições: TIM


A TIM Participações divulgou comunicado informando que o Conselho de Administração da Telecom Itália:


“autorizou a administração e a analisar de forma aprofundada as opções para uma possível integração da Tim Participações e da Oi. Os próximos passos, caso haja algum, serão submetidos à aprovação do Conselho, após o parecer do Comitê de Conselheiros Independentes.”


A TIM comunicou também a venda para a American Tower de até 6.481 torres de telecomunicação de propriedade da TIM Celular, pelo valor de R$ 3 bilhões, bem como a locação das referidas torres pela American Tower à TIM Celular pelo prazo de 20 anos.


Fusões e aquisições: Oi e PT


A Oi pretende fechar ainda este ano a venda da Portugal Telecom. Altice e os fundos Apax Partners e Bain Capital continuam como os principais candidatos.


Esta movimentação está ajudando na recuperação do valor das ações da Oi, que apresentaram crescimento de 11,5% (ON) e 13,3% (PN) na semana.


Fusões: América Móvil


Os Conselhos de Administração da Embratel e da Net aprovaram proposta de reorganização societária, que será submetida aos acionistas das empresas envolvidas, visando a incorporação da NET, da Embratel e da Embrapar pela Claro.


Tablets, Notebooks e PCs no Brasil


Segundo a Abinee/IDC, no acumulado de Jan-Set/14 foram vendidos no Brasil:

  • 6,5 milhões de tablets (+20%)
  • 4,7 milhões de Notebooks (-23%)
  • 3,0 milhões de PCs (-31%)


Telefones celulares e Smartphones


Sete meses após a venda de sua divisão de telefones celulares para a Microsoft, a Nokia anunciou o lançamento de um tablet com o sistema operacional Android.


A Samsung decidiu reduzir em 25-30% o seu portfolio de telefones celulares.

 

Preços do Celular


A UIT deve divulgar esta semana o seu estudo anual com preços de serviços de telecom no mundo.


Mais uma vez serão apresentados preços para o uso do celular pré-pago que não correspondem aos praticados no Brasil.


Estudo realizado pela Teleco mostra que o preço do celular no Brasil está entre os mais baixos do mundo.


Confira os resultados do estudo no Teleco.




 

 

16
11/2014

Comentários
0

Celular Set/14, resultados 3T14 da Oi, Vivo, Nextel e Algar e mais destaques

Eduardo Tude

Celular em Setembro


A Anatel divulgou finalmente os resultados das operadoras em Set/14:

  • A Claro liderou em adições líquidas totais (332 mil), seguida pela TIM (173 mil), Oi (160 mil), Vivo (157 mil) e Nextel (112 mil).
  • A TIM liderou em adições líquidas de pré-pago (196 mil), seguida pela Claro (150 mil) e Oi (79 mil). A Vivo apresentou adições líquidas negativas (-279 mil) neste segmento.
  • A Vivo liderou em adições líquidas de pós-pago (436 mil), seguida pela Claro (182 mil), Nextel (112 mil) e Oi (80 mil). A TIM apresentou adições líquidas negativas (-24 mil) neste segmento.
  • Ainda estão pendentes os dados de tecnologia de setembro, que devem indicar que 3G se tornou a principal tecnologia de celular do país, ultrapassando o GSM.


O mês de Set/14 apresentou adições líquidas de 1,1 milhões de celulares, sendo 160 mil de pré-pago e 914 mil de pós-pago.


Dados preliminares da Anatel indicam para Out/14 adições líquidas de 121,4 mil celulares para o pré-pago.


Resultados 3T14: Oi/PT


Na comparação dos resultados do 3T14 da Oi com os do 3T13:

  • A receita líquida do Grupo Oi apresentou queda de 4,6%, sendo que a receita do Brasil, que representa 76,8% do total, caiu 5,1% e a de Portugal 4,5%.
  • No Brasil, a receita do segmento residencial apresentou queda de 4,4%, a de mobilidade pessoal 6,4% e a do empresarial/corporativo 3,2%.


