Seção: Estatísticas Brasil

11/05/2012

Operadoras de Telecomunicações na Bovespa - Itel

 

Valor de mercado Ações Itel

Nesta página: Acompanhamento díario do Índice Setorial de Telecomunicações da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e carteira teórica com as ações que compõe o ITEL.


 

Bovespa descontinua o Itel.

A Bovespa comunicou em 7 de maio de 2012 a descontinuidade do cálculo do Itel.

 

Em 2011 o Itel apresentou uma variação de 15,59%, o IBovespa de (17,94%) e o IEE de 19,72%. O Itel fechou o ano com 1.670 pontos, tendo atingido o máximo 1.898 em 24 de maio e o mínimo de 1.470 em 03 de janeiro.

 

ITEL: Índice Setorial de Telecomunicações da BOVESPA

 

Comportamento da semana

 

 

ITEL 27/4 30/4 2/5 3/5 4/5
Fechamento 2047 2059 2037 2004 1978

 

 

Evolução dos Fechamentos

Dados referentes ao dia 4 de Maio

 

 

 

Em uma semana Em um mês Em um ano
ITEL -3,4% +5,5% +14,7%
IBOVESPA -1,4% -4,3% -4,4%
IEE* +0,7% +1,7% +22,7%

* Indíce para Empresas de Energia Elétrica

 

 

ITEL Fechamento no ano

 

 

Máximo 2.059 30 de Abril
Mínimo 1.616 10 de Fevereiro

 

 

O que é o ITEL?

 

 

A BOVESPA publica o Índice Setorial de Telecomunicações (ITEL) que tem por objetivo oferecer uma visão segmentada do mercado acionário, medindo o comportamento do setor de telecomunicações. O ITEL é composto pelas empresas mais representativas do setor de telecomunicações (incluindo telefonia fixa e celular), cujos papéis são ponderados pelo valor de mercado das ações em circulação.


Seguindo experiências mais recentes de índices internacionais, a BOVESPA resolveu adotar para o cálculo do ITEL a ponderação por "free float" (quantidade de ações em circulação), ou seja, são excluídas do cálculo as ações nas mãos dos controladores. Além dessa característica, a BOVESPA estabeleceu um limite de capitalização de 20% para cada companhia componente da carteira. Tal critério foi adotado para evitar que uma empresa com elevado valor de mercado possa ter um papel extremamente preponderante no desempenho do índice, prejudicando o reflexo do desempenho dos demais papéis. O ITEL foi originalmente fixado com uma base de 1.000 pontos para a data de 30 de dezembro de 1999.


Serão incluídas na carteira do índice as ações que atenderem aos seguintes critérios:

  • participação em termos de volume financeiro superior a 0,01% do volume do mercado à vista (lote-padrão) da BOVESPA nos últimos doze meses;
  • participação em termos de presença em pregão superior a 80% nos últimos doze meses;
  • valor mínimo de "free float" de R$ 20 milhões.

A mesma empresa pode ter mais de uma ação (ordinárias ou vários tipos de preferenciais) participando do índice, desde que cada ação atenda isoladamente aos critérios de inclusão. Uma ação será excluída da carteira, quando das reavaliações periódicas, se deixar de atender a um dos critérios de inclusão. As carteiras teóricas do índice terão uma vigência de quatro meses, vigorando para os períodos de janeiro a abril, maio a agosto e setembro a dezembro. Ao final de cada quadrimestre as carteiras serão recalculadas, utilizando-se os procedimentos e critérios da metodologia estabelecida pela BOVESPA. Nessa ocasião, será verificado se nenhuma ação está ultrapassando o limite máximo de participação. O ITEL mede o retorno de uma carteira teórica composta pelos papéis que atenderem a todos os critérios discriminados anteriormente, ponderados pelo seu respectivo valor de mercado no tipo pertencente à carteira.


O peso específico de cada ação no índice poderá alterar-se ao longo da vigência da carteira, em função da evolução dos preços das ações e da distribuição de proventos pelas empresas emissoras.


Quando da distribuição de proventos por empresas emissoras de ações pertencentes ao índice, serão efetuados os ajustes necessários de modo a assegurar que o índice reflita não somente as variações das cotações da ação, como também o impacto da distribuição dos proventos. Em função desta metodologia, o ITEL é considerado um índice que avalia o retorno total das ações componentes de sua carteira. A BOVESPA calcula o ITEL em tempo real, considerando os preços dos últimos negócios efetuados no mercado à vista (lote-padrão) com ações componentes de sua carteira.

 

Para mais informações, deve-se consultar o site www.bovespa.com.br, na seção Informações do Mercado, Mercado de Renda Variável, Mercados e Índices.

 

 

Carteira Teórica do ITEL para Janeiro a Abril de 2012.

(Clique na empresa para obter informações sobre ela)

 

 

 

Ação da Empresa (Grupo) Tipo* Qtde. Teórica (1) Part.(%) (2)
Brasil Telec ON 15.968.510 2,947
PN 99.287.393 17,053
Telemar ON 13.250.621 4,489
PN 55.954.464 15,511
Telemar Norte Leste PNA 28.292.066 20,000
TELEF BRASIL ON 2.648.216 1,976
PN 22.241.292 18,024
Tim Part S/A ON NM 137.112.415 20,000
Quantidade Teórica --
374.754.977
100,000
Total Redutor --
3.792.919,96839817
--

Fonte: BOVESPA.

 

(*) Cotação por lote de mil ações;

(1) Quantidade Teórica válida para o período de vigência da carteira, sujeita a alterações somente no caso de distribuição de proventos (dividendo, bonificação e subscrição) pelas empresas;

(2) Participação relativa das ações da carteira, divulgada para a abertura dos negócios no dia 02/05/2007, sujeita a alterações em função das evoluções dos preços desses papéis.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...

Estatísticas Brasil