30
7/2017

Comentários
0

Celular junho, TVA maio, Resultados 2T17: Vivo, TIM e SKY, VoLTE, Oi e mais destaques

Eduardo Tude

 

Celular em junho

 

  • Observou-se em junho uma continuidade das tendências dos meses anteriores.
  • A Vivo liderou o crescimento no total de celulares (+126 mil) e no pós-pago (+321 mil). A TIM apresentou adições líquidas negativas de 391 mil pré-pagos.
  • A base de celulares se manteve estável em junho (242,1 milhões), tendo perdido apenas 2 mil celulares. O pós-pago apresentou adições líquidas de 522 mil celulares e o pré-pago perdas de 524 mil.
  • A base de 4G apresentou adições líquidas de 4,2 milhões de celulares, enquanto a de 3G perdeu 3,3 milhões. A diferença entre as duas tecnologias caiu para 23,5 milhões de celulares.

 

TV por assinatura em maio

A TV por assinatura continuou apresentando adições líquidas negativas em maio (-137 mil). Os desligamentos ocorreram no DTH (-82 mil), na TV a cabo (-53 mil) e no IPTV (-2 mil).

A Oi cresceu (+17 mil) enquanto Claro (-108 mil), SKY (-31 mil) e Vivo (-7 mil) perderam assinantes.

 

Resultados 2T17: Vivo

 

A Vivo apresentou resultados em linha com os trimestres anteriores. A receita líquida total cresceu 1,8%, na comparação do 2T17 com o 2T16, sendo que:

  • A receita líquida de serviços móveis cresceu 4,8%, com a receita de voz apresentando queda de 30,2% e a de dados crescimento de 32,4%. Dados representou 71,8% da receita de serviços no trimestre e a receita com a venda de pacotes de dados no trimestre foi o dobro da receita com voz móvel.
  • A receita líquida de banda larga fixa cresceu 7,1%, enquanto a de telefonia fixa apresentou queda de 7,6% e a de TV por assinatura de 1,9%.

A Vivo manteve no trimestre sua margem EBITDA no mesmo patamar dos dois últimos trimestres (33%) e o lucro líquido foi de R$ 873 milhões.

 

Resultados 2T17: TIM

 

  • A TIM apresentou bons resultados no trimestre com a receita líquida total crescendo 3,2%, na comparação do 2T17 com o 2T16. A receita de serviços móveis cresceu 5% e a receita de dados representou 60% da receita de serviços móveis.
  • A margem EBITDA cresceu para 35,2% no trimestre e o lucro líquido foi de R$ 219 milhões.
  • A TIM anunciou o seu projeto de reorganização societária por meio da incorporação da TIM Celular pela Intelig. Ela estaria também avaliando a aquisição da Cemig Telecom.
  • A Telecom Itália confirmou a saída do CEO Flavio Cattaneo, que receberá uma indenização de 25 milhões de euros, Arnaud de Puyfontaine da Vivendi assume temporariamente o cargo e Amos Genish foi nomeado Diretor Geral.

 

Resultados 2T17: SKY

 

  • A receita líquida total SKY cresceu 7,8%, na comparação do 2T17 com o 2T16. A operadora terminou o trimestre com 5.519 mil assinantes de TV por assinatura,11 mil a mais que em maio.

 

Resultados 2T17

 

Na comparação do 2T17 com o 2T16 a receita líquida cresceu:

  • +45% no Facebook
  • +25% na Amazon
  • +21% no Google (Alphabet)
  • + 9,8% na Comcast
  • +9% na BT
  • +6,4% na Telecom Itália
  • +1,8% na Telefônica, graças ao desempenho do Brasil e na América Latina. O crescimento da receita na Europa foi negativo.
  • +1,4% na Orange
  • +0,1% na Verizon
  • -1,7% na AT&T
  • -5% no Twiter

 

VoLTE

 

  • A utilização de VoIP nas redes móveis do Brasil começa a se tornar realidade com a ativação do VoLTE (Voz sobre LTE) pela TIM e pela Vivo em Rio Verde (GO).

