Seção: Telefonia Celular

 

 
LTE: Introdução

 

A cada dia a necessidade por serviços de banda larga cresce cada vez mais. Segundo Ericsson:

 

Dos estimados 3,4 bilhões de pessoas que terão banda larga até 2014, cerca de 80 por cento serão assinantes de banda larga móvel – e a maioria serão servidos por High Speed Packet Access (HSPA) e Long Term Evolution (LTE). (ERICSSON, 2009, tradução nossa).

Alguns serviços que há poucos anos eram praticamente inacessíveis à maioria da população e das empresas, hoje são considerados essenciais e se tornaram amplamente difundidos. Serviços como videoconferência, download de vídeos, jogos interativos e Voz sobre IP, que já são considerados por muitos como necessários, devem aumentar cada vez mais a demanda por largura de banda. É com foco neste cenário que o grupo que padroniza o desenvolvimento dos sistemas celulares, o 3rd Generation Partnership Project (3GPP), vem trabalhando para desenvolver padrões que atendam às necessidades das pessoas.

 

Os principais motivos que têm demandado esforço ao comitê são o aumento da velocidade para transferência de dados (chamado throughput), eficiência espectral dos sistemas, e a redução da latência da rede. O 3GPP vem concentrando esforços para desenvolver as redes 3G atuais e alcançar o nível esperado para as redes 4G do futuro próximo.

 

Uma recente padronização do 3GPP é o Long Term Evolution (LTE). Segundo a Qualcomm (2009) esta é uma solução móvel para fornecer altas taxas de dados e para aprimorar a experiência do usuário quanto à utilização de serviços móveis. O LTE é uma evolução paralela que dá continuidade ao histórico 3G de mobilidade e alta eficiência espectral. Concebido para ser uma camada sobreposta às redes 3G existentes, o LTE aumentará efetivamente a capacidade de dados nas densas áreas urbanas com alta demanda.

 

Inicialmente projetada para prover serviços de dados, espera-se que esta rede melhore substancialmente o throughput final do usuário, a capacidade do setor e reduza a latência do plano do usuário, trazendo uma nova experiência com total mobilidade. Esta tecnologia está programada para fornecer suporte ao tráfego baseado em IP com QoS fim-a-fim e conta com o apoio de outras tecnologias como o Orthogonal Frequency-Division Multiple Access (OFDMA) e Multiple-Input Multiple-Output (MIMO) para alcançar os objetivos propostos pelo 3GPP.

 

Ao contrário do High Speed Packet Access (HSPA), que foi acomodado dentro da arquitetura Universal Mobile Telecommunication System (UMTS) Release 99, o 3GPP está especificando um novo núcleo baseado em comutação por pacotes, o Evolved Packet Core (EPC), para apoiar as outras camadas de rede através de uma redução no número de elementos de rede, simplificando a sua arquitetura.

 

Os principais objetivos desta tecnologia são o esforço para minimizar a complexidade do sistema e dos equipamentos dos usuários, permitir a distribuição flexível do espectro através de novas frequências ou das faixas já utilizadas e permitir a coexistência desta rede com outras redes já implantadas como o Global System for Mobile Communications (GSM) e o Wide-Band Code-Division Multiple Access (WCDMA) além de oferecer altas taxas de downlink e uplink.

 

 

 

 

Imprima esta página

Adicione aos Favoritos Comunique erros