Seção: Comentários Teleco

01/07/2017


 

A competição onde o pós pode ultrapassar o pré-pago

 

A participação do pós-pago no total de celulares do Brasil cresceu de 19,5% em abril de 2015 para 33,4% em abril de 2016. Em Campinas (DDD 19) o pós já superou o pré-pago e o mesmo pode ocorrer em Vitória (27) e São Paulo (11) nos próximos meses.

 

 

 

 

 

Entre as nove áreas de registro (DDD) com maior participação do pós-pago, foram selecionadas para análise as cinco maiores.

 

 

 

 

 

Os acessos M2M são um componente importante dos celulares pós-pagos em algumas destas áreas, como apresentado a seguir na análise da competição de cada uma delas.

 

 

São Paulo (11)

 

A Vivo lidera na região metropolitana de São Paulo com 6,9 milhões de pós-pagos e um market share de 43,0%, seguida de Claro e TIM. Oi e Nextel disputam a quarta colocação.

 

 

Os acessos M2M representam 29,3% dos celulares pós-pagos nesta área de registro.

 

 

Rio de Janeiro (21)

 

Vivo e Claro disputam a liderança do pós-pago na região metropolitana do Rio de Janeiro.

 

 

Nextel, Oi e TIM disputam a terceira colocação.

 

Os acessos M2M representam cerca de 6,6% dos celulares pós-pagos nesta área de registro.

 

 

 

Campinas (19)

 

Claro e Vivo disputam a liderança nesta área local de registro em que o pós-pago já superou o pré-pago.

 

 

 

A TIM está conseguindo aumentar a diferença que a separa da Oi.

 

M2M representa 32,1% dos pós-pago nesta área de registro, sendo da Claro 49,3% do total de M2M.

 

 

 

Porto Alegre (51)

 

A Vivo é a líder absoluta com 1,6 milhões de pós-pagos e 49,4% de market share. TIM e Oi disputam a terceira colocação.

 

 

 

 

Os acessos M2M representam cerca de 15,9% dos celulares pós-pagos nesta área de registro.

 

 

 

Curitiba (41)

 

A TIM lidera na área local de Curitiba com 728 mil pós-pagos e 34,5% de market share.

 

 

 

A Claro conquistou a segunda colocação graças à sua liderança em acessos M2M que representam cerca de 60% dos seus celulares pós-pagos.

 

Os acessos M2M representam cerca de 32,1% dos celulares pós-pagos nesta área de registro.

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • Em quais áreas o pós irá superar o pré-pago nos próximos 12 meses?
  • Isto aconteceria sem a contribuição dos acessos M2M?
  • Qual operadora está ganhando com o crescimento do pós-pago?

 

 

Comente!

Use o espaço abaixo para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site:

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

 

Pesquise no site

EVENTOS

Painel Telebrasil 2018

22 a 24 de maio

Organizador: Telebrasil

Mais Eventos

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...