 

Oi

 

  • A Oi lançou o Oi Total Play que reúne telefonia fixa, banda larga fixa e o Oi Play, que dá acesso a conteúdo da TV por assinatura via internet.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 2,5% na semana e as PN se mantiveram estáveis.

 

Outros destaques

 

  • A TV analógica foi desligada em Recife e em outros treze municípios pernambucanos.
  • A AINMT completou o seu primeiro investimento de US$ 50 milhões adquirindo 30% da Nextel Brasil.
  • A Telebrás investiu R$ 104 milhões no primeiro semestre de 2017 (Ministério do Planejamento).
  • A Claro e a Movistar terão de pagar US$ 1,6 bilhões ao governo boliviano em uma disputa relacionada a bens reversíveis.
  • O preço por milha de redes de fibra óptica nos Estados Unidos cresceu 47% em 2017 em relação à 2016 devido a demanda de Small Cells (SNL Kagan).
  • O WhatsApp anunciou ter 1 bilhão de usuários ativos por dia no mundo.
  • O mercado global de serviços de infraestrutura em nuvem cresceu 47% no 2T17 em relação ao 2T16 atingindo US$ 14 bilhões. A Amazon é a líder com mais de 30% do gasto total. (Fonte: Canalys no TI Inside)

 

Próxima semana

 

  • A Anatel pode divulgar os resultados de acessos fixos em junho.

 

 

 

23
7/2017

Comentários
0

BL Larga e Telefonia fixa mai/17, Claro e mais operadoras no 2T17, Oi, LGT na Fiesp e mais destaques

Eduardo Tude

 

Banda Larga fixa em maio

 

  • A BL fixa apresentou adições liquidas de 179 mil acessos em maio, mais que os 73 mil de abril.
  • O crescimento ocorreu nas outras operadoras. A Vivo apresentou adições líquidas de 28 mil acessos, a Claro de 5 mil e a Oi de -9 mil.
  • A tendência de migração para velocidades maiores continua. Os acessos com velocidade menor que 2 Mbps apresentaram perdas (-125 mil) e passaram a representar 27% do total de acessos.

 

Telefonia fixa em maio

 

  • A base de telefones fixos continuou encolhendo em maio (-62 mil) acumulando perdas de 1,5 milhões nos últimos doze meses. As perdas ocorrem principalmente nas concessionárias (-73 mil em maio).

 

Resultados 2T17:  Claro (Claro, Embratel e Net)

 

  • A receita líquida da Claro apresentou queda de 3,3% no 2T17, quando comparada ao 2T16. A queda ocorreu no fixo (-2,8%) e no móvel (-4,5%).
  • A receita de serviços móveis cresceu 1,4% nesta comparação devido ao crescimento de 26,4% da receita de dados. A de aparelhos caiu para a metade neste período.
  • No trimestre, a Claro apresentou adições líquidas de 124 mil pós e -89 mil pré-pagos. Seu ARPU se manteve estável em R$ 15.
  • A receita do fixo foi afetada principalmente pela queda no tráfego de voz. A receita de TV por assinatura cresceu 1% no 2T17/2T16 e a da banda larga fixa 6,7%.
  • A margem EBITDA (27,5%) foi um pouco menor que a do trimestre anterior (27,8%).
  • O Brasil apresentou no trimestre um desempenho pior que o de sua controladora. A América Móvil apresentou no trimestre crescimento na receita e na margem EBITDA.

 

 

Resultados 2T17:  Netflix, Microsoft, IBM, SAP, Milicom, Vodafone, Ericsson, América Móvil

 

Na comparação do 2T17 com o 2T16 a receita líquida cresceu:

 

  • +32,3% na Netflix, que passou a ter a maior parte dos seus 104 milhões de assinantes fora dos Estados Unidos.
  • +13,2% na Microsoft.
  • +10,4% na SAP
  • +4,2% na América Móvil (taxas de câmbio constantes) impulsionada pelo crescimento da receita de dados móveis (+21,8%).
  • -4,7% na IBM
  • -0,1% na Millicom
  • -3,3% na Vodafone
  • -7,7% na Ericsson
  • - 11% na Qualcomm, impactada pela disputa de patentes com a Apple.

