28
9/2013

Comentários
0

Fusões e aquisições (Telefônica, Telecom Itália, Blackberry, Nokia e Alcatel Lucent), PNAD e outros destaques

Eduardo Tude

A semana foi marcada pelo anúncio de fusões e aquisições no mercado internacional com reflexos no mercado brasileiro.


Telefônica e Telecom Itália


O assunto principal da semana foi o acordo para aumentar a participação da Telefônica de 46% para 66% no consórcio Telco que controla a Telecom Itália. Como comentado em “post” neste Blog será muito difícil a Telefônica convencer a Anatel/CADE de que será possível manter a TIM Brasil como uma empresa independente da Telefônica neste novo cenário.


O cenário mais provável é a venda da TIM Brasil para uma operadora que ainda não esteja no mercado brasileiro. Os recursos provenientes desta aquisição ajudariam a diminui a dívida da Telecom Itália que caminharia para uma “fusão” com a Telefônica em um cenário de consolidação do mercado europeu de telecomunicações.


Blackberry


A Blackberry firmou um acordo com um grupo de investidores liderado pelo canadense Fairfax para o fechamento de seu capital com a compra do total de suas ações por em um valor de US$ 4,7 bilhões.


Inicia-se agora um período de “due diligence” de 6 semanas, durante o qual a Blackberry pode desistir do negócio, como pagamento de uma multa, caso encontre uma proposta melhor.


O anúncio ocorreu no momento que a empresa anunciou um prejuízo de US$ 965 milhões no trimestre.


Nokia e Alcatel Lucent


Floresceu esta semana a notícia de que a Nokia, que estuda o que fazer após a venda de sua divisão de telefones celulares para a Microsoft, estaria interessada em uma fusão com a Alcatel Lucent.


Esta “fusão” poderia envolver apenas a parte wireless ou a totalidade da Alcatel Lucent. As duas empresas tem uma atuação complementar e uma fusão as colocaria um porte mais próximo das líderes (Cisco, Ericsson e Huawei).


O que assusta é a possibilidade destas empresas, fruto de várias fusões nos últimos anos, terem de passar por um novo processo “again”.


PNAD 2012


O IBGE publicou os resultados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD 2012) com os seguintes destaques:

  • 91,2% dos domicílios brasileiros possuem telefone sendo que 88,3% tem celular e 39,9% telefone fixo.
  • 40,3% dos domicílios brasileiros possuem microcomputador com acesso a Internet.
  • 72,7% da população brasileira com 10 anos ou mais possui celular e 49,2% é usuário de Internet.


Outros destaques


A Justiça do Rio de Janeiro tirou da Gradiente a exclusividade sobre a marca iPhone no país. O juiz alegou que a marca iPhone ganhou visibilidade devido ao sucesso mundial do aparelho da Apple e que o INPI deveria ter considerado o contexto do mercado antes de conceder direitos exclusivos para a Gradiente. A Gradiente declarou que irá recorrer da decisão.


O primeiro projeto de isenção de PIS/Cofins e IPI associado a construção de infraestrutura de banda larga (REPNBL) aprovado pelo MiniCom tem como beneficiário a Telebrás. Nada contra, mas o Ministério poderia ter escolhido outro projeto para ser o primeiro. Afinal, trata-se do Governo isentando o próprio Governo.


A Anatel decidiu alocar para telefones rurais em todo o Brasil a série de números telefônicos com o prefixo 57 (mais seis números).


A Anatel divulgou os resultados das medições da banda larga fixa e móvel em estados brasileiros. Na banda larga fixa as operadoras estão de um modo geral atendendo as metas e as informações apresentadas ajudam o usuário a avaliar a qualidade dos serviços prestados por cada operadora. O mesmo não se pode dizer das informações divulgadas para a banda larga móvel como comentada em “post do Blog 3G”.


A Telcomp realizou com o sucesso de sempre o seu seminário anual. Destaque para as discussões sobre o mercado de atacado envolvendo PGMC e modelo de custos.


Estive esta semana na CPI da Telefonia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. É interessante ver como o celular se tornou um bem vital para a população gerando CPIs em vários estados e municípios brasileiros. Se em um primeiro momento o tom foi de crítica exacerbada a problemas de atendimento por parte das operadoras nas centrais de atendimento e nas lojas, por outro lado, com o avançar das discussões, notei uma disposição para colaborar na solução de problemas, visando melhorar a cobertura e a qualidade de serviço prestado através das redes.


