Seção: Comentários Teleco

 


Comentário

publicado em 25/10/2004

 

Celulares: Como o Brasil terminará 2004?

 

O Brasil terminou setembro com 58,2 milhões de celulares superando o número previsto pelo PASTE para 2005 (veja comentário). O crescimento acumulado no período de 1 ano foi de 42,4%.

 

Faltando menos de 3 meses do término de 2004 é possível responder com mais precisão às questões levantadas no decorrer do ano.

 

Algumas delas já têm resposta definida, como: O Brasil terminará 2004 com mais de 80% dos celulares sendo pré-pago? Em set/04 já eram pré-pagos79,61% dos celulares.

 

A resposta a outras questões, como se a Tim ultrapassará a Claro em número de celulares, dependerá dos resultados do 3º trimestre a ser divulgado pelas operadoras nos próximos dias.

 

Este comentário procurará se concentrar nas seguintes questões:

  1. O Brasil ultrapassará os 65 milhões de celulares?
  2. O GSM ultrapassará o CDMA ?
  3. São Paulo continuará tendo um crescimento inferior ao Brasil?

1. O Brasil ultrapassará os 65 milhões de celulares?

 

No primeiro semestre de 2004 os índices de crescimento mensal foram superiores ao de 2003. No segundo semestre estes índices têm acompanhado os de 2003. O crescimento de set/04 (2,0%) foi próximo ao de set/03 (1,9%).

 

 

Caso se repitam nos meses de outubro a dezembro as mesmas taxas de crescimento mensal de 2003, o Brasil terminará o ano com 66 milhões de celulares.

 

A Anatel, através de seu conselheiro Jarbas Valente, afirmou que é possível fechar 2004 com um total entre 62,8 e 69,8 milhões de celulares.

 

 

2. O GSM ultrapassará o CDMA ?

 

 

As projeções indicam que em novembro, ou no mais tardar em dezembro de 2004, o GSM irá suplantar o CDMA e se tornar a 2ª tecnologia com mais celulares no Brasil. O crescimento do CDMA tem acompanhado o crescimento do nº total de celulares no Brasil mantendo um market share de aproximadamente 30%. Já o GSM tem crescido com as novas operações nas Bandas D/E e com a migração de operadoras TDMA das Bandas A/B para o GSM. Em set/04, 32,6% dos celulares GSM eram das Bandas A/B.

 

3. São Paulo continuará tendo um crescimento inferior ao Brasil?

 

São Paulo apresenta um crescimento acumulado no ano de 24,4% inferior ao do Brasil (25,4%). Mantida a tendência do segundo semestre São Paulo deve crescer menos que o Brasil em 2004.

 

 

Este baixo crescimento do estado mais industrializado do país ocorre apesar da baixa densidade de celulares (5ª do país).

 

Milhões

Densidade

(Set/04)

Celulares

(Set/04)

Crescimento

Jan-Set/04

Distrito Federal 88,44 2,0 25,3%
Rio de Janeiro 49,43 7,4 10,0%
Rio G. Sul 48,38 5,1 22,0%
Mato G. Sul 44,08 1,0 35,9%
São Paulo 38,70 15,2 24,4%
Brasil 32,47 58,2 25,4%

 

Diante desse quadro pergunta-se:

  • Como a entrada em operação da Brasil Telecom GSM afeta este quadro? Afetará o crescimento no Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul?
  • Qual será o crescimento de celulares em dezembro?
  • Porque São Paulo, o mercado de maior poder aquisitivo do país, tem mantido índices de crescimento baixos?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Pedro Domingues

Como a entrada em operação da Brasil Telecom GSM afeta este quadro? Afetará o crescimento no Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul?

 

A entrada da BT GSM afetará com certeza esse crescimento, pois se trata de mais uma entrante para o seguimento, que virá, certamente com promoções de aparelhos / tarifas, a fim de atrair muitos clientes p/ sua base. Conseqüentemente afetará a crescimento nos Estados supramencionados, principalmente se vierem com uma mídia agressiva, pois como bem sabemos, os consumidores gostam de novidades.

 

Qual será o crescimento de celulares em dezembro?

Apesar da média nacional de crescimento ano ser de 25,4% (6% / mês), não há duvidas de que mais uma vez, em dezembro, celular será o principal objeto de desejo para os festejos do final de ano, superando todas as expectativas, contudo estimo um crescimento médio de 8% a 10%.

Porque São Paulo, o mercado de maior poder aquisitivo do país, tem mantido índices de crescimento baixos?

 

Apesar da existência de três grandes operadoras de telefonia móvel (Claro, TIM e Vivo), atribuo como principal fator de baixo crescimento a CAPILARIDADE, falo isto, pois sempre que posso viajo a São Paulo, principalmente a passeio, normalmente fico em Sto. André (ABC), contudo costumo passar por S. Bernardo, S. Caetano, cidade de São Paulo, dentre outros. Vou a vários centros comerciais, por ser do varejo (a mais de 4 anos só no ramo de Telecom) não resisto e fico olhando oportunidades de prospecção e identifico MUITAS.

 

Claro que há o fator promoções, divulgação e conseqüentemente o despertar do desejo pelo cliente. Mas a capilaridade faz c/ que por onde o cliente passe esbarre com um revendedor de Telefonia Móvel, c/ uma linda vitrine, com excelente mix de aparelhos, com uma grande oferta de serviços e principalmente preço p/ os aparelhos low end, a fim de atrair aquele nicho de mercado, basicamente pré-pago, mas que não deixará de gerar receita p/ a empresa.

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...