 

Recuperação judicial da Oi

 

  • O Conselho de Administração da Oi autorizou a Diretoria a discutir com credores, potenciais investidores e demais stakeholders possíveis alterações no Plano de Recuperação Judicial, de modo que este passe a prever aumentos de capital da Companhia totalizando R$ 8 bilhões.
  • A intenção é que os recursos captados sejam destinados à ampliação dos investimentos da Oi, com foco principalmente em novos projetos de banda larga e cobertura de rede móvel.
  • O presidente da Oi, Marco Schroeder afirmou que a companhia vai convocar a assembleia geral de credores até a metade de agosto, garantindo assim que ela aconteça em setembro.
  • No mês de maio a Oi apresentou Geração de Caixa Operacional Líquida de R$ 51 milhões, Investimentos de R$ 433 milhões (+25%) e encerrou o mês com Caixa Financeiro de R$ 6.854 milhões. Fonte:  Relatório Mensal de Atividades do Administrador Judicial.
  • A Advocacia-Geral da União (AGU) pediu  à Justiça que seja reconhecido que a dívida da operadora com a Anatel não está sujeita às deliberações da assembleia-geral de credores que analisará o plano.
  • O Bank of America passou a deter 5,24% das ações da Oi.
  • As ações ON da Oi apresentaram queda de 8,7% na semana e as PN de 3,8%.

 

20 anos da Lei Geral das Telecomunicações (LGT) em debate na Fiesp

 

Workshop realizada na sexta-feira passada apresentou os seguintes destaques:

  • O Ministro Kassab demonstrou otimismo em relação à aprovação do PLC 79, que regulamenta a migração das concessionárias de telefonia fixa para autorizadas. Ele pretende promover uma reunião com o presidente do Senado no início de agosto para acelerar o processo. 
  • O presidente da Anatel Juarez Quadros indicou que a Anatel está trabalhando juntamente com o TCU para viabilizar a aprovação de TACs, que permitem a conversão de multas em investimentos em banda larga, ainda este ano.
  • Eduardo Navarro (Vivo), Marco Schroeder (Oi), Oscar Petersen (Claro), Jean Carlos (Algar), Luís Minoru (TIM) e Eduardo Levy (SindiTelebrasil) enfatizaram a obsolescência da telefonia fixa e a importância de trocar compromissos das concessionárias por investimentos em banda larga. O Conselheiro da Anatel Leonardo Euler detalhou este processo após a aprovação do PLC 79.
  • A alta carga tributária que impacta o setor foi mencionada por praticamente todos os apresentadores, inclusive Carlos Cavalcanti da Fiesp.
  • Carlos Ari Sunfeld, que participou ativamente na formulação da LGT, ressaltou que o seu sucesso, em relação ao que foi feito em outros setores, se deve a desestatização ter sido completa e a redução da carga regulatória. Observou, no entanto, que o desempenho do setor poderia ter sido melhor não fossem as tendências estatizantes (Telebrás e bens reversíveis) e a burocratização regulatória da Anatel.  Ressaltou ainda que não se deve distorcer a regulamentação para suprir a falta de investimentos do Governo em banda larga.
  • Silvia Melchior lembrou que a ação da Anatel não foi efetiva na criação de um mercado de atacado no país.
  • O papel do setor em relação às novas demandas da sociedade foi debatido em um animado painel moderado por Aluizio Byrro.