Próxima semana


Aguardamos a divulgação dos resultados do crescimento do celular e da TV por Assinatura por parte da Anatel.


Na terça a noite temos o lançamento das pesquisas TIC Domicílios e TIC Empresas 2012 e TIC Educação 2012 e cerimônia de premiação do 2° Anuário Tele.Síntese de Inovação.

 

 

24
9/2013

Comentários
9

O que pode acontecer com o aumento da participação da Telefônica no capital da Telecom Itália?

Eduardo Tude

Em 2007, a Telefônica e outros investidores italianos formaram o consórcio Telco que passou a controlar a Telecom Itália com 22,4% das ações da operadora. Esta operação teve que ser aprovada pelos os órgãos reguladores da Itália, Brasil e da Argentina.


Para a operação ser aprovada pela Anatel a Telefônica teve de apresentar garantias de que não interferiria na gestão da TIM Brasil, mesmo detendo 46% do consórcio Telco.


O que está acontecendo agora é que alguns sócios da Telefônica no consórcio Telco decidiram vendar suas participações e a Telefônica foi forçada a fechar um acordo para adquiri-las para evitar que fossem compradas por outra operadora. Com esta aquisição, a participação da Telefônica no consórcio Teleco passaria a ser de 66%.


Para esta aquisição se concretizar serão novamente necessárias as aprovações dos órgãos reguladores, inclusive Anatel, o que pode levar cerca de 1 ano para acontecer.


Os cenários mais prováveis são:

  • A Telefônica apresenta garantias suficientes para convencer a Anatel que nada mudou e que vai continuar a não influenciar na gestão da TIM Brasil.
  • A Anatel/CADE colocam como condição para a operação a venda da TIM Brasil (ou parte dela) para outro Grupo.
  • A Vivo e a Telefônica passam a ser caraterizadas como empresa pertencentes ao mesmo Grupo, o que implicaria em que a TIM teria de devolver as suas frequências, mas seus clientes poderiam ser transferidos para a Vivo. Este seria o pior cenário para o mercado brasileiro pois aumentaria a concentração do mercado.

 

 

22
9/2013

Comentários
0

Internet, Banda Larga, PGMC e outros destaques

Eduardo Tude

A divulgação pela Anatel do crescimento do celular em agosto ficou para a próxima semana.


Os números da TV por Assinatura estão atrasados também. Os últimos divulgados são de Junho.


Internet e Banda Larga


6,9% dos internautas do país (cerca de 7,1 milhões de pessoas) não assinam um serviço de internet e usam banda larga "emprestada" de algum vizinho segundo pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular. A Justiça rejeitou a semana passada um recurso apresentado pelo Ministério Público que tipificava o compartilhamento de uma conexão de internet como crime.


Portaria do MiniCom estabelece que até o fim deste ano a Anatel vai começar a destinar parte da faixa de 2,5 GHz para operadoras de pequeno e médio portes. Trata-se da subfaixa T, nas áreas que não tiveram interessados no leilão de 4G.


A TIM expandiu seu serviço de banda larga fixa para mais 16 bairros de Rio de Janeiro e São Paulo, passando a cobrir 77 bairros nas duas cidades.


A Vivo informou que está expandindo sua rede de fibra óptica para atender empresas em 133,9 quilômetros de fibra este ano.
Já foram concluídas as redes em Brasília (14 Km), Recife (10,8 km), Rio de Janeiro (52 km) e Curitiba (15,2 km). Até o final do ano, será a vez de Salvador (26,6 km) e Porto Alegre (15,3 km).


PGMC


A Anatel apresentou o Sistema de Negociação de Ofertas no Atacado (SNOA) que vai facilitar as negociações com as operadoras que detém Poder de Mercado Siginificativo (PMS) nos mercado relevantes identificados pela Anatel.


Anatel abriu o acesso aos pedidos de revisão da condição de PMS em determinados mercados relevantes encaminhados por estes Grupos.



Outros destaques


Os serviços de TIC, nos quais telecomunicações representam 69%, cresceram 6,9% em jul/13, na comparação com Jul/12, de acordo com pesquisa mensal de serviços do IBGE. O crescimento em julho foi igual ao apresentado em junho e inferior ao apresentado por serviços no Brasil (8,6%).


