31
3/2009

Comentários
1

O avanço da Vivo no Nordeste e da Claro no Norte

Eduardo Tude

Não foi só a Oi que ampliou sua área de atuação em 2008.

A Vivo passou a atuar nos estados do Nordeste da área 10 e a Claro no Norte (área 8).

Em Fev/09 a Vivo havia conquistado 412 mil celulares (2,0% de market share), sendo que 219 mil foram em Pernambuco e 174 mil no Ceará. Seu market share nestes estados era de 3,3% e 3,2% respectivamente.

Já a Claro, havia conquistado 271 mil celulares e um market share de 2,9%.

 

 

29
3/2009

Comentários
1

Enquete Teleco: 40% tem acessos à Internet com velocidade maiores que 1 MBit/s

Eduardo Tude

O Teleco vem realizando periodicamente, desde Nov/06, enquetes sobre a velocidade de acesso à internet na casa dos usuários do Teleco.

A percentagem dos que tinham acesso com velocidade maiores que 1 MBit/s tem subido constantemente:

Nov/06: 19%
Mai/07: 20%
Mai/08: 32%
Mar/09: 40%

Este é um indicador do crescimento das velocidades da banda larga no Brasil. A Internet discada que era utilizada por 16% dos respondentes em Nov/06, caiu para 6% em Mar/09.

 

 

26
3/2009

Comentários
0

12,4% dos acessos banda larga do mundo já são de fibra

Eduardo Tude

O Mundo terminou 2008 com 410,9 milhões de acessos de banda larga fixa, segundo a empresa de consultoria Point Topic, com a seguinte distribuição por tecnologia:

- DSL: 64,8%
- Cabo: 10,5%
- Fibra (FTTx): 12,4%
- Outros: 2,35%

Os acesso em Fibra cresceram 34,4 % em 2008 atingindo 50,81 milhões, sendo que 41,7 milhões (82,13%) estão concentrados na Ásia, nos seguintes países:

- China: 19 milhões
- Japão: 14,4 milhões
- Coréia do Sul: 6,7 milhões
- Taiwan: 1,1 milhões

Além destes países merece destaque a América do Norte com 3,7 milhões. A rede FIOS da Verizon já passa em 12,7 milhões de residências.

No Brasil o ritmo é muito mais lento e as soluções wireless devem predominar.

 

 

24
3/2009

Comentários
5

Claro assumiu a liderança do celular na região metropolitana do Rio de Janeiro (21)

Eduardo Tude

A Claro superou a Vivo e passou à liderança do celular na área 21 (Região metropolitana do Rio de Janerio) com 30,0% de market share.

A Vivo vem em segundo com 29,8%, seguida da Oi (26,6%) e da Tim (13,6%).

A Claro deu inicio também à sua operação no triangulo mineiro atingindo desta forma cobertura nacional.

Apesar destas boas notícias, será difícil para a Claro liderar o crescimento do celular no Brasil em 2009, como ocorreu em 2007 e 2008. A Oi/BrT acumulou adições líquidas de 1.304 mil celulares nos 2 primeiros meses do ano, mais que o dobro das 634 mil da Claro.

 

 

22
3/2009

Comentários
0

Mobile Marketing em debate em São Paulo

Eduardo Tude

Esta semana, de 24 a 26 de março, acontece em São Paulo o Mobile Marketing Forum Latin América, .evento promovido pela Informa em parceria com a Associação Internacional de Mobile Marketing – MMA,.

O evento discutirá as principais oportunidades para o mercado móvel em 2009, as melhores práticas de publicidade em celulares, o desenvolvimento de campanhas inovadoras, a publicidade na internet móvel e os principais aspectos legais do negócio móvel.

Entre os casos práticos que serão apresentados, destaque para as experiências da Velti, iLoop Mobile, Visa Brasil, Mobimarket, Mobext, Procter & Gamble, Media Vivence, F.biz, Kellog’s, Iken Solution e ALE Minutrade, entre outros.

Vale à pena conferir.

 

 

20
3/2009

Comentários
6

Tim apresenta adições líquidas negativas em Fev/09

Eduardo Tude

A Tim apresentou adições líquidas de -860 mil celulares em Fev/09 impactando o crescimento do celular no Brasil em Fev/09.

O Brasil apresentou adições líquidas de 416 mil celulares em Fev/09. Se a Tim tivesse apresentada adições líquidas nulas as adições líquidas do Brasil seriam de 1.239 mil celulares, próximas das de Fev/08 (1.265 mil celulares).