 

Outros destaques

 

  • A Vivo planeja substituir toda a rede de cobre por fibra em um prazo de dez anos, disse ao Valor o presidente da companhia, Eduardo Navarro.
  • O CEO da Telecom Itália Flavio Cattaneo pode ser substituído na próxima semana, segundo informações da imprensa. A Vivendi indicaria Amos Genish como Diretor Geral.
  • A Ericsson oficializou a nomeação de Eduardo Ricotta como presidente da empresa no Brasil.
  • O Now, serviço de vídeo sob demanda da Net, registrou 900 milhões de streamings nos últimos 12 meses. Esse volume representa um crescimento de 200% nos últimos 2 anos (Mobile Time).
  • O MCTIC pretende colocar em consulta pública em agosto o novo plano nacional de conectividade. O Plano se baseia nos recursos dos TACs e da migração das concessionárias de telefonia fixa para autorizadas.
  • A Abrint reivindicou que a Anatel destine a faixa de 450 MHz, comprada pelas operadoras de celular na licitação de 2,5 GHz, para os pequenos provedores de internet.
  • As vendas de celulares cresceram 21% no período de janeiro a maio (GFK).
  • A Crown Castle (Tower Company) adquiriu por U$ 7,1 bilhões a Fiber Diet, empresa com redes de fibra óptica, de modo a se preparar para o crescimento de small cells.
  • Desde o lançamento do Instagram Stories em agosto de 2016, semelhante ao Snapchat Stories, o uso do Instagram cresceu em 146%, enquanto o do Snapchat caiu 25% (Wandera).

 

Próxima Semana

 

  • Divulgação de resultado do 2T17 da TIM (25/07) e da Vivo (26/07).
  • Realização do ABINEE TEC 2017 Fórum Conectividade na terça (25/07)

 

 

 

 

16
7/2017

Comentários
0

Bloqueio de celulares, Oi, Domínios, IoT e outros destaques

Eduardo Tude

 

Bloqueio de telefones celulares

 

  • A Anatel adiou para novembro o início do bloqueio de novos telefones celulares piratas (IMEI invalido) ao serem ativados na rede das operadoras.
  • O Brasil já tem 8,3 milhões de telefones celulares bloqueados por solicitação dos usuários por terem sido roubados ou perdidos.

 

Recuperação judicial da Oi

 

  • O conselho diretor da Anatel convocou os controladores da Oi para uma reunião no dia 1º de agosto em Brasília.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 3,5% na semana e as PN de 4,2%.

 

Domínios na internet de cidades brasileiras

 

As seguintes cidades brasileiras já têm domínios próprios:

  • ABC Paulista: abc.br
  • Belém: belem.br
  • Florianópolis: floripa.br
  • João Pessoa: jampa.br
  • Macapá: macapa.br
  • Recife: recife.br
  • São José dos Campos: sjc.br
  • Porto Alegre: poa.br
  • Vitória: vix.br

As próximas serão: Osasco, Brasília, Maceió, Aracaju, Cuiabá, Uberlândia, Natal, Rio Branco e o Rio de Janeiro.

 

IoT

 

  • A Vivo e a Huawei inauguraram um laboratório para o desenvolvimento de produtos em internet das coisas no padrão narrow band (NB-IoT).
  • No Open IoT Lab, localizado no Rio de Janeiro, parceiros poderão testar produtos antes do lançamento utilizando serviços da Vivo, equipamentos da Huawei, módulos da Ublox e Quectel, ou a soluções de energia da C.A.S.

 

 

Outros destaques

 

  • Amos Genish pode vir a assumir uma função executiva na Telecom Itália por indicação da Vivendi.
  • A Sercomtel apresentou a Anatel o seu Plano de Recuperação Financeira.
  • O Ministério do Planejamento estaria analisando novamente a possibilidade de aumentar o Fistel, apesar de menos de 10% do que é arrecado ser destinado para as atividades de fiscalização das Telecomunicações como está previsto em lei.
  • O jurídico do Cade entende que o órgão deve analisar apenas as implicações concorrenciais na questão da aquisição da Time Warner pela AT&T. Caberia a Anatel e Ancine a análise das questões regulatórias previstas na lei do SeAC.
  • A Vivo aumentou a cota de dados de seus planos controle.
  • A HostDime inaugurou parcialmente um data center Tier III no Nordeste. O investimento é de R$ 50 milhões.
  • A Telebrás publicou o edital do leilão de capacidade do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC). Serão licitados dois lotes correspondentes a 57% da capacidade civil total disponível do satélite brasileiro.