A Justiça condenou a Claro a pagar R$ 30 milhões por descumprir as regras do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) estabelecidas no Decreto nº 6523/2008.


A Algar Telecom vai deixar de usar a marca CTBC. Durante os próximos seis meses será utilizada a marca CTBC/Algar Telecom e em fevereiro de 2014, data em que a companhia vai comemorar 60 anos de existência, a Algar Telecom assumirá a marca de forma integral.



A Apple iniciou a venda nos EUA e outros 8 países dos dois novos modelos do smartphone da companhia. O iPhone 5C de custo mais baixo e que trará a opção de capas coloridas e o iPhone 5S, uma atualização de seu último modelo



Próxima semana

  • VI seminário da Telcomp na quarta.
  • A abertura da exposição Abinee 50 Anos - A História do Setor Eletroeletrônico no Brasil, de 24 de setembro a 13 de outubro, no Espaço Fiesp, em São Paulo.

 

 

14
9/2013

Comentários
1

Celular em Agosto, Oi e outros destaques nacionais e internacionais

Eduardo Tude

Celular em Agosto

 

Novo recorde de adições líquidas de celulares no ano em agosto
Dados preliminares da Anatel indicam que o crescimento do celular em Agosto se manteve dentro das tendências observadas nos meses anteriores.


As adições líquidas de 1.441 mil celulares foram as maiores do ano, superando as de Jul/13 (1.258 mil) e muito próximas das de Ago/13 (1.490 mil).


Este crescimento nas adições líquidas pode estar associado à estabilização da base da Vivo com a mudança do critério de desligamento de pré-pagos. As adições líquidas negativas da Vivo neste segmento estão agora associadas a um esforço da operadora de migrar clientes do pré para o pós-pago


O pós-pago continua apresentando adições líquidas (759 mil) superiores às do pré-pago (681 mil). Com este resultado a participação do pré-pago no total de celulares caiu para 79,06%.


O Brasil terminou Ago/13 com 268,4 milhões de celulares e 135,45 cel/100 hab. As adições líquidas no acumulado dos últimos 12 meses totalizaram 10,5 milhões de celulares.


Vamos aguardar os dados finais para saber quem liderou em adições líquidas no mês.


Oi Galera


A Oi começa a se mexer para reforçar sua atuação no mercado de pré-pago.


Lançou o plano “Oi Galera”, em que o usuário para R$ 0,99 por dia de consumo com direito naquele dia a:

  • 60 minutos para falar de Oi para Oi em todo o Brasil.
  • Envio de 500 SMS para celulares Oi e 30 SMS para celulares de outras operadoras.
  • Internet 3G, com franquia de 5MB por dia, e queda para 50 Kbps após este limite.
  • Acesso ilimitado à Oi WiFI, que conta com 160 mil hot spots.
  • Aplicativo Oi Toca Aí, para ouvir músicas sem gastar seu pacote de internet do celular



Outros destaques


O projeto do Marco Civil da Internet (PL 2126/2011) passou a tramitar em regime de urgência no Congresso e deverá ser votado até o dia 28 de outubro. A partir desta data passa a trancar a pauta.


O PGMC se movimenta. Entrou em operação O Sistema de Negociação de Ofertas de Atacado (SNOA), plataforma de intermediação da negociação de produtos de atacado ofertados pelos Grupos detentores de Poder de Mercado Significativo (PMS) operada pela ABR Telecom. A Anatel irá apresentar o sistema, no próximo dia 17, às 16h, em Brasília.


Enquanto isto, a Justiça do Rio mantém liminar contra arbitragem da Anatel em conflito entre Oi e TIM por EILD.


A Telefônica/Vivo ativou a sua rede de fibra óptica entre Manaus e Belém (2,1 mil km). O investimento foi de R$ 250 milhões.


A Medida Provisória que regulamentos os pagamentos móveis foi aprovada na Câmara e no Senado.


O Satélite a ser lançado pela Telebras e o Ministério de Defesa teve a concessão de sua posição orbital aprovada pela Anatel sem necessidade de licitação.


O programa de WiFi público do município de São Paulo teve publicado o seu edital de licitação pela Prodam. A velocidade por usuário deverá ser de 512 kbps.


A Oi ampliou para mais 246 municípios a oferta do plano de acesso a Internet do PNBL (R$ 35,00), passando a oferecer agora este plano em 3.103 municípios.


