Seção: Comentários Teleco

19/12/2010


Balanço (antecipado) de 2010: Um ano melhor que 2009 para o setor

 

Para o setor de telecomunicações, o ano de 2010 foi um ano melhor que o anterior, demonstrando uma recuperação em relação à crise financeira mundial de 2009.

 

Os vários serviços apresentaram em 2010 adições líquidas de seus acessos superiores às de 2009. Não se voltou no entanto aos patamares de 2008, exceto na TV por Assinatura, que apresentou um forte crescimento em 2010, puxada pelo segmento de satélite (DTH).

 

 

Nota: Os dados de 2010 são projeções do Teleco

 

Dados preliminares da Anatel indicam que o Brasil terminou novembro de 2010 com 197,5 milhões de celulares e adições líquidas no acumulado de Jan-Nov/10 de 23,6 milhões de celulares, superando os 23,3 milhões de adições líquidas totais do ano anterior.

 

Em 2010, as adições líquidas mensais superaram às de 2009 em 8 dos primeiros 11 meses do ano. As adições líquidas de 3,1 milhões de celulares em Nov/10 foram quase duas vezes maiores que os 1,7 milhões de Nov/09.

 

 

Em Dez/10, as adições líquidas de celulares devem superar os 4,2 milhões de Dez/09 e o Brasil deve terminar 2010 com cerca de 202 milhões de celulares e uma densidade de 104 cel/100 hab., superando a projeção do Teleco de adições líquidas de 26 milhões de celulares para o ano de 2010.

 

Em 2010, o Brasil ultrapassou a marca dos 100 Cel/100 hab. e a banda larga móvel superou a fixa, devendo terminar o ano com mais de 18 milhões de acessos.

 

O ano foi marcado por consolidações nos principais grupos de Telecom do país:

  • A Portugal Telecom vendeu sua participação na Vivo para a Telefonica e adquiriu uma participação na Oi.
  • O empresário mexicano Carlos Slim decidiu incorporar a Telmex e a Telmex Internacional na América Móvil abrindo o caminho para a fusão da Claro, Embratel e da Net.

A Anatel teve uma atuação mais ativa no ano tendo:

  • Estabelecido como direito do usuário o desbloqueio dos telefones celulares.
  • Destinando parte da faixa de 2,5 GHz utilizada pelas operadoras de MMDS para a banda larga móvel, abrindo caminho para a chegada do LTE no Brasil.
  • Regulamentado os operadores móveis virtuais (MVNO)
  • Realizado o leilão da Banda H que possibilitou a entrada da Nextel no mercado brasileiro de celular.

Ficou para 2011 a negociação do PGMU III e a aprovação do antigo PL 29 (atual PLC 116) que acaba com as restrições ao capital estrangeiro na TV por Assinatura.

 

O ano 2010 contou ainda com a reativação da Telebrás em uma tentativa do Governo de voltar a ter a presença de uma empresa estatal entre as operadoras do setor.

 

No geral, o desempenho dos principais grupos do setor foi positivo em 2010:

  • A Vivo teve um bom desempenho principalmente no segmento pós-pago onde conquistou cerca de 50% das adições líquidas no ano. Destacou-se em relação às demais operadoras pelo crescimento da receita de dados. A Telefonica superou os problemas apresentados em 2009 com as falhas no Speedy.
  • A Oi adotou uma estratégia de baixo crescimento tendo privilegiado a rentabilidade. Perdeu market share nos principais serviços mas conseguiu reduzir a sua dívida.
  • A Claro apresentou um desempenho mediano durante o ano, crescendo menos que Vivo e Tim e apresentando redução do ARPU. Acelerou o seu ritmo no último trimestre diante da diminuição de sua vantagem em market share em relação à Tim. Embratel e Net apresentaram um bom desempenho durante o ano.
  • A Tim adotou uma estratégia agressiva de promoções e passou a liderar o crescimento do celular em adições líquidas, principalmente por sua atuação no pré-pago.

O ano foi bom para as operadoras, mas nem tanto para os fabricantes, que apresentaram baixo crescimento de receita e queda nas exportações de telefones celulares;

 

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • O ano de 2010 foi bom para as telecomunicações no Brasil?
  • O que esperar de 2011?
  • Como ficará o novo cenário competitivo em 2011?
  • A chegada das MVNOs vai agitar 2011?

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop

 

 

CONSULTORIA TELECO

Relatórios

Imagem cortesia FreeDigitalPhotos.net

Telecom, Celular e Capex

Workshops

Market Update

Regulamentação de Telecom

Consultoria

Estudos e Base de Dados

Mais Produtos

EVENTOS

Mais Eventos




 

 


Siga o Teleco

 

...

 

 

Imprima esta página

Adicione aos Favoritos Comunique erros