Seção: Comentários Teleco

 


Celular supera a Fixa em terminais mas não em receita

Atualizado em: 16/11/2003

 

Apesar de em agosto de 2003 o nº de celulares no Brasil ter ultrapassado o número de fixos, as empresas de telefonia fixa ainda têm uma receita maior que as operadoras de celular.

 

Os quadros a seguir apresentam a receita operacional líquida e o número de terminais no 3º trimestre de 2003. As empresas de telefonia fixa consideradas representam cerca de 95% dos terminais em operação e as de telefonia celular 98,7% dos celulares.

 

Operadoras de Telefonia Fixa

 

 

Receita Líquida

(Bilhões R$)

Terminais

(Milhões)

Telemar 3,4 15,1
Brasil Telecom 2,1 9,8
Telefonica 3,2 12,3
Total 8,7 37,2

 

Telefonia Celular

 

 

Receita Líquida

(Bilhões R$)

Terminais

(Milhões)

Vivo 2,5 18,5
Claro* 1,1 8,8
Tim 1,1 7,1
Oi 0,4 2,8

Amazonia e

Telemig Celular

0,4 3,1
Total 5,5 40,3

* inclui BCP com resultados de 2T03.

 

Este quadro é confirmado pelos valores de ARPU divulgados pelas operadoras. R$ 77,6 para a Telemar e valores entre R$ 30 e 40 para as celulares. Observe-se que os valores de receita das operadoras de celular incluem a receita da venda de terminais. Considerando-se apenas os valores da receita de serviços o quadro é ainda mais favorável às fixas.

 

Como irá evoluir este quadro no futuro? Algumas opções são:

  1. A receita das operadoras de celular suplantará a das fixas e o celular será o grande concorrente das operadoras de telefonia fixa. Segundo pesquisa do IBGE em 8,8% das residências brasileiras existe apenas telefone celular.
  2. A receita das operadoras de celular não acompanhará o crescimento do número dos celulares devido a concorrência. Já a telefonia fixa graças a sua posição monopolista, com aumentos de preço garantidos pela regulamentação, se manterá a frente em receita apesar do crescimento baixo do número de terminais.

Neste quadro há ainda que considerar o papel a ser jogado pelas receitas de longa distância e de dados que representam hoje cerca de 15% e 6% das receitas das operadoras de telefonia fixa consideradas. Para estes serviços é preciso levar em conta a presença da Embratel, com uma Receita líquida de R$ 1,8 Bilhão, 70% proveniente de longa distância e 23% de dados/internet.

 

Finalmente é importante observar como irá evoluir esta disputa nos seguinte segmentos de mercado:

  • Corporativo, que garante um ARPU alto, principalmente para as operadoras de telefonia fixa.
  • Residencial ou pessoal, onde o pré-pago possibilita um gasto mínimo mensal menor do que o fixo, permitindo que o celular consiga uma maior penetração.

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Sidney Longo

Não devemos nos esquecer que a telefonia fixa tem um grande potencial de receitas (primeiro do ranking) que é a assinatura básica mensal obrigatória. Outro ponto a favor do maior ARPU para as fixas é não haver assinantes pré-pago.

 

Vamos experimentar fazer essa análise excluindo a assinatura mensal da fixa ?

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
10 de Maio

Internet das Coisas
30 de Maio

Market Update

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Regulamentação

Organizador: Teleco
10 de maio

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
30 de maio

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...