Seção: Comentários Teleco

 


Comentário

publicado em 23/08/2004

 

O Brasil terminará o ano com 65 milhões de celulares?

 

O Brasil terminou o mês de julho com 55,2 milhões de celulares (79,11% pré-pago). O número de celulares cresceu 2,2% em julho, com a adição líquida de 1,2 milhões de celulares. O crescimento no período de 1 ano foi de 42,3%.

 

O ano de 2004 vem apresentando um crescimento acelerado do número de celulares no Brasil. O crescimento acumulado de janeiro a julho foi de 8,87 milhões de celulares (adições líquidas) enquanto que em igual período de 2003 as adições líquidas foram de 3,94 milhões. O número de adições líquidas têm superado 2003 em todos os meses.

 

 

Em 2003 as adições líquidas no período de agosto a dezembro foram de 7,55 milhões de celulares. Se este crescimento se repetir nos últimos meses de 2004, o Brasil, que tem hoje 55,2 milhões de celulares, terminará o ano com 63 milhões de celulares.

 

Os índices de crescimento mensal em 2004 foram até agora superiores ao de 2003 em todos os meses. O crescimento de jul/04 (2,2%) foi próximo ao de jul/03 (2,0%).

 

 

Caso se repitam nos meses de agosto a dezembro as mesmas taxas de crescimento mensal de 2003, o Brasil terminará o ano com 66 milhões de celulares.

 

Diante deste quadro é possível estimar que o Brasil terminará 2004 com um número de celulares entre 62 e 68 milhões. O resultado final dependerá em grande parte das vendas de final de ano. Os comentários de fabricantes de terminais nos debates da ExpoCelular indicam que as operadoras esperam um natal gordo devido ao grande número de encomendas de terminais.

 

O crescimento do celular acelerou-se com a entrada em operação do 3º e 4º operadores em várias regiões do Brasil, o que desencadeou uma acirrada disputa pelo mercado com investimentos em marketing e subsídio de terminais. Esta disputa tem levado a uma perda gradual de market share do conjunto das operadoras de Banda A cujo market share caiu de 60,4% em jul/03 para 53,5% em jul/04.

 

Crescimento por área

 

Este crescimento não ocorre de forma uniforme para as 10 áreas em que foram divididas o Serviço Celular em 1998.

 

Área

Oper.

Cel.

Milhões

Dens.

Cres.

Jul

Cres.

ano

% Adições liq. 2004

1/2 SP 3 14,5 37,05 1,8% 19,1% 26,2%
3 RJ/ES 4 8,1 44,30 0,7% 8,0% 6,8%
4 MG 3 5,4 28,69 2,6% 18,7% 9,6%
5 PR/SC 3 4,9 31,35 2,7% 28,0% 12,1%
6 RGS 3 4,9 46,31 2,3% 16,8% 8,0%
7 C. Oeste 3 6,1 38,58 2,7% 23,8% 13,3%
8 Amazônia 4 3,1 18,46 4,4% 24,4% 6,8%
9 BA/SE 4 2,6 16,75 2,4% 26,5% 6,1%
10 Nordeste 3 5,6 19,59 3,1% 21,5% 11,1%
  Brasil   55,2 30,84 2,2% 19,1% 100%

 

A entrada em operação da Brasil Telecom Celular, aumentando para 4 o número de operadoras nas áreas 5, 6 e 7 pode acelerar o crescimento nestas áreas.

 

O papel principal caberá no entanto a São Paulo, responsável por 26,2% das adições líquidas em 2004 e que ocupa a 4ª colocação em densidade de celulares dessas áreas. Apesar de no acumulado do ano apresentar um crescimento igual ao do Brasil (19,1%), São Paulo apresentou em jul/04 um crescimento (1,8%) inferior ao do Brasil (2,2%). A possibilidade de entrada em operação de um 4º operador, decorrente da licitação da Banda E em set/04, pode acelerar o crescimento em São Paulo e em outras áreas como Minas Gerais ainda em 2004.

 

No mês de jul/04 Minas Gerais e RJ/ES foram as únicas áreas que apresentaram crescimento menor que o obtido em jul/03. A área 3 (RJ/ES) é a única área que no acumulado do ano até julho cresceu em 2004 (8,0%) menos que em 2003 (8,4%).

 

É importante ainda destacar o desempenho do Centro Oeste. Apesar de não fazer parte originalmente do bloco das regiões mais promissoras (áreas 1 a 6), a área 8 era em jul/04 a 3ª em número de celulares e densidade no país, sendo responsável por 13,3% das adições líquidas em 2004 e contendo o Distrito Federal que tem uma densidade de 84,33 cel./100hab.

 

Diante deste quadro é possível prever que o Brasil terminará o ano com mais de 80% de celulares pré-pagos e como o 5º país no mundo em número de celulares ultrapassando a Itália e o Reino Unido e próximo à Alemanha que possuia 65 milhões de celulares em 2003. Algumas questões no entanto, serão decididas em dezembro dependendo do resultado das vendas de natal. Em 2004:

  • O Brasil ultrapassará os 65 milhões de celulares?
  • O GSM ultrapassará o CDMA ?
  • A Tim ultrapassará a Claro em número de celulares?
  • A Banda A deixará de ter mais de 50% de market share?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
10 de Maio

Internet das Coisas
30 de Maio

Market Update

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Regulamentação

Organizador: Teleco
10 de maio

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
30 de maio

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...