Seção: Comentários Teleco

18/01/2007


As operadoras de celular deveriam baixar o preço do SMS no Brasil?

 

No Brasil são enviados cerca de 500 milhões de SMS (torpedos) por mês. Isto representa, por exemplo, menos de 50% dos SMS enviados em Portugal que possui 12% dos celulares do Brasil.

 

A média de envio mensal de SMS por celular no Brasil é baixa (5 a 6 SMS). Na Venezuela a média mensal é de 140 SMS por celular.

 

O alto custo é uma das principais barreiras para a baixa utilização do SMS no país. O envio de um SMS custa em média US$ 0,15 no Brasil e US$ 0,03 na Venezuela.

 

Estudo realizado pela UIT indicou que o Brasil é o 151º país em custo de SMS entre 186 países analisados.

 

 

 

O Brasil apresenta um custo maior para o SMS que os demais países da América Latina sendo superado apenas por países europeus como Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido que apresentam um custo de US$ 0,19 por SMS.

 

A alta carga tributária dos serviços de telecomunicações no Brasil, a 3ª maior entre 50 países analisados em um estudo da GSM Association, contribui para este custo elevado. Não explica, no entanto, por que nos outros países da América Latina um SMS custa em média US$ 0,04 enquanto no Brasil ele custa US$ 0,15.

 

As operadoras de celular deveriam baixar o preço do SMS no Brasil?

 

Um preço menor do SMS provocaria inicialmente uma queda na receita das operadoras, que seria compensada posteriormente por um aumento de tráfego. As operadoras de celular do Brasil ainda não estão convencidas de que podem vir a ganhar mais com uma redução dos preços do SMS. Podem ser no entanto convencidas pela dinâmica competitiva, caso alguma delas reduza o preço do SMS, como aconteceu recentemente com a Vivo.

 

A Vivo praticava preços para o SMS superiores aos do mercado. No 3T06 ela reduziu em 40% o preço do SMS, de modo a alinhá-lo com o preço das demais operadoras, o que provocou uma queda de receita no trimestre. Ela espera compensar a perda de receita com um aumento de tráfego nos próximos trimestres.

 

O temor em reduzir os preços do SMS pelas operadoras deve-se ao fato do SMS ser o componente principal da receita de dados das operadoras de celular, como exemplificado nas tabelas a seguir para a Vivo e Tim.

 

Receita Líquida de Dados da Vivo

 

R$ Milhões
1T05
2T05
3T05
4T05
1T06
2T06
3T06
Rec. Líq. Dados
134
144
ND
159
158
168
157
SMS
71%
65%
62%
ND
59%
65%
54%
Wap
16%
21%
23%
ND
22%
18%
24%
Zap +outros
16%
14%
15%
ND
19%
17%
22%

 

Receita Bruta de Dados/Vas da Tim

 

R$ Milhões 1T05 2T05 3T05
4T05
1T06 2T06 3T06
Receita Bruta de VAS
124
147
137
ND
181
237
217
Tradicional (SMS)

 

ND
63%
64%
ND
66%
59%
61%
Inovadores (MMS, GPRS, downloads, etc...)
ND
37%
36%
ND
34%
41%
39%

 

Consulte: Receitas de dados e outros serviços das operadoras de celular.

 

Note que o 2º trimestre de 2006 (2T06) é o que apresenta a maior receita. Este resultado deve-se ao incremento do uso do SMS em função de uma promoção feita pela TV Globo durante a copa do mundo, viabilizada por preços menores de SMS embutidos no pacote.

 

Diante deste cenário, pergunta-se:

  • As operadoras de celular deveriam reduzir o preço do SMS no Brasil? O aumento de tráfego compensaria a perda de receita?
  • Um preço menor de SMS estimularia o seu uso pelos clientes de baixa renda que utilizam o pré-pago?
  • A eventual diminuição do preço do SMS afetaria os acordos com parceiros das operadoras como a Rede Globo?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Marcio Nakamura

Concordo com a redução do custo do SMS.


Resido no Japão e os usuários aqui emitem e-mail e SMS a partir de sua unidade movel com uma frequência asustadora. Acredito que +30% do valor da conta de cada usuário aqui no Japão deve-se a transmissão de dados.


Recebemos tambem informações sobre tempo, cotação, notificações de qualquer setor corporativo pelo SMS facilitando muito o dia-a-dia.


Com certeza com a redução dos valores do SMS acredito que as operadoras com campanhas e parcerias no setor corporativos o aumento de tráfico dos SMS aumentaria com certeza.


Com a eventual baixa no preco do SMS os acordos com parceiros como o mencionado a Rede Globo, tende só a melhorar, pois com um maior tráfico de SMS com certeza registra também um aumento no público de sua respectiva campanhas e também seria um atrativo a mais para outras empresas a usarem este meio de comunicação para propogar suas campanhas, enquetes, servicos, etc..

 

 

Comentário de Luciano Couto

Acredito que as próprias operadoras aumentaram o preço do SMS no Brasil com medo de perder receitas, mas não de dados, e sim de voz...

 

Antigamente vc enviava um torpedo por R$0,10, R$0,15, entretanto, como no Brasil a maioria dos celulares são pre-pagos e as operadoras cobram muito caro por chamadas de voz, os usuários acabavam se utilizando de torpedos para se comunicar, talvez por isso também algumas operadoras cortaram o envio de torpedos pela internet.

 

Notando isso e visando aumentar a receita de voz, as operadoras aumentaram os preços do SMS, o que acabou se tornando um caminho sem volta... depois acabaram criando pacotes de torpedos para criar "vantagens" na atulização dos serviços.