A Oi liderou o crescimento em Fev/09 com adições líquidas de 690 mil celulares (863 mil com a BrT), seguida pela Claro (269 mil) e Vivo (104 mil).

O Brasil terminou Fev/09 com 152.365 mil celulares.

 

 

17
3/2009

Comentários
0

As ofertas de aparelhos de Vivo e Claro em São Paulo

Eduardo Tude

As promoções de aparelhos subsidiados por parte da Vivo e da Claro continuam no mesmo nível de preço da semana passada.

Neste fim de semana em São Paulo o telefone celular pré-pago mais barato por Vivo e Claro nas Casas Bahia era o Nokia 1208. Na Vivo ele custava R$ 99 (em 12 parcelas) e na Claro R$ 89 (à vista).

 

 

15
3/2009

Comentários
0

A utilização da portabilidade ainda é baixa, mas deve crescer

Eduardo Tude

Na primeira semana de existência da portabilidade na região metropolitana de São Paulo (DDD 11) 7,3 mil celulares mudaram de operadota e mantiveram o seu número original. O Teleco estima que esta quantidade corresponda a 4,5% dos celulares que trocaram de operadora neste período.

Apesar de baixo, este percentual é mais alto do que o apurado pelo Teleco nos outros DDDs. Na região metropolitana Rio (DDD 21) cerca de 3,7% utilizaram a portabilidade no seu primeiro mês de existência.

A utilização da portabilidade ainda é baixa no Brasil, mas deve crescer. Em Portugal, por exemplo, cerca de 50% dos celulares que trocam de operadora mantém o mesmo número (utilizam a portabilidade).

 

 

11
3/2009

Comentários
7

Centrais de Atendimento de Operadoras não atendem novas normas de call center

Eduardo Tude

Claro, Embratel, Telefônica, Tim, Net, Sky e a TVA estão entre as 41 empresas que apresentam irregularidades no atendimento às novas normas de Call Center, segundo fiscalização realizada pelo PROCON em São Paulo.

As principais irregularidades encontradas nas Centrais de Atendimento destas operadoras foram:

- Ultrapassaram o tempo máximo de espera para contato com o atendente.
- SAC indisponível
- Ligação Interrompida
- Reclamação não solucionada em 5 dias úteis.

Não é a toa que a enquete realizada pelo Teleco esta semana está apontando atendimento pela operadora como a causa de maior insatisfação com a qualidade do serviço celular.

 

 

10
3/2009

Comentários
0

Serviços de Informação crescem mais que o PIB em 2008

Eduardo Tude

O PIB do sub-setor de Serviços de Informação, que inclui atividades de Telecomunicações, Informática e Audiovisual cresceu 8,9% em 2008, mais que o PIB que cresceu 5,1%.

No 4º Trimestre de 2008 (4T08) o PIB brasileiro apresentou retração de 3,6% em relação ao 3T08 (Com ajuste sazonal).

Além de ter tido um bom ano em 2008, o efeito da crise está sendo menor em Telecom do que na economia de um modo geral.

 

 

9
3/2009

Comentários
0

Vivo e Claro continuam com as promoções de aparelhos de celular

Eduardo Tude

Apesar da queda na produção de aparelhos celulares no Brasil (63,8% em Jan/09 em relação à Jan/08), as operadoras continuam com as promoções de aparelhos.

Uma comparação das ofertas de aparelhos pré-pagos vendidos pela Casa Bahia em São Paulo nesta semana com as promoções da semana de Natal, mostra que:


A Vivo está oferecendo por R$ 99,00 seu celular mais barato (Nokia 1208) e aumentou o preço dos aparelhos na faixa de 12 a 39%.

A Claro está oferecendo o Nokia 1208 por R$ 89,00 (Custava R$ 49,00 na semana do Natal) e manteve o preço de vários modelos de aparelhos.

A produção de aparelhos celulares no Brasil está sendo afetada por uma queda das encomendas de aparelhos por parte das operadoras tanto no Brasil como no exterior (as exportações caíram 51% em Jan/09).

 

 

6
3/2009

Comentários
0

Celular puxa crescimento da receita da Oi, mas ainda representa apenas 18% do total

Eduardo Tude

Os acessos fixos em serviço sofreram uma redução de 2% em 2008, enquanto os celulares cresceram 52,6% e os de banda larga 32,8%.