 

Próxima semana

 

  • A América Móvil e a Claro divulgam seus resultados para o 2T17 na terça.
  • A Fiesp realiza na sexta (21/07) a Workshop Lei Geral das Telecomunicações: 20 anos, com a presença de presidentes de operadoras e autoridades do setor.

 

 

 

9
7/2017

Comentários
0

Celular em maio, cobertura 4G, Oi, IoT e outros destaques

Eduardo Tude

 

Celular em maio

 

O mês de maio mostrou continuidade das tendências observadas nos meses anteriores:

  • A Vivo liderou o crescimento do pós-pago com adições líquidas de 296 mil celulares, seguida pela TIM (209 mil), Claro (34 mil) e Oi (-11 mil).
  • A TIM apresentou as maiores perdas no pré-pago (521 mil), seguida pela Vivo (161 mil) e pela Oi (54 mil).
  • Foram + 2,3 milhões de celulares 4G e -1,2 milhões de 3G. 4G atingiu 76,3 milhões e 3G caiu para 107 milhões.

 

Cobertura 4G

 

  • Continua quente a corrida pela liderança em cobertura 4G.
  • A TIM manteve a liderança em junho com 1.850 municípios e 72,9% da população atendidos com 4G. A Vivo vem em seguida com 1.477 municípios (71,4% da pop.) e a Claro em terceiro com 1.133 municípios  (71,2% da pop.).
  • 4G já está disponível em 2.654 municípios brasileiros e para 84,2% da população.

 

Recuperação Judicial da Oi

 

  • A Oi ingressou com um pedido formal à Anatel para que o processo de revisão do PGMU seja retomado.
  • A Suprema Corte Holandesa indeferiu os recursos apresentados pela Oi ficando mantidas as determinações da Corte de que os procedimentos de “suspension of payments” sejam convertidos em procedimentos de falência na Holanda.
  • A Oi lançou novas ofertas no pós-pago, com minutos de voz ilimitados para qualquer operadora do Brasil, a exemplo do que já fazem Claro e TIM.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 5,0% na semana e as PN queda de 3,2%.

 

IoT

 

  • Saúde (Hospitais), Cidades inteligentes e agricultura  serão as áreas prioritárias para o Plano Nacional de IoT conforme anuncio do BNDES, Câmara de IoT e MCTIC.

 

Outros destaques

 

  • A quantidade de números portados no Brasil cresceu 17,8% no 1º semestre de 2017, quando comparado a igual período de 2016. Foram portados 23,7% mais números de celulares e 2,9% de telefones fixos.
  • Luiz Alexandre Garcia (Algar Telecom) foi reconduzido para a presidência do SindiTelebrasil e da Febratel para o mandato de mais dois anos, até julho de 2019.
  •  
  • Antônio Loss deixou a presidência da Telebrás que passa a ser presidida, interinamente, por Jarbas Valente, diretor técnico-operacional.
  • O Portal Terra foi incorporado à Telefônica Brasil, tendo sido adquirido pela sua subsidiaria Telefônica Data.
  • O CADE decidiu analisar mais profundamente a aquisição da TIME Warner pela AT&T.
  • Entraram em operação as redes FTTH da Vivo em Avaré, Campo Limpo Paulista e Lençóis Paulistas.
  • A Qualcomm pediu as autoridades de comercio dos Estado Unidos que seja proibida a venda de iPhones que não utilizam seus chipsets e violam suas patentes. A venda do iPhone 7 que utiliza chipsets da Intel pode ser suspensa.

 

Próxima semana

 

  • A Anatel pode divulgar os resultados de maio para a banda larga fixa, telefonia fixa e TV por assinatura.