A margem EBITDA do grupo no trimestre foi 34,0% (31,7% no Brasil) e o lucro líquido de R$ 8 milhões.


A dívida líquida do Grupo era de R$ 47,8 bilhões no 3T14, o que correspondia a 4,7 vezes o EBITDA de rotina dos últimos quatro trimestres (excluindo itens extraordinários).


A Oi negocia a venda da Portugal Telecom (PT) juntamente com os outros ativos da África. Os principais interessados seriam:

  • Os fundos Bain Capital e Apax Partners que ofereceram 7,075 bilhões de euros.
  • O grupo francês Altice que ofereceu 7,025 bilhões de euros.


Caso consiga reduzir a divida líquida da Oi pelo valor destas ofertas (R$ 22 bilhões) a relação entre sua dívida líquida e seu EBITDA de rotina passaria a corresponder a 3,7 vezes (ainda alta).


Resultados 3T14: Vivo e Telefônica


Na comparação dos resultados do 3T14 da Vivo com os do 3T13:

  • A receita líquida total cresceu 1,2%.
  • A receita do celular que representa 68% da receita líquida total cresceu 3,5%.
  • A receita líquida de telefonia fixa apresentou queda de 7,7%, enquanto a de banda larga fixa cresceu 2,3% e a de TV por Assinatura 23,3%.


A Vivo apresentou lucro líquido de R$ 1,0 bilhão e margem EBITDA de 29,2% no trimestre.


A receita líquida da Vivo com pacotes de dados móveis no trimestre (R$ 1,27 bilhões) representou 60% da receita de dados da operadora e superou sua receita de banda larga fixa (R$ 925 milhões).


Estes resultados não incluem ainda a GVT, que apresentou crescimento de 12,5% na receita 3T14/3T13 e margem EBITDA de 40%.


A receita líquida global do Grupo Telefônica apresentou queda de 7,4% na comparação do 3t14 com o 3T13. Reino Unido (5,1%) e Brasil (1,8%) foram às únicas regiões que apresentaram crescimento positivo da receita neste período. O Brasil respondeu por 22,2% da receita líquida da Telefônica no 3T14.


Resultados 3T14: Nextel


A Nextel Brasil terminou o 3T14 com 2,9 milhões de acessos iDEN e 1,3 milhões de 3G. O seu churn mensal caiu para 2,3% e o ARPU se manteve estável em US$ 30,0.


A receita líquida de serviços caiu 6,8% na comparação com o 3T13, mas cresceu 3,9% em relação ao 2t14. A Margem EBITDA voltou a ser positiva (0,2%).


A NII, controladora da Nextel, está em concordata. A empresa apresentou receita líquida de US$ 927 milhões e perdas de US$ 457 milhões no trimestre.


Resultados 3T14: Algar (antiga CTBC)


Na comparação dos resultados do 3T14 da Algar Telecom com os do 3T13:

  • A receita bruta total cresceu 8,0%.
  • A receita de Telefonia fixa/Banda Larga, que representa 74% da receita da operadora cresceu 5,9%.
  • A receita do móvel cresceu 14,6% e a de TV por assinatura 13,8% neste período.


A Algar Teleco apresentou margem EBITDA de 32,0% no trimestre.

 
Banda Larga Fixa (SCM) e TV por Assinatura em setembro


A Embratel/Net liderou em adições líquidas de banda larga fixa (SCM) em Set/14 com adições líquidas de 83 mil acessos, seguida pela GVT (33 mil) e Oi (7 mil).


A Embratel/Net liderou em adições líquidas de TV por assinatura em Set/14 com adições líquidas de 84 mil acesso, seguida pela Oi (68 mil), SKY (20 mil) e GVT (17 mil).


Anatel e MiniCom


Apenas 0,5% dos links de EILD registrados no SNOA possuem velocidades acima de 2 Mpbs


O conselheiro da Anatel Rodrigo Zerbone irá presidir o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV (GIRED) responsável pelo processo de desligamento da TV analógica no Brasil.