A receita bruta da Oi cresceu 8,1% em 2008, puxada pela telefonia móvel (44,3%). A receita de telefonia fixa (incluindo banda larga) cresceu 0,4%.

A tendência mundial é da receita do celular ultrapassar a da fixa. No Brasil isto deve acontecer em 2010. Na Oi, no entanto, o celular representa apenas 18% da receita total. A entrada da Oi em São Paulo deve ajudar a mudar este quadro.

A margem EBITDA da Oi caiu de 37,2% em 2007 para 32,7% em 2008. Ela apresentou lucro líquido de R$ 1.154 milhões 50% inferior ao de 2007.

Nota: Nestes resultados não está incluída a BrT.

 

 

5
3/2009

Comentários
1

Quem liderou o crescimento do celular em Fev/09?

Eduardo Tude

Ainda teremos de esperar cerca de 15 dias para saber como foi o crescimento do celular em Fev/09. Tudo indica que teremos adições líquidas próximas, mas não superiores, aos 1,3 milhões de Fev/08.

No que se refere às operadoras, o mais provável é que Vivo e Claro apresentem adições líquidas superiores às apresentadas em Fev/08 e Oi e Tim uma queda nas adições líquidas.

As adições líquidas em fev/08 foram:

Oi: 450 mil
Tim: 275 mil
Claro: 265 mil
Vivo: 211 mil
BrT: 60 mil.

 

 

3
3/2009

Comentários
2

O preço da telefonia fixa, celular e banda larga no Brasil está acima da média mundial

Eduardo Tude

A UIT divulgou um estudo que compara os preços dos serviços de telecomunicações (Fixo, Celular e Banda Larga) em 150 países.

O estudo estabeleceu um ranking entre os países baseado em quando uma “cesta mensal” de utilização de cada um destes serviços representa do PIB per capita de cada país. O Brasil ficou em 113º lugar na telefonia fixa, 114º lugar no celular e 77º lugar na Banda Larga.

Independentemente dos reparos que se possa fazer com relação a composição desta “cesta mensal”, que no celular, por exemplo, inclui a realização de 25 chamadas e o envio de 30 SMSs, está claro que o preço dos serviços de telecomunicações no Brasil estão acima da média praticada na maioria dos países.

As principais causas para esta situação são:

1) Alta carga tributária dos serviços de telecomunicações. Estudo realizado pela GSM Association apontou o Brasil como o 3º com mais alta carga tributária entre 127 países.
2) Preço de interconexão (VUM) para operadoras de celular. O alto valor da VUM, cerca de R$ 0,40, impede uma que nos preços das chamadas de fixo para celular e entre celulares de operadoras diferentes. Já o preço para chamadas entre celulares de uma mesma operadora, caiu muito nos últimos meses devido às promoções das operadoras.
3) Na telefonia fixa e na banda larga existe um nível de competição menor que no celular.

Este preço mais alto reflete-se em uma menor utilização dos serviços. O Brasil apresenta MOU (minutos de uso por usuário) de celular e taxa de envio de SMS abaixo da média mundial.

 

 

1
3/2009

Comentários
7

Mitos e realidades sobre a portabilidade

Eduardo Tude

Passados 5 meses que a portabilidade foi introduzida no Brasil ela chega nesta segunda-feira a São Paulo passando a estar disponível em todo o Brasil.

Um balanço destes primeiros meses já nos permite identificar alguns mitos e algumas realidades em relação á portabilidade, Seguem alguns:

1) Todo mundo que mudar de operadora vai usar a portabilidade. Mito, pelas estimativas do Teleco apenas 2% dos celulares que trocaram de operadora em áreas onde estava disponível a portabilidade utilizou este benefício.

2) A portabilidade é uma conquista dos usuários de telefonia fixa e celular. Sim, ela praticamente não tem custo, os R$ 4,00 estão sendo assumido pelas operadoras, e evita o trabalho (custo) de avisar que você mudou de nome. Um benefício adicional é que a sua nova operadora é que cancela a sua linha na operadora atual.

3) A portabilidade está sendo mais utilizada pelos usuários de celular que de fixo. Em termos absolutos sim, mas proporcionalmente, onde existe competição, a portabilidade está sendo mais utilizada na telefonia fixa.

4) Com a portabilidade numérica as operadoras estão fazendo mais promoções. Sim, principalmente a operadora que está perdendo o cliente quando faz ofertas para retê-lo.

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

Regulamentação

Internet das Coisas

Mais Produtos