Seção: Comentários Teleco

24/10/2015


O desempenho do Brasil no Grupo América Móvil

 

 

O Brasil era o 2º país em importância para a América Móvil, com a maior participação nos acessos fixos (46,1%) e na receita de serviços fixos (37,3%) no 3T15.

 

A liderança da Embratel/Net no mercado de TV por Assinatura do Brasil contribuiu fortemente para o bom resultado em serviços fixos do Grupo no Brasil. Estão no país cerca de 50% dos acessos de TV por assinatura do Grupo América Móvil.

 

 

 

O Brasil é superado no Grupo apenas pelo México que respondeu por 30,5% da receita e 41,1% do EBITDA da América Móvil no 3T15.

 

No segmento móvel, o Brasil responde por 17,4% dos celulares do Grupo, mas por apenas 8,2% da receita. O ARPU da Claro Brasil é o mais baixo entre as operadoras do Grupo.

 

 

 

 

Apesar da taxa de câmbio desfavorável no 3T15 (1 USD = R$ 3,97) ter contribuído para diminuir o ARPU da Claro Brasil em US$, não se pode atribuir apenas a este efeito a posição do Brasil neste ranking.

 

Da mesma forma, não parece ser a causa a alta participação do pré-pago no total de celulares na Claro Brasil (77,1%). Ela é menor que a média do Grupo (78,7%) e inferior a do México (85,1%) e Argentina, Paraguai e Uruguai (87,9%).

 

Por outro lado, podem estar contribuindo para o baixo valor do ARPU da Claro Brasil diferenças nos critérios de apuração deste indicador entre as várias operadoras, bem como o fato dos minutos de uso mensais por usuário (MOU) da Claro Brasil serem os mais baixos entre as operadoras da América Móvil.

 

 

 

 

Outro fator, que poderia contribuir para um ARPU mais reduzido da Claro Brasil, seria um baixo crescimento da receita de dados móveis. Infelizmente, a América Móvil divulga as informações que permitiriam fazer esta avaliação apenas para o consolidado do Grupo, mas não para as operadoras que o compõe. No 3T15, a receita de dados móveis do Grupo América Móvil representou 49,4% da receita de serviços móveis do grupo.

 

 

 

 

O Grupo América Móvil está fazendo sua transição de voz para dados. No segmento fixo, a receita de dados fixos (sem TV por Assinatura) foi praticamente a mesma da de voz fixa no 3T15, cenário semelhante ao que acontece no Brasil.

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • O Brasil pode superar o México em participação na receita do Grupo América Móvil?
  • Como explicar o baixo ARPU da Claro Brasil? E o baixo MOU?
  • Qual a participação de dados na receita de serviços móveis da Claro Brasil?

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

28 de Março

Regulamentação de Telecom

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...