A TIM iniciou o pagamento da segunda parcela de dividendos referentes a 2012 no valor de R$ 371 milhões de um total de R$ 743 milhões.



Internacional


A Apple anunciou que começa a vender a partir de 20 de setembro nos EUA e outros 8 países dois novos modelos do smartphone da companhia. O iPhone 5C de custo mais baixo e que trará a opção de capas coloridas e o iPhone 5S, uma atualização de seu último modelo.


Continuaram repercutindo esta semana as especulações em torno da consolidação de operadoras na Europa.

  • A Telefônica pode aumentar sua participação na Telecom Italia comprando a parte de alguns sócios que querem sair do grupo de controle.
  • A Vodafone com caixa proveniente da venda de sua participação na Verizon Wireless, aparece como candidata a aquisições.
  • América Móvil continua negociando a compra da KPN.
  • A Vivendi confirmou os planos de separar como uma empresa independente do Grupo, sua operadora de celular na França (SFR).



Próxima Semana


Devemos ter a divulgação dos dados finais do crescimento do celular em agosto, a Teleco realiza na quinta mais uma workshop de Regulamentação e lança o relatório Capex no Brasil 2013.

 

 

8
9/2013

Comentários
0

Aquisições (Verizon, Vodafone, Microsoft, Nokia, Telecom Itáia, Blackberry, ...) e outros destaques.

Eduardo Tude

As aquisições da Nokia (telefones celulares) pela Microsoft e da participação da Vodafone na Verizon Wireless pela Verizon agitaram a semana como comentado em outro “post” neste blog.


A pergunta agora é o que vem depois. A Blackberry estaria a procura de um comprador e a Telecom Italia pode passar por uma reorganização societária que pode levar a uma fusão com a Telefônica ou a mudanças no controle. O egípcio Sawires, a AT&T, a América Móvil e a H3G estão entre as possíveis candidatas. As ações da Telecom iTália tiveram uma semana de alta com as especulações.


Outros destaques:


A Nextel pretende lançar oficialmente, dia 16, o seu serviço de rádio atrelado ao 3G. Segundo declarações de seu presidente, a operadora deve manter o foco no pós-pago.


Depois de apresentar queda de 8,7% no 1T13 e de 2,1% no 2T13, a produção de telefones celulares no Brasil apresentou crescimento de 8,9% em jul/13, sempre comparado ao mesmo período do ano anterior.


A quantidade de números portados de Jan-Ago/13 foi 11,8% menor que igual período de 2012 (-18,1% no celular e -2,3% no fixo). Na comparação de Ago/13 com Ago/12 a queda foi de 21,3% no celular, mas o fixo apresentou crescimento de +14,7%.


O Brasil caiu da 48ª posição no ranking competitividade do Fórum Econômico Mundial (WEF) em 2012 para a 56ª posição em 2013.


A Comissão mista do Congresso aprovou a Medida Provisória (MP) que trata, entre outros temas, dos pagamentos móveis. A MP tem validade até 16 de setembro e ainda precisa passar pelos plenários da Câmara e do Senado.


A Anatel homologou as ofertas de referência de produtos no atacado previstas no PGMC e que serão incluídas na plataforma de negociação programada para entrar em operação no dia 12 de setembro.


A Anatel aprovou a agenda regulatória para os próximos 12 meses. Entre os vários temas está a licitação de 700 MHz.

 

 

4
9/2013

Comentários
0

As aquisições feitas pela Verizon e Microsoft confirmam a liderança americana no mundo móvel

Eduardo Tude

A semana se iniciou com o anúncio de duas mega aquisições há muito tempo aguardadas pelo mercado:

  • A Verizon adquiriu por US$ 130 bilhões a participação de 45% da Vodafone na Verizon Wireless, maior operadora de celular dos Estados Unidos.
  • A Microsoft adquiriu por US$ 7,2 bilhões a área de telefones celulares da Nokia, que inclui smartphones e telefones convencionais, patentes associadas e o sistema de navegação.


Estas aquisições são um retrato da liderança dos Estados Unidos na área móvel, que pertencia aos europeus alguns anos atrás.


A Vodafone herdou esta participação na Verizon wireless quando adquiriu a Airtouch em 1999 por US$ 56 bilhões. O principal motivo desta aquisição foi às operações móveis da Airtouch na Europa e não nos Estados Unidos. A venda anunciada esta semana deixa a Vodafone com caixa para acelerar a implantação de banda larga nas suas redes e fazer aquisições, em um momento em que a pressão para a consolidação de operadoras é muito forte na Europa.


