Seção: Comentários Teleco

 


Comentário

publicado em 29/11/2004

 

Operadoras de Celular na América Latina

 

Em 2003 existiam 116 milhões de celulares na América Latina distribuídos de acordo com a tabela apresentada a seguir.

 

América Latina (2003)

 

Milhões Pop Fixo Celular
México 103 14,9 25,9 22%
América Central 35 2,5 4,2 4%
Caribe 33 2,8 4,4 4%
América do Sul 361 68,3 81,8 70%
Total 531 88,6 116,3 100%

Fonte: UIT

 

Em setembro de 2004 o número de celulares na América Latina era de 157 milhões (Fonte: EMC), o que representava 9,77% dos 1,6 Bilhões de celulares existentes no mundo. O Brasil com 58,2 milhões respondia por 37% dos celulares na América Latina.

 

Os celulares da América Latina estão concentrados em duas operadoras que juntas detinham 64% do total (set/04):

  • A América Móvil, do empresário mexicano Carlos Slim, que controla a Claro no Brasil. Ela adquiriu em 2004 o controle de operadoras em Honduras e na Nicarágua.
  • A Telefónica Móviles é a empresa que controla as operadoras de Celular do Grupo Telefonica de Espanha, inclusive 50% da Vivo no Brasil. Ela adquiriu em março de 2004 as operadoras da Bell South em 10 países da América Latina. Destas apenas 2 (Chile e Argentina) ainda não foram incorporadas.

Estas operadoras estão presentes na maior parte dos países da América Latina, com exceção do Caribe, onde a Cable Wireless e a Digicel (investidores irlandeses) são as operadoras com maior presença.

 

 

Milhões (Set/04) América Móvil Tel. Móviles* Total
México 26,8 4,5 31,3
América Central 2,1 1,8 3,9
Caribe - - -
América do Sul 21,3 44,2 65,5
Total 50,2 50,5 100,7

*Estão consideradas como Telefónica Móviles as 10 operadoras adquiridas da Bell South.

 

Com a consolidação das operadoras adquiridas da Bellsouth a Telefónica Móviles assume a liderança na América Latina em termos de clientes totais gerenciados.

 

A América Móvil continua em primeiro em clientes proporcionais à participação acionária nas operadoras. Por este critério em set/04 a América Móvil tinha 49,6 milhões de celulares. A Telefónica Móviles tinha 19 milhões em set/04 devendo chegar a 32 milhões com a conclusão da incorporação das operadoras da Bell South. O maior redutor para este número é o fato de dividir o controle da Vivo com a Portugal Telecom.

 

A Tabela a seguir compara a receita e a margem EBITDA na matriz destas operadoras com a das outras operadoras na América Latina no 3T04. A receita da Telefônica Móviles não inclui as 10 operadoras adquiridas da Bell South e inclui apenas 50% da receita da Vivo.

 

3T04

Milhões Euros

América Móvil Telefónica Moviles
México Outros Espanha A Lat.
Receita 1.259 1.158 2.139 812
Margem EBITDA 44,0% 19,8% 53,2% 17,0%

 

Os celulares pré-pago são a modalidade dominante nestas operadoras na América Latina: 88% (América Móvil) e 81% (Telfónica Móviles).

 

A América Móvil adotou o GSM em todas as suas operações. Já a Telefónica Móviles tem na América Latina operadoras CDMA (maior parte) e operadoras GSM. O GSM ultrapassou o CDMA na América Latina no 3T04 e está presente em todos os países, exceto Haiti.

 

A 3ª operadora da América Latina é a Tim com cerca de 22 milhões de celulares (3T04), todos na América do Sul. A venda da Digitel (Venezuela) para a Cantv reduzirá este número para 19 milhões. Destes, 11,7 milhões estão no Brasil e o restante no Peru, Chile, Bolívia, Argentina e Paraguai.

 

Além das operadoras citadas possuem presença limitada na região a France Telecom, Millicom e a Verizon. As demais operadoras são empresas locais.

 

Diante desse quadro pergunta-se:

  • A atuação internacional da América Móvil e Telefónica Móviles está concentrada na América Latina. Operadoras com presença global como a Vodafone e a T-Mobile (Deutsch telecom) não atuam na região. Haverá uma integração/consolidação das operadoras da América Latina com outras operadoras com presença Global?
  • Quem será a operadora de celular lider na América Latina?
  • A Telefónica Móviles adotará uma mesma tecnologia para todas as suas operadoras?
  • A Tim venderá suas operadoras na América do Sul? Irá se concentrar apenas no Brasil?
  • Por que os grupos brasileiros que atuam em telefonia celular limitaram sua atuação a operadores regionais no Brasil?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Loading

EVENTOS

Mais Eventos

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...