 

 

 

2
7/2017

Comentários
0

Velocidade de 4G, Oi, TIM, Contratos de concessão e outros destaques

Eduardo Tude

 

Velocidade e disponibilidade de 4G

 

  • A Claro liderou em velocidade de 4G no Brasil com 29,2 Mbps, seguida pela Vivo (20,6 Mbps), Oi (15,3 Mbps) e TIM (13,5 Mbps). Os dados foram divulgados pela OpenSignal em Jun/17.
  • A TIM lidera em tempo em que 4G está disponível em uma conexão de dados do usuário (65,1%), seguida pela Vivo (62,3%), Claro (49,4%) e Oi (48,6%). 

 

Recuperação Judicial da Oi

 

  • A Oi esclareceu que que continua mantendo conversas com credores, potenciais investidores e demais stakeholders com relação ao seu plano de recuperação judicial, mas não aprovou plano de capitalização de R$ 8 bilhões que foi anunciado na imprensa.
  • O valor das ações ON e PN da Oi se mantiveram estáveis na semana.

 

Contratos de concessão

 

  • O Governo decidiu adiar publicação do novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU) e por consequência a renovação dos contratos de concessão, até que seja aprovado o PLC 79. 
  • As concessionárias não concordaram com o ônus de R$ 3,5 bilhões previsto pela Anatel como compensação pelas metas que tinham que cumprir e que deixariam de atender com o novo plano.
  • Mais um sinal das dificuldades enfrentadas pelo Governo para colocar em ação o plano de troca de obrigações da telefonia fixa por investimentos em banda larga. Os contratos de concessão deveriam ter sido revistos no final de 2015. Daqui a pouco a discussão será sobre o fim dos contratos em 2025 e não haverá mais obrigações a compensar.

 

TIM

 

  • A TIM já está utilizando a frequência de 700 MHz em nove capitais onde ocorreu o desligamento da TV analógica: Brasília, Campo Grande Fortaleza, Maceió, Natal, Macapá Recife, Rio Branco e Teresina.
  • A TIM conclui a venda de torres para a American Tower com a transferência de 54 torres (sexto lote) por R$ 20 milhões. No total foram vendidas 5.837 torres por R$ 2,65 bilhões.

 

PCs no Brasil

 

  • O mercado brasileiro de PC voltou a crescer, após cinco anos de resultados negativos, segundo a IDC. No primeiro trimestre de 2017, foram vendidos 1.1 milhão de máquinas, 5% a mais do que no mesmo período de 2016. O crescimento ocorreu nas vendas de  notebooks.

 

IoT

 

  • A DT lançou na Alemanha seus primeiros produtos de NB-IoT que incluem 25 SIM cards com 500 KB por SIM.
  • O produto básico custa 199 euros por seis meses ou 1,3 euros por SIM por mês.
  • Outro produto combina conectividade com o gerenciamento dos SIM feito pela plataforma de conectividades da DT. Neste caso o preço é de 299 euros ou 2,0 euros por SIM por mês.

 

Outros destaques

 

  • As emissoras que formam a Simba (Record, SBT e RedeTV!) desistiram de esperar por um acordo de remuneração com as operadoras e solicitaram que os seus sinais voltem a ser exibidos pelos grupos Net-Claro, Sky, Oi e Vivo em São Paulo e Brasília.
  • A Anatel publicou o seu relatório anual de 2016.
  • O TCU determinou que, nas cidades onde os serviços de transporte individual estiverem liberados, as licitações públicas devem incluir o UBER e Cabify nos pregões eletrônicos.
  • A Telefônica desativou o portal Terra nos Estados Unidos e em cinco países da América Latina, mantendo apenas a operação brasileira responsável por 90% dos 100 milhões de euros da receita global do portal.

 

Destaques internacionais

 

  • A Comissão Europeia condenou o Google a pagar uma multa de US$ 2,7 bilhões por priorizar o seu próprio serviço de comparação de compras nas buscas pelos usuários.
  • Novo ataque de ransomware atinge empresas na Europa e Estados Unidos
  • Anunciada na Argentina a fusão da Telecom Argentina com a Cablevisión.

 

Próxima semana

 

  • A Anatel pode divulgar os resultados do celular de maio.

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Telecom no Brasil 2017

 

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

Regulamentação

Internet das Coisas

Mais Produtos