No caso da Nokia, a venda de sua área de telefones celulares representa o reconhecimento de que perdeu a batalha neste segmento. A Nokia passa a atuar agora apenas em infraestrutura de Telecom com a NSN e deve buscar outras áreas de atuação como já fez no passado.


Para a Microsoft, a aquisição representa a adesão ao modelo “Apple” em que a fabricante produz não só o Sistema operacional, mas também o hardware.


O efeito destas aquisições só devem ser sentidos em 2014, pois existe um longo processo de aprovações antes de elas se tornarem efetivas.

 

 

1
9/2013

Comentários
0

Celular em julho, GVT, PIB, Qualidade, Andicom e outros destaques nacionais e internacionais

Eduardo Tude

Crescimento do celular em julho


A Anatel divulgou os dados do crescimento do celular em julho confirmando os dados preliminares divulgados pelo Teleco.


Foi, até agora, o mês de maior crescimento do celular do ano com adições líquidas de 1,2 milhões de celulares, mas não está claro se representa um ponto de inflexão na tendência de queda de crescimento do celular no Brasil. O comentário desta semana analisa esta questão.


A TIM liderou em adições líquidas, seguida pela Vivo, Claro e Oi.


Resultados da GVT


A GVT manteve o desempenho dos trimestres anteriores com crescimento de 13,9% na receita líquida do 2T13 em relação ao 2T12. A receita de banda larga cresceu 18,2% neste período e a de voz 4,0%. Já a receita de TV por Assinatura cresceu 10,7% na comparação do 2T13. Sua margem EBITDA continua sendo a maior do mercado (39,9%).


Já a receita da Vivendi apresentou queda de -0,5% na comparação do 2T13 como 2T12, mesmo sem considerar as variações de cambio.



PIB


O PIB Brasil cresceu 1,9% no 2T13 na comparação dos últimos quatro trimestres com os quatro trimestres imediatamente anteriores, enquanto serviço de Informação cresceu 2,6%.


Segundo a Pesquisa Anual de Serviços (PAS 2011) divulgada pela IBGE esta semana, Telecom representou 55,1% da receita de serviços de informação em 2011.



Qualidade


As reclamações na Anatel foram 10,4% menores em Jun/13 com a maior parte das operadoras apresentando redução no seu índice de reclamações sem alterar, no entanto, a sua posição no ranking.


A Anatel divulgou resultados das medições de banda larga fixa e móvel realizadas em julho. A maioria das prestadoras antedeu as metas.


Outros destaques nacionais


A TIM iniciou a operação de sua rede 4G em Curitiba


O Zuum, serviço de pagamento móvel da Vivo em parceria com a Mastercard, começou a ser oferecido na região metropolitana de Belo Horizonte.


Os Smartphones representaram 54% do total de telefones celulares vendidos no Brasil no 2T13 segundo o IDC.


A Furukawa anunciou investimentos de R$ 18 milhões para a construção de uma nova unidade produtiva em Sorocaba, com o objetivo de aumentar a capacidade de fabricação de fibras ópticas.


Andicom


Estive participando esta semana em um painel sobre 4G na Andicom em Cartagena (Colômbia) e que teve como tema “Cidades inteligentes”. A Colômbia licitou este ano frequências para 4G adquiridas por seis operadoras, entre elas América Móvil, Telefônica, Millicom e DirecTV.


A Colômbia possui um Ministério de TIC que desenvolve o programa “Vive Digital”, premiado internacionalmente, e que tem conseguido grandes avanços no aumento da penetração da internet e banda larga naquele país. Estava prevista a participação do presidente da Colômbia no evento, cancelada nas vésperas devido a uma greve do setor agrário no país.


Destaques Internacionais


A América Móvil passou a apoiar a venda da E-plus, subsidária da KPN na Alemanha, para a Telefônica. A América Móvil possui 30% das ações com direito a vota da KPN e lançou recentemente uma oferta pública para adquirir o controle da operadora. Esta oferta foi, no entanto, bloqueada por uma Fundação que exerceu seu direito de preferência na compra de ações da KPN (Pílula de veneno).


Steve Ballmer deve deixar de ser o CEO da Microsoft em 2014


A Vodafone estaria finalmente disposta a vender a sua participação na Verizon (US).

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos