Seção: Telefonia Fixa

28/02/2014

 


vivo.com.br

telefonica.com.br

Grupo Telefônica Grupo Telefônica
no Brasil
Vivo Fixo Vivo Móvel
Anual Anual Anual Anual
Trimestral Trimestral Trimestral Trimestral
    Mensal Mensal

 

Nesta página: Dados operacionais e econômicos anuais do Grupo Telefônica no Brasil, incluindo acessos fixos e móveis, receita, margem EBITDA e investimentos.


Comentário

A Telefônica revisou seus números a partir de 2010 de modo a apresentar a receita da Telefônica/Vivo consolidada e eliminando as receitas entre empresas.

 

A alocação de receita de LD passou a ser feita por originação da chamada, ou seja, uma chamada gerada por um cliente movel passou a ser considerda como receita móvel.

 

Leilão 4G

 

Nos dias 12 e 13 de junho/2012, a Anatel realizou um leilão para a venda das faixas de frequência de 2,5 GHz nacionais atreladas à faixa de 450 MHz, no qual a Vivo foi vencedora do lote “X”, banda de 20 +
20MHz, pelo valor de R$1,05 bilhão, montante a ser refletido no Capex no momento da assinatura dos termos.


A Companhia incrementará sua capacidade de prestação de serviço com tecnologia de quarta geração (4G) em todo o território nacional e passará a operar na faixa de frequência de 2,5 GHz. Além da faixa de 2,5 GHz, o lote arrematado inclui a faixa de 450 MHz para as áreas rurais do interior dos estados de Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe, áreas de grande interesse da Companhia devido à alta densidade e renda per capita nessas regiões, possibilitando a maximização de retorno
sobre os investimentos.

 

 

O Grupo Telefonica se consolidou no Brasil em 2011 com a fusão da Telecomunicações de São Paulo S.A. (Telesp) com a Vivo. A Telefônica assumiu o controle da Vivo em 2010, quando adquiriu a participação da Portugal Telecom.

 

 

Desempenho Operacional do Grupo Telefônica no Brasil

 

Acessos

 

Milhares 2010 2011 2012 2013 ∆Ano
Celulares
60.293 71.554 76.137 77.245 1,5%
Telefones Fixos
11.296 10.981 10.646 10.750 1,0%
Banda Larga
3.317 3.631 3.733 3.922 5,1%
TV por Assinatura 486 699 600 641 6,8%
Total de Acessos 75.392 86.865 91.116 92.558 1,6%
Total de Acessos Fixos 15.099 15.311 14.979 15.313 2,2%

Tv por Assinatura, lançada em ago/07 que inclui serviços de TV via satélite e via MMDS.

 

 

 

Desempenho Econômico Financeiro

 

 

Receita Líquida por Serviço

 

 

Milhões de R$ 2010** 2011 2012 2013 ∆Ano
Celular 17.729 19.587 21.398 23.002 7,5%
Telefonia Fixa 10.217 9.489 8.366 7.578  (9,4%)
Banda Larga 3.113  3.448  3.563 3.651 2,5%
TV por Assinatura 411  648  594  491 (17,2%)
Receita Líquida Total* 31.471 33.171 33.932 34.722 2,4%

* Com eliminação de receitas entre empresas do Grupo

**Valores revisados no 4T11.

 

Indicadores

 

Milhões de R$ 2010** 2011 2012 2013 ∆Ano
Receita Bruta  45.888 49.100 50.265 51.966 3,4%
Receita Líquida  31.471 33.171 33.920 34.722 2,4%
EBITDA  11.311 12.035 12.703 10.576 (16,7%)
Margem EBITDA 35,9% 36,3% 37,4% 30,5% -
EBIT  6.616 6.903 7.211 4.923 (31,6%)
Lucro Líquido 4.293 5.072 4.452 3.716 (16,5%)
Dívida Líquida 2.096 3.165 473 1.800 280,3%
Capex (sem licenças) 4.930 4.929 5.067 5.582 10,2%

Nota: Receita Consolidada da Vivo com Telefônica com eliminações.

 

 

 

Incorporação da Vivo pela Telesp

 

Fato Relevante divulgado em 25 de março de 2011 apresentou os termos e condições, aprovados pelos “Conselhos de Administração” da Vivo e da Telesp para a Reestruturação Societária concernente à incorporação das ações da Vivo Part. pela Telesp.

 

A Telesp incorporará ao seu patrimônio a totalidade das ações da Vivo Part., que passará a ser uma subsidiária integral da Telesp.

 

Os titulares das ações da Vivo Part. receberão ações da Telesp na seguinte relação de substituição:

  • para cada ação ordinária ou preferencial da Vivo Part., serão emitidas 1,55 ações da Telesp da respectiva espécie.

As ações da Vivo Part. a serem incorporadas pela Telesp foram avaliadas em R$ 31.222.629.890,89. Com a incorporação das ações da Vivo Part., o capital social da Telesp passará a ser de R$37.798 milhões.

 

A Assembléia Geral Extraordinária da Companhia para a aprovação da reestruturação foi realizada no dia 27 de abril de 2011

 

Na mesma data da AGE, a Vivo Part. incorporou as holdings brasileiras TBS Celular Participações Ltda., Portelcom Participações S.A. e PTelecom Brasil S.A. (conjuntamente, as “Holdings BR”), as quais tem por objeto social deter ações da Vivo Part. e que são controladas pela Telefonica S.A..

 

A Anatel aprovou em 24 de março a incorporação da Vivo pela Telesp.

 

 

Em 3 de outubro de 2011 a Assembléia Geral da Telesp aprovou a incorporação Vivo Participações S.A., com a consequente extinção desta, e a alteração de sua denominação social da Companhia para Telefônica Brasil S.A..

 

Em função dessa alteração, os códigos de negociação das ações da Companhia tambémforam alterados , passando de TLPP3 (ações ordinárias) e TLPP4 (ações preferenciais) para VIVT3 e VIVT4, respectivamente, com a conseqüente alteração do nome de pregão para TELEF BRASIL.

 

 

 

 

A Telefonica adquiriu em 2007 as operações de MMDS e parte das ações da TVA (mais detalhes).

 

 

 

CONSULTORIA TELECO

Relatórios

Imagem cortesia FreeDigitalPhotos.net

Telecom, Celular e Capex

Workshops

Market Update

Regulamentação de Telecom

Consultoria

Estudos e Base de Dados

Mais Produtos

EVENTOS

Mais Eventos




 

 


Siga o Teleco

 

...

Telefonia Fixa

Relatório


 

Imprima esta página

Adicione aos Favoritos Comunique erros