O Conselheiro Marcelo Bechara foi indicado para ser presidente substituto da Anatel.


Foi sancionada a lei que reabre o prazo para submissão de projetos para o REPNBL


Smartphones


Os Smartphones representaram 82% das vendas de telefones celulares em setembro e 64% das vendas acumuladas no ano. (Abinee/IDC)

 
Foi iniciada a comercialização do iPhone6 e iPhone6Plus pelas operadoras de celular do Brasil.


AT&T no México


A AT&T anunciou a aquisição da Iusacell, 3ª operadora de celular do México por US$ 2,5 bilhões. O resultado foi comemorado pelos órgãos reguladores locais que esta procurando atrair novos players para o mercado. A AT&T é uma das candidatas para adquirir ativos que a América Móvil terá de se desfazer no país devido a pressão regulatória para diminuir seu market share.


Este movimento se justifica pelo grande tráfego (roaming e longa distância) entre México e Estados Unidos, mas se tiver sucesso nesta iniciativa, a operadora pode decidir ampliar no futuro esta atuação para outros países da América Latina como o Brasil.


Outros destaques


Foi realizado esta semana o VII seminário Telcomp. Casa cheia e debates interessantes.


Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, se pronunciou a favor da neutralidade da rede e pediu ao FCC que aprove regras que assegurem que os provedores de conteúdo recebam tratamento igualitário em seu tráfego de dados na internet.

 

 

 

9
11/2014

Comentários
0

Celular em Set/14, Resultados da TIM e da SKY, Oi, Anatel e mais destaques

Eduardo Tude

Celular em Setembro


Informações divulgadas pelas controladoras da Claro e da TIM indicam que em Set/14:

  • A Claro liderou o crescimento do celular no mês com adições líquidas de 333 mil celulares em um total de 661 mil. A TIM apresentou adições líquidas de 143 mil celulares e as demais de 185 mil.
  • A TIM apresentou adições líquidas de 199 mil pré-pagos e a Claro de 152 mil. A Vivo deve ter apresentado adições líquidas negativas neste segmento que apresentou adições líquidas totais de 160 mil pré-pagos no mês.
  • A Claro apresentou adições líquidas de 181 mil pós-pagos, a TIM -56 mil e as demais operadoras 376 mil . A Vivo deve ter mantido a liderança em adições líquidas neste segmento.

 
Resultados 3T14: TIM e Telecom Itália


Na comparação dos resultados da TIM no 3T14 com os do 3T13:

  • A receita líquida apresentou queda de 4.5%, sendo que a receita do móvel 4,3¨% e a do fixo 9,9%.
  • A receita líquida de serviços móveis apresentou queda de 3,6%.
  • A receita de voz móvel sofreu o impacto da redução do valor da VUM e foi 5,3% menor.
  • Já a de dados móveis cresceu 22,8%, apesar da redução nas receitas de SMS.
  • A margem EBITDA ficou em 27,4% e o lucro líquido em R$ 348 milhões.

A Telecom Italia apresentou também queda de receita (-5,3%) na comparação do 3T14 com o 3T13. A margem EBITDA (41,4%) se mantém acima de 40% e a dívida líquida é de 28,0 bilhões de euros.

 
Resultados 3T14: SKY


Apesar de ter apresentado adições líquidas de apenas 27 mil acessos de TV por assinatura no 3T14, a receita líquida da Sky em reais cresceu 11,7% na comparação com o trimestre anterior e 26,2% em relação ao 3T13. A margem EBITDA foi de 30,3%.


Fusões e aquisições: Oi


Passada a onda especulativa da semana passada, gerada pela matéria da Folha de São Paulo, as ações da Oi, que apresentaram uma valorização de mais de 20%, apresentaram queda esta semana (-4,4%ON e -7,0%PN). O valor das ações voltou a um patamar próximo ao de 4 semanas atrás.


A Oi publicou comunicado informando que, “até esta data não há qualquer definição ou acordo em relação a uma estrutura para a operação, e não foram assinados quaisquer instrumentos ou propostas visando a uma operação”.