 

 

Comentário de Moisés Ormond

Este problema é apenas um dos exemplos de como as coisas funcionam no Brasil.

 

Nós brasileiros pagamos as maiores taxas, impostos e preços por serviços que muitas vezes deixam a desejar. Em outra pesquisa, mostrou que o Ipod no Brasil é o mais caro.

 

É o cúmulo do contraditório. Pagamos as maiores taxas para as teles, que não oferecem um serviço de qualidade e elas operam no vermelho!

 

O poder aquisito do brasileiro é baixo e os preços elevados. Enquantos em outros países o poder de compra é mais elevado e as mercadorias mais baratas.

 

Vale lembrar que apesar de termos 100 milhões de celulares, possivelmente uma pequena parcela sabe e utiliza o serviço de sms.

 

Para reduzir o preço de sms, deveria criar uma forte campanha para se ter resultado imediato. No entanto a receita proveniente de dados não representa muito para as teles, e este incremento seria irrisório.

 

Seria um risco de amargar mais prejuízos. E isto de fato, afasta o interesse das teles em diminuir preço de sms.

 

 

Comentário de Tiago Zuanazzi Tomazzoni

Quanto ao SMS, é lógico que a redução do valor resultaria em um grande aumento na utilização do serviço e o conseqüente lucro, até mesmo a curto prazo.

 

Não entendo como as operadoras não conseguem perceber algo tão simples. Aqui no Brasil o SMS tem valor absurdo quando comparado a outros países, assim como transmissão de dados. Parece que realmente as operadoras não querem que utilizemos esses serviços. Já não bastam os impostos que nos desfavorecem, ainda existe esse valor abusivo em cima da maioria dos serviços, que acabam deixando de ser populares para se tornarem quase um luxo.

 

A operadora TIM cobra até mesmo pelo envio de torpedos pela internet. Se eu estou com o celular na mão por que eu iria entrar no site para enviar uma mensagem, se pago o mesmo por isso? Levanto a questão de demora para serem enviadas as mensagens. Se com esse preço isso já é um problema como seria se as mensagens de texto fossem utilizadas em uma escala muito maior? Algumas mensagens chegam até 3 dias depois de terem sido enviadas. Até mesmo as enviadas para terminais da mesma operadora sofrem com esse problema, o que é inadmissível. Vale mais a pena utilizar e-mail ou Correios, se quisermos ter certeza de que o destinatário irá receber o recado.

 

Aproveito para falar da falta de importância que tem a opinião do cliente nesse país. As empresas de telefonia não perceberam que os clientes adorariam ir para uma empresa que valoriza suas opiniões. O controle de gastos de planos pós-pagos é inexistente, apesar de promessas das operadoras de implantarem o serviço há mais de 2 anos. Basta modificar o sistema e disponibilizar um extrato em tempo real pela internet. São esses detalhes que podem fazer as pessoas optarem por uma ou outra operadora, mas não existe essa visão entre as operadoras de telefonia móvel daqui.

 

Sempre que fazemos uma crítica ou até mesmo elogio, o que recebemos é uma mensagem automática padronizada informando que nossa opinião é importante, mas na verdade somos ignorados em 99% dos casos, nossas sugestões raramente são atendidas, mesmo quando benéficas e totalmente viáveis. Ao que parece nossas empresas não entendem nada de consumidor, agem ao acaso, sem analisar as situações, tomam atitudes ridículas que acabam prejudicando os clientes e elas mesmas.

 

Os callcenter são horríveis. Ligamos, digitamos o número do nosso terminal e quando o operador atende temos que repetir esses dados pra ele. Então, por que digitar antes, se de nada vale? Mais um detalhe simples que já mostra a falta de respeito com o consumidor. Como na maioria dos casos os atendentes são mal instruídos, geralmente desligamos com as dúvidas que tínhamos. Esse tipo de coisa irrita o cliente: repetir as mesmas informações, fornecer os mesmos dados e sair sem resolução alguma. Nem acredito mais na alteração desse quadro, pois as promessas existem há anos e continua tudo igual. TIM, Brasil Telecom, Claro, Vivo parecem farinha do mesmo saco.

 

Sempre os mesmos problemas, a mesma desconsideração com o cliente, as mesmas mensagens padronizadas que não dizem nada. Infelizmente isso vale pra telefonia fixa também. Ligar para callcenter hoje em dia exige tempo, paciência e um baixo QI pra ficar repetindo dados e informações diversas vezes. Como nossa agência reguladora deixa muito a desejar e é pouco atuante, estamos abandonados e cercados de operadoras com pensamentos minúsculos que se queixam dos prejuízos financeiros e das dívidas.

 

As explicações pra isso são bem simples: falta de percepção, análise de mercado e respeito pelo cliente.

 

 

Comentário de Leandro Melo

Acredito que o custo do envio do SMS realmente é muito elevado no Brasil, talvez exista receio das operadoras na perda de receita não somente no SMS como também na tarifação de voz, entretanto a criação de novas aplicações e integrações com softwares existentes no mercado pode atrair a sua utilização corporativa (centrais call-center, softwares bancos, marketing direto, entre outras) utilizando-se do SMS para envio de notificações, mala-direta, extratos, relatórios, entre outros.

 

 

Workshop

 

 

CONSULTORIA TELECO

Relatórios

Imagem cortesia FreeDigitalPhotos.net

Telecom, Celular e Capex

Workshops

Market Update

America Latina

Regulamentação de Telecom

Consultoria

Estudos e Base de Dados

Mais Produtos

EVENTOS

Mais Eventos




 

 


Siga o Teleco

 

...

 

 

Imprima esta página

Envie esta página

Adicione aos Favoritos Comunique erros