Seção: Comentários Teleco

 


O brasileiro prefere acesso a Internet mas compra celular

Atualizado em: 05/12/2003

 

Caso pudesse ter apenas um, qual dos serviços você escolheria?

 

Acesso a Internet 66%
Celular 26%
TV paga 8%

Enquete Teleco Out 2003.. Total de Votos : 53

 

Mesmo sendo respondida por um público diferenciado, a enquete do Teleco apresentou resultados muito semelhantes aos da pesquisa realizada pelo IBOPE Mídia em outubro de 2002, com 15 mil indivíduos residentes nas regiões metropolitanas das principais capitais brasileiras.

 

Qual o serviço - TV Paga, Internet ou Celular - que você compraria em primeiro lugar caso não tivesse nenhum dos três?

 

Computador com acesso a Internet 61%
Telefone Celular 18%
TV paga 14%
Nenhum dos três 6%
Não opinaram 1%

IBOPE Midia, Outubro 2002.

 

Existem no entanto no Brasil mais celulares (41 milhões) que usuários de Internet (cerca de 15 milhões).

 

Como explicar esta discrepância entre desejo e realidade?

 

A explicação está relacionada a vários fatores como nível educacional, o poder aquisitivo do consumidor brasileiro e a forma como ele distribui o seu rendimento, como comentado a seguir.

 

 

Computador com acesso a Internet

 

O custo de um computador (mais de R$ 1.000,00) associado ao custo da conexão são barreiras consideráveis para a difusão deste serviço.

 

Apesar de poder utilizar um provedor grátis o usuário tem de arcar com o custo da ligação telefônica, a menos que se sujeite a acessar a internet apenas de madrugada ou nos fins de semana. Esta é provavelmente a razão que tem desencorajando o investimento no computador apesar de 53,6% dos domicílios (PNAD 2002) terem telefone fixo enquanto apenas 10,3% dos domicílios têm um computador com acesso a Internet.

 

Observe-se que muitos tem a possibilidade acessar a internet a partir do trabalho, mas mesmo assim, o nº de usuários de internet é menos da metade do de celular.

 

 

Telefone Celular

 

O Telefone Celular por sua vez, além de representar um custo menor na compra do terminal, a partir de R$ 250, possibilitou um gasto flexível que pode ser adequado mensalmente ao bolso do consumidor no plano pré-pago. Sem falar do fato que ele pode continuar recebendo chamadas mesmo sem gastar nada.

 

O celular, além da mobilidade, traz também o status de ter celular, e faz com que o usuário sinta-se "incluído".

 

TV paga

 

A existência da TV aberta sem dúvida contribui para a TV paga ocupar o 3º lugar na preferência. Este fato e o comprometimento com uma conta mensal de pelo menos R$ 40 servem como inibidores a difusão deste serviço.

 

Este quadro nos mostra que o celular, apesar de não ser o ítem nº 1 em prioridade, acabou na prática conquistando esta posição por ter conseguido formatar um serviço que apresenta uma melhor proposição de valor para o cliente, principalmente através do pré-pago que representa 74% dos terminais.

 

O celular conseguiu uma forma de participar no "bolso" do cliente de camadas de menor poder aquisitivo, transferindo muitas vezes o custo da chamada para quem pode pagar pelo serviço. Este é sem dúvida um exemplo para a formatação dos demais serviços.

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
9 de Maio

Internet das Coisas
30 de Maio

Market Update

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Regulamentação

Organizador: Teleco
9 de maio

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
30 de maio

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...