Certificação e Capacitação de Talentos de TIC

 

 

Cultivando talentos em TIC

Investimentos em TIC têm relação direta com o PIB das nações. Por isso, a Huawei tem se esforçado para fortalecer o ecossistema digital e apoiar o desenvolvimento socioeconômico do Brasil. Um componente imprescindível na estruturação desse ecossistema é a qualificação de talentos e, por isso, a empresa estabeleceu a Educação em TIC como o centro de sua responsabilidade social corporativa.

 

O Programa Seeds for the Future teve início em 2008 com o treinamento em tecnologias avançadas de TIC para jovens estudantes de universidades que realizam intercâmbio na sede da Huawei, em Shenzhen, na China. Hoje, no Brasil, o Seeds for the Future evoluiu para se tornar a marca integral das ações de capacitação em TIC e de inclusão digital e social da Huawei.

 

Vocação em conectar pessoas com educação

A Huawei tem ativamente contribuído para o fortalecimento do ecossistema de TIC no Brasil. As parcerias realizadas para implementação de tecnologias de infraestrutura de banda larga têm beneficiado a população e a área acadêmica.

 

Em 2016, a Huawei e o MEC também assinaram uma carta de intenções para estimular a realização de projetos educacionais para jovens e adultos no setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC). Juntos, MEC e Huawei planejam colaborarão no desenvolvimento de cursos e programas de treinamento e capacitação de talentos e certificação técnica em TIC.

  • A Inatel é parceira da Huawei desde 2013 e vem capacitando talentos em telecomunicações e outras áreas das engenharias.
  • O Huawei PUCRS Smart City Innovation Center foi inaugurado em 2016 para o desenvolvimento de sistemas relacionados à Internet das Coisas.
  • Na Universidade Federal de Campina Grande (PB), a Huawei estabeleceu uma cooperação para treinamento e desenvolvimento em cloud computing.
  • Com a USP, a Huawei realiza pesquisas na área de Smart Cities, segurança pública e individual. A cooperação inclui capacitação em tecnologias como redes, IoT e Cloud Computing.
  • A Huawei também promove parcerias com institutos locais, como desenvolvimento de software com a BRISA e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPQD).

 

Certificação no Brasil

Uma pesquisa da Brasscom identificou que o Brasil tem um gap de talentos no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação e que 750 mil profissionais serão necessários nos próximos quatro anos. Com a rapidez da transformação digital e da inovação tecnológica global, essa necessidade do mercado brasileiro tende a aumentar. Pensando nisso, a Huawei tem criado cursos no Brasil específicos para atender essa demanda.

  • A Huawei já treinou mais de 20 mil talentos em TIC no Brasil e vai treinar mais 20 mil nos próximos 3 anos.
  • O HAINA, Huawei Authorized Information and Network Academy, é uma treinamento de certificação com módulos específicos de acordo com o estágio do talento de TIC, sejam eles engenheiros iniciantes, profissionais ou especialistas em tecnologias específicas.
  • Investimento no treinamento de multiplicadores para aumentar o alcance e especializar um maior número de profissionais do setor.
  • Capability brigde para reduzir a lacuna entre as habilidades dos talentos e as necessidades dos empregadores.
  • Talents brigde para que os talentos e os empregadores se encontrem de forma mais efetiva.

 

Programa de intercâmbio Seeds for the Future para Universitários de TIC

O programa de intercâmbio Seeds for the Future é um programa global de responsabilidade social corporativa da Huawei que oferece treinamento a universitários em todo o mundo anualmente. No Brasil, ele deu nome ao programa de certificação e capacitação em TIC para jovens e profissionais, mas desde 2015 também continua a levar talentos para os laboratórios na sede da empresa, em Shenzhen, na China.

  • O programa de intercâmbio já foi implementado em 96 países e regiões em cinco continentes.
  • Já atendeu mais de 20.000 estudantes de 280 universidades no mundo.
  • No Brasil, a Huawei treina estudantes da USP, PUC, Inatel, Unb e UFCG em TIC, além de levar os alunos dos projetos de destaque para a sede da empresa em Shenzen.