Seção: Comentários Teleco

 


Comentário

publicado em 07/02/2005

 

Desafios da Claro e da Embratel para 2005

 

A Claro e a Embratel são controladas pelo empresário mexicano Carlos Slim. Ele é o controlador da América Telecom (antiga Carso Global Telecom), que por sua vez possui 41% das ações com direito a voto da Telmex e 64,5% da América Móvil controladora da Claro. A SBC, operadora americana que acaba de adquirir a AT&T, possui 7.6% da Telmex e 24% da América Móvil.

 

Claro e Embratel tiveram um ano difícil em 2004 e enfrentarão em 2005 novos e velhos desafios.

 

 

Claro

 

  2004 2003* Cresc.
Celulares (Milhares) 13.657 9.521 43,4%
Market Share 20,8% 20,4% -
Receita Líquida (R$ Milhões) 5.248 4.316 21,6%
EBITDA (R$ Milhões) 18 1.104 -98,4%
Margem EBITDA 0,3% 26% -

* Inclui BCP e BSE o ano todo

 

A Claro conseguiu acompanhar o forte crescimento do celular no Brasil em 2004, cresceu 43,4% (o Brasil cresceu 41,5%), e apresentar um pequeno crescimento no seu market share que atingiu 20,8%. Este esforço, no entanto, implicou em uma redução acentuada na margem EBITDA para 0,3% e pode ainda não ter sido suficiente para garantir a posição de 2ª operadora em número de celulares no Brasil. As projeções indicam que a Claro pode ter sido ultrapassada pela Tim.

 

Os desafios de 2004 devem se repetir em 2005. A competição deve continuar acirrada na região 2, devido a entrada da Brasil Telecom GSM, e a Claro terá que conquistar clientes em Minas Gerais onde começa a operar em 2005.

 

Sustentar este crescimento com Margens EBITDA reduzidas exigirá investimentos da América Móvil que está em expansão na América Latina e nos Estados Unidos.

 

Resultados da América Móvil em 2004

 

País

Clientes

(Milhares)

Receita Liq.

(Milhões US$)

Margem EBITDA
México 28.851 6.323 43,2%
Argentina 3.587 487 0,4%
Brasil 13.657 1.900 0,3%
Colômbia 5.814 749 26,7%
Equador 2.326 379 34%
América Central* 2.474 1.081 51,3%
Uruguai 5 - -
EUA 4.394 787 6,1%
Total 61.108 11.706 31%

* El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua.

 

Como se pode observar o México sustenta a operação da América Móvil, representando 47% dos celulares, 54% da receita e 74% do EBITDA. O Brasil com 22,3% dos celulares e 16% da receita apresentou, juntamente com a Argentina, margem EBITDA praticamente nula. Este quadro se repetirá em 2005?

 

Embratel

 

À exemplo da América Móvil, a Telmex expandiu-se em 2004 para a América Latina contando com operações na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru. Parte destas operações é proveniente da aquisição da AT&T Latin America. No Brasil, a AT&T (antiga Netstream) virou Telmex do Brasil. A Embratel foi, no entanto, a grande aquisição no Brasil. Neste quadro, o México é responsável por 79% da receita da Telmex e o Brasil por 19%.

 

Resultados da Embratel

 

R$ Milhões 2004 2003* Cresc.
Receita Líquida Total 7.332,9 7.043,6 4,1%

- Longa Distância Nacional

4.012,8 4.051,7 -1,0%

- Longa Distância Internacional

768,9 856,6 -10,2

- Serviços de Dados

1.709,4 1.756,1 -2,7

- Serviços Locais

607,6 134,5 351,9%
EBITDA 1.373,4 1.783,0 -23,0%
Margem EBITDA 18,7% 25,3% -
Lucro (prejuízo) líquido (339,3) 223,6 -
Investimentos 579,6 489 18,5%
Dívida Líquida 2.598 2.871 -9,5%

 

Os resultados de 2004 da Embratel não foram bons. A operadora apresentou queda em sua receita de Longa Distância (Nacional e Internacional) e de Dados. O crescimento da receita líquida total só não foi negativo devido a receita de serviços locais, conseguida com a aquisição da Vésper. O EBITDA apresentou uma queda de 23% com a margem EBITDA caindo de 25,3% para 18,7%. Finalmente, o lucro de R$ 224 milhões em 2003, se transformou em um prejuízo de R$ 339 milhões em 2004.

 

Visto sob este ângulo, e considerando as dificuldades por que passam as operadoras de longa distância no mundo (o que pode ser exemplificado pela recente compra da AT&T pela SBC), poderia se projetar 2005 como um ano mais difícil ainda para Embratel. Existem no entanto alguns sinais positivos:

  • O prejuízo de R$ 339 milhões deve-se em grande parte devido ao reconhecimento de despesas financeiras e baixa de ativos ocorridos após a compra da Embratel pela Telmex em julho de 2004. A margem EBITDA cresceu no último trimestre: 18,1% (4T04) contra 13,6% (3T04). A dívida líquida foi reduzida em 10% em 2004.
  • Apesar do tráfego de Longa distância nacional em minutos ter apresentado uma queda de 14,9%, o de Longa Distância Internacional cresceu 2,8%. Os serviços de dados do 4T04, medido em linhas equivalentes de 64 Kbit/s, tiveram um crescimento de 55,4% em relação ao 4T03.

Este quadro confirma a perda de market share da Embratel na Longa Distância Nacional e a manutenção de posições na Longa Distância Internacional e Dados, embora com perda de receita devido à competitividade destes mercados. Para ser rentável a empresa terá de se adequar a esta realidade.

 

Os serviços locais, principalmente para o mercado corporativo, são um vetor importante para a estratégia da empresa. A aquisição pela Telmex de participação acionária na Globopar e na Net são um passo importante na direção de buscar acesso a mercados residenciais Classes A e B para ofertar telefonia e “bundle” de serviços como o “triple play”.

 

Questões

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • A Claro tem fôlego para repetir em 2005 a estratégia agressiva de 2004, baseada em forte crescimento com baixa rentabilidade? Qual seria a alternativa?
  • A Claro irá adquirir outras operações no Brasil para atingir cobertura nacional? Amazônia e Telemig Celular continuam sendo opções?
  • Como evoluirá o desempenho da Embratel em 2005? Qual é o seu futuro? Acabar vendida para uma Tele local, como aconteceu com a AT&T nos Estados Unidos, ou crescer no mercado de serviço local? A Telmex poderá comprar uma das concessionárias de serviço local?
  • Qual o futuro da América Móvil e Telmex? Irão se expandir ainda mais ou serão adquiridas por outras operadoras? O fato de haver liderança distinta para as operações de móvel e de fixo é um indicador de que o grupo não está apostando na chamada convergência fixo-móvel?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Loading

EVENTOS

Mais Eventos

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...