A Altice ofereceu 7 bilhões de euros pela Portugal Telecom, incluindo ativos na África. Caso esta operação se concretize, a Oi poderia reduzir sua relação entre dívida líquida e EBITDA dos atuais 4,3x para algo entre 3,4 a 3,7x. O ideal é que esta relação esteja abaixo de 3x.


Anatel


A Anatel completou 17 anos de existência no dia 5 de novembro.


Jarbas Valente encerrou o seu mandato como conselheiro da Anatel.


O conselho diretor da Anatel aprovou a homologação do resultado do leilão da faixa de 700 MHz.


A Anatel apresentou à imprensa o seu Centro de Monitoramento de Redes de Telecomunicações.


Mais destaques


A Vivo deixou de oferecer para seus clientes de pré-pago de Minas Gerais e Rio Grande do Sul a opção de acesso com velocidade reduzida quando do termino da cota de dados. Os usuários receberão um SMS quando o consumo atingir 80% e outro quando atingir 100% do pacote. O pacote adicional de 50 MB custa R$ 2,99 com validade de sete dias.


A Angola Cables selecionou a Nec para implantar um cabo submarino interligando Angola e o Brasil (Fortaleza).


Na Espanha, as receitas de banda larga móvel suplantaram pela primeira vez as de banda larga fixa, informou o órgão regulador do país (CNMC).

 

 

 

2
11/2014

Comentários
0

Oi e TIM, M2M, Anatel e outros destaques

Eduardo Tude

Fusões e aquisições: Oi e TIM


A notícia, dada pela Folha de São Paulo, de que Claro, Vivo e Oi teriam fechado acordo com o BTG Pactual para a compra da TIM Brasil por até R$ 31,5 bilhões movimentou o mercado. A operação dependeria da venda dos ativos da Portugal Telecom pela Oi.


A Telefônica afirmou que não está envolvida em nenhuma discussão sobre consolidação e a TIM declarou não ter conhecimento destas discussões.


As especulações levaram a uma alta de mais de 20% na semana das ações da Oi e da TIM.


A CVM está investigando se alguém da Oi tinha conhecimento da aplicação da Portugal Telecom no Grupo Espírito Santo quando da oferta pública de ações promovida este ano pela operadora. Caso isto tenha ocorrido, as consequências serão graves, podendo, inclusive obrigar a empresa a recomprar as ações.


M2M


A Anatel divulgou finalmente a quantidade de celulares por tecnologia em agosto, revisando os números divulgados anteriormente.


Os terminais M2M que pagarão Fistel reduzido passam a ser denominados de M2M especial e totalizaram 1,2 milhões em ago/14.

 
A MVNO Vodafone Mobile anunciou no Brasil uma parceria com a BMW para serviços de M2M no carro BMW i3.


Anatel


Os celulares dos Estados do Amazonas, Amapá, Maranhão, Pará e Roraima passaram a ter também o nono dígito neste mês de novembro.


Entraram em vigor os novos limites mínimos de velocidade contratada pelos assinantes de banda larga fixa e móvel. A velocidade média passa para 80% da contratada e a instantânea para 40%.


A Anatel voltou a adiar a decisão sobre a cassação da faixa de 1,8 GHz da Oi.


Outros destaques


A Claro iniciou uma campanha para novo posicionamento de sua marca com uma nova assinatura institucional: “Claro. É você quem faz o agora”.


A Telecom Itália decidiu manter o acordo para a venda da Telecom Personal na Argentina para o fundo norte-americano Fintech, pelo mesmo valor de US$ 960 milhões.


Foram vendidos 1,2 milhões de tablets no Brasil entre julho e agosto deste ano (IDC).


O volume de downloads de aplicativos móveis no Brasil, somando a Google Play e a App Store dobrou no período de 1 ano, segundo o MEF.


A Samsung manteve a liderança em vendas mundiais de smartphones no 3T14 com 78,1 milhões de unidades, seguida pela Apple (39,3 milhões) e Xiaomi (17,3 milhões).



 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos