28
6/2015

Comentários
0

Celular e TV por Assinatura em maio, Smartphones, STFC, Fistel e outros destaques

Eduardo Tude

Crescimento menor em 2015


O celular e a TV por Assinatura estão crescendo menos em 2015. As vendas de celulares, PCs e tablets também apresentam queda em relação à 2014.

Celular em maio


A Oi liderou o crescimento do celular em mai/15 com adições líquidas de 422 mil celulares, seguida pela Vivo (296 mil) e Nextel (94 mil), Claro (13 mil) e TIM (-207 mil).


A Oi liderou em adições líquidas de pré-pago (429 mil) e a Vivo no pós-pago (258 mil).


As adições líquidas de 636 mil celulares (501 mil pós e 135 mil pré) em mai/15 foram inferiores às de mai/14 (1,8 milhões).


TV por Assinatura em maio


A TV por Assinatura apresentou adições líquidas negativas em maio (-43 mil). A TV por satélite (DTH) apresentou adições líquidas de -73 mil acessos e a TV a cabo de +26 mil).


Entre as principais operadoras, Vivo/GVT foi a única a apresentar adições líquidas positivas (+ 29 mil) em maio. A Embratel/Net e a Sky apresentaram adições líquidas de -25 mil acessos cada e a Oi de -16 mil.


As adições líquidas acumuladas nos cinco primeiros meses do ano (145 mil) são bem inferiores às de igual período de 2014 (799 mil).


Venda de celulares, tablets e PCs


Eram smartphones 92,5% dos telefones celulares vendidos no Brasil nos quatro primeiros meses de 2015.


Na comparação com igual período de 2014, as vendas de telefones celulares apresentaram queda de 6,5%, as de PCs queda de 22,8% e as de tablets queda de 27,4%.


STFC - Renovação dos contratos de concessão


A Anatel realizou audiência pública sobre as propostas de Plano Geral de Metas para a Universalização do STFC prestado no regime público (PGMU) para o período de 2016 a 2020 e de Revisão dos Modelos de Contratos de Concessão do STFC.


Em um cenário de receitas declinantes, Oi e Telefônica defendem uma redução das metas de universalização e compromissos de EILD.


O ponto mais crítico, no entanto é a questão da reversibilidade dos bens. Uma das opções em debate seria o fim das concessões de STFC com a substituição destas obrigações por compromissos de expansão da banda larga.


A Embratel defende a manutenção das concessões de telefonia fixa.


Fistel


O Ministério do Planejamento teria se comprometido a estudar mais a fundo o modelo de negócios do setor de telecomunicações, antes de decidir pela elevação na taxa do Fistel.


Outros destaques


Relatório Anatel. A Anatel publicou o seu relatório anual de 2014.


App Anatel. Lançado o aplicativo "Anatel Consumidor", que permite ao consumidor registrar e acompanhar reclamações contra as prestadoras de telecomunicações.


GVT. Segundo Amos Genish a marca GVT deixará de ser usada até o final de abril de 2016.


Nextel. A Nextel Brasil apresentou prejuízo de R$ 1,94 bilhão em 2014, segundo Balanço publicado no Diário oficial. A NII, controladora da Nextel, anunciou esta semana que saiu da concordata (Chapter 11).


Banda Larga. A velocidade média da banda larga fixa no Brasil no 1T15 era de 3,4 Mbps na fixa e 2,5 Mbps na móvel. (Akamai).


Cabo Brasil-Europa. O Ministério da Fazenda autorizou a Telebrás a formar uma joint venture com a IslaLink para construção de uma cabo submarino entre Brasil e Europa.


TV Digital. Os resultados das primeiras pesquisas sobre os domicílios aptos a receber TV aberta Digital em Rio Verde (GO) e Brasília serão divulgados em agosto.


Desoneração. As mudanças da alíquota de imposto (de 2% para 4,5%) na desoneração da folha de pagamento para o setor de TIC gerou reações da Brasscom e outras entidades do setor. Para as empresas de Call Center a elevação foi menor (de 2% para 3%).


2G. Operadores e vendors mundiais parecem estar chegando a um consenso de que as redes 3G deverão ser desligadas antes que as 2G (GSM).


 

 

21
6/2015

Comentários
0

Telecom Itália, Vivendi, Oi, Nextel, Fistel, Febraban e outros destaques

Eduardo Tude

Telecom Itália, Vivendi e TIM Brasil


A Telco, controladora da Telecom Itália com 22,4% de suas ações, concluiu sua cisão e seus membros ficaram liberados para vender suas ações da Telecom Itália.


A Telefônica irá se desfazer da participação de 14,72% que detém na Telecom Itália. A Vivendi ficará com 8,3% como pagamento de parte da GVT e para vender os restantes 6,5% a Telefônica emitirá debêntures conversíveis em ações da Telecom Italia em Jul/17.


A Vivendi pretende ampliar sua participação na Telecom Itália para um percentual entre 10 e 15% tornando-se a principal acionista da Telecom Itália. Notícias da imprensa internacional indicam que entre seus planos estaria analisar a venda da TIM Brasil e a fusão da Telecom Itália com outra operadora europeia.


Estas especulações levaram a uma alta de 7,2% nas ações da TIM na semana.


Aumento do Fistel


Continua preocupando a possibilidade de o Governo aumentar em 189% os valores das taxas de fiscalização.


O impacto maior será nas camadas com renda de até 2 salários mínimos e que são usuários do pré-pago. Cerca de 50% destes usuários terão de reduzir drasticamte o consumo ou deixar de usar o celular.


Menos de 10% do montante arrecadado atualmente por estas taxas é destinado a Anatel que é responsável por realizar as atividades de fiscalização.


25º CIAB FEBRABAN: Dispositivos móveis lideram em transações


No Banco do Brasil as transações bancárias realizadas por mês na internet através de dispositivos móveis (800 milhões) ultrapassaram às realizadas em desktops (400 milhões).


Apenas 3% das transações são feitas em agências bancárias.


O evento anual da Febraban aconteceu nesta semana.


Outros destaques


Oi. A Oi terá o seu capital pulverizado, com a conversão das ações preferenciais em ordinárias em agosto deste ano, segundo declarações de seu presidente no evento da Febraban. As ações da Oi subiram 2,9% na semana.


Nextel. A Justiça americana aprovou o plano de reorganização da NII, controladora da Nextel Brasil, possibilitando que a empresa saia do processo de concordata (Chapter 11) em que entrou em set/14. A NII poderá desta forma aumentar os investimentos na operação brasileira.


TV por Assinatura. A Anatel publicou a autorização para o fundo de investimento norte-americano Alaof Midia Holdings adquirir integralmente a operadora Videomar Rede Nordeste.


PGMC. A Anatel aprovou a realização de consulta pública sobre o novo Plano Geral de Metas de Competição. Entre os destaques estão às novas metodologias de análise do mercado de EILD.


Chip nos veículos. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou novamente o início da instalação de TAGs nos veículos do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (SINIAV). A nova data é 1º de janeiro de 2016.


Internet no avião. A Gol pretende oferecer em seus voos a partir de 2016


A Tim Fiber passou a vender para seus clientes o Blue Box, set-top box que se conecta ao televisor e é capaz de sintonizar canais abertos digitais, acessar o Youtube e o Netflix.


Zero rating. A Claro passou a oferecer acesso gratuito ao WhatsApp, Facebook e Twitter em seus planos de dados.


Queda do MOU. Continua repercutindo na imprensa o comentário do Teleco que mostrou uma queda dos minutos mensais de uso (MOU) do celular no 1T15. Além da contribuição do WhatsApp para este processo a Claro esclareceu que mudou a forma de contabilização destes minutos. Os minutos das chamadas de longa distância deixaram de ser contabilizados duas vezes após a fusão com a Embratel.

 

 

14
6/2015

Comentários
0

Pré-pago e Portabilidade em maio, Smartphones no 1T15, IPv6 e outros destaques

Eduardo Tude

Pré-pago em maio


Dados preliminares da Anatel indicam que o Brasil apresentou adições líquidas de 135 mil pré-pagos em maio.


As adições líquidas no acumulado dos cinco primeiros meses do ano (662 mil pré-pagos) são inferiores às de igual período de 2014 (1 milhão).


O pré-pago cresceu 0,5% nos últimos 12 meses.


Smartphones 1T15


No 1T15 foram vendidos 14,1 milhões de smartphones no Brasil, crescimento de 32,9% em relação ao 1T14.


O total de telefones celulares vendidos neste período apresentou queda de 3,8%.


Eram Smartphones 93,3% dos celulares vendidos no Brasil no 1T15.

 
Portabilidade em maio


Em maio de 2015 foram portados 198 mil números celulares e 128 mil fixos, com queda de 3,7% e 2,0% respectivamente em relação aos números portados em maio de 2014.


Reajuste de telefonia fixa


As tarifas locais e de longa distância dos planos básicos das concessionárias de telefonia fixa sofrerão reajuste de 3,684% (exceto Algar 4,546%), menos que o IPCA (7,386%) e o IST (6,556%).


Entre 2005 e 2015, o IGP-DI variou 70,98%, o IST 56,27% e o reajuste das tarifas 13,15%.


IPv6 no Brasil


A Anatel prorrogou para 1º de janeiro de 2016, a data de limite para a disponibilização do protocolo IPv6 nos produtos para telecomunicações com interface para as redes móveis.


Em maio o IPv6 respondeu por 2% do tráfego internet no Brasil segundo o 6lab (Cisco).


Outros destaques


O Governo não desistiu de aumentar o valor das taxas de fiscalização do Fistel. Cogita agora um aumento de 189% que levaria o valor de TFF pago anualmente por cada celular dos atuais R$ 13,42 para R$ 38,78. Os maiores prejudicados serão os usuários de celular pré-pago com gasto mensal abaixo de R$ 10,00.


O uso do Whatsapp cresceu de 28% para 86% no pós-pago e de 15% para 77% no pré-pago, entre 2013 e 2015 (CVA Solutions).
Sebastião Sahão Junior é o novo presidente do CPqD. Ele ocupava a vice-presidência de Administração e Finanças do CPqD.


O Fórum de TV digital aprovou as especificações técnicas do Ginga C, o middleware nacional que permite a interatividade da TV digital. Elas serão incorporadas aos conversores de TV a serem distribuídos às famílias do Bolsa Família após consulta pública da ABNT.


A participação da telefonia móvel em transações bancárias saltou para 10% nos últimos cinco anos, tendo duplicado em 2014. (Banco Central)


A Comissão Europeia irá contribuir com 26,5 milhões de euros para a construção do cabo submarino entre Fortaleza e Lisboa da IslaLink e Telebras.


Webinar: Carrier Wi-Fi – Qual o caminho a seguir


Teleco e Telesemana realizam esta semana (18/06) mais um Webinar.

 

 

7
6/2015

Comentários
0

TV por Assinatura em abril, Oi conclui venda da PT, TV analógica e outros destaques

Eduardo Tude

TV por Assinatura em abril


A SKY liderou o crescimento da TV por Assinatura em abril com adições líquidas de 39 mil acessos, seguida pela Vivo/GVT (28 mil). A Embratel/Net (-42 mil) e a Oi (-25 mil) apresentaram adições líquidas negativas no mês.


No acumulado dos quatro primeiros meses do ano a liderança em adições líquidas é da Vivo/GVT (106 mil), seguida pela SKY (80 mil) e Embratel/Net (53 mil). A Oi apresentou adições líquidas negativas (-96 mil) neste período.


A TV por assinatura está crescendo menos em 2015. As adições líquidas acumuladas nos primeiros quatro meses do ano (187 mil) são 69% menores que as acumuladas em igual período de 2014 (608 mil). A TV a Cabo (138 mil) está crescendo mais que o DTH (28 mil).


Oi conclui a venda PT para a Altice


A Oi concluiu a venda das operações Portugal Telecom em Portugal e na Hungria para a Altice.


A Altice desembolsou 5,789 bilhões de Euros, dos quais 4,920 bilhões de Euros em dinheiro para a Oi e 869 milhões de Euros foram destinados a quitar dívidas da Portugal Telecom em Euros.


Enquanto isto, a Portugal Telecom SGPS (PT SGPS), que detém ações da Oi, mudou seu nome para Pharol SGPS.


Desligamento da TV analógica


Rodrigo Zerbone , presidente do GIRED, apresentou em audiência no Senado Federal o calendário de decisões do grupo para o processo de desligamento da TV analógica:

  • Ago/15: ressarcimento dos equipamentos e infraestrutura dos radiodifusores, plano de logística e o cronograma de distribuição dos conversores da TV analógica para a digital.
  • Set/15: destino dos equipamentos e infraestrutura analógicos recolhidos
  • Out/15: nova norma sobre as interferências que um serviço poderá provocar no outro.


Encontro da Abrint


Aconteceu nesta semana o 7º Encontro Nacional de Provedores de Internet e Telecomunicações (7º ISP) promovido pela Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint).


Entre os principais temas discutidos estiveram a licitação da Anatel de sobras de frequências de 2.5 GHz e o preço de aluguel para utilização de postes. Erich Rodrigues foi eleito presidente da associação.


Outros destaques


A produção física do setor eletroeletrônico nos quatro primeiros meses do ano apresentou queda de 17,1% em relação a igual período de 2014 (Abinee/IBGE).


Foram vendidos 11,4 milhões de wearables no 1T15, sendo 3,9 milhões da Fitbit e 2,8 milhões da Xiaomi (IDC).


86% da população da América Latina usará smartphones até 2020 (Ericsson Mobility Report 1T15).


44% dos celulares nos Estados Unidos/Canadá são 4G segundo a 4G Americas. Existiam no mundo 635 milhões de celulares 4G no final do 1T15.


A Telenor pretende desligar a sua rede 3G em 2020, antes da 2G, prevista para 2025.


 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

28 de Março

Regulamentação de Telecom

Mais Produtos