Seção: Comentários Teleco

20/03/2015


Voz deve deixar de ser a principal receita de telecom no Brasil em 2015

 

 

A receita líquida de voz (R$ 66,9 bilhões) representou 52,1% da receita de serviços de telecom no Brasil em 2014.

 

Mantidas as tendências atuais, ela deve ser superada pela receita de dados/ TV por Assinatura em 2015.

 

 

 

 

 

A queda na receita de voz fixa já ocorre há mais de cinco anos. A novidade é que ela passou a ocorrer também no móvel.

 

 

 

O crescimento do uso do celular pode ser apontado como a principal causa para a queda contínua da receita de voz fixa.

 

Já na voz móvel a queda, determinada pela Anatel, nos valores recebidos pela terminação de uma chamada (VU-M) é a principal responsável pela queda na receita de voz móvel. A receita com VU-M das operadoras móveis apresentou queda de 30,5% em 2014.

 

A VU-M caiu de R$ 0,369 em 2012 para R$ 0,334 em 2013 e R$ 0,2379 em 2014. Em 2015 o valor sofrerá uma redução de 33,3% passando a 0,1586. As reduções continuarão a ser feitas de forma gradual e espera-se uma redução da VU-M de 90% até 2019 quando atingirá um valor médio de R$ 0,02.

 

Tem contribuído também para a redução das receitas de voz móvel a diminuição do ritmo de crescimento do celular no Brasil e o crescimento da comunicação de mensagens com o WhatsApp.

 

Entre as receitas de outros serviços, que não voz, a banda larga fixa é que apresenta o menor crescimento da receita. Foi superada pela TV por Assinatura em 2013 e deve ficar atrás de dados móveis em 2015.

 

 

A receita de dados móveis das operadoras de celular cresceu 23,3% em 2014, passando a representar 31,4% da receita de serviços destas operadoras.

 

Este crescimento ocorreu apesar da queda na receita com SMS. Na comparação do 4T14 com o 4T13, a receita de SMS da Vivo caiu 9,1% e a da TIM 24%.

 

 

A América Móvil é o Grupo menos dependente de receitas de voz, graças a sua atuação em TV por assinatura e banda larga fixa.

 

 

 

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • As receitas de voz vão representar menos de 50% da receita de serviços das operadoras em 2015?
  • A receita de dados móveis vai superar as receitas de banda larga fixa e de TV por assinatura em 2015?
  • Quando voz deixará de ser a principal receita para Vivo, Oi e TIM?
  • Como a 4G influenciará este processo? E o FTTH?

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

A Jornada NFV e outras Inovações de monetização em infraestrutura Telco-Cloud

21 de setembro

Organizador: Telesemana/Teleco

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...