25
3/2018

Telefonia fixa, Oi, 4G e outros destaques

Eduardo Tude

 

Telefonia fixa em fevereiro

 

  • O Brasil desligou 145 mil telefones fixos em fevereiro, acumulando 209 mil desligamentos nos dois primeiros meses do ano.
  • As perdas em fevereiro ocorreram principalmente na Oi (-134 mil) e na Claro (-19 mil).

 

Oi

 

  • A agência de crédito Standard & Poor's elevou os ratings de crédito corporativos da Oi, de D para CCC+, na escala global, e de D para brB, na escala nacional.
  • A Oi promoveu alterações na sua Estrutura Organizacional dos Comitês de Assessoramento e criou Diretorias Executivas de Operações e Comercial.
  • As ações ON da Oi apresentaram queda de 3,1% na semana e as PN de 2,7%.

 

4G

 

  • 4G (LTE) se tornou a principal tecnologia de celular do mundo no 4T17 com um Market share de 35% segundo o 5G Americas (Ovum). No Brasil isto ocorreu também no 4T17 e seu market share em fev/18 era de 44,7%.
  • A Anatel pretende colocar em consulta pública o edital do leilão dos 20 MHz (10+10 MHz) da faixa dos 700 MHz até julho. Seria uma oportunidade para Oi, que não adquiriu esta banda na licitação anterior.
  • Entrou em operação no México a rede 4G em 700 MHz da Altan que deverá oferecer serviços no atacado para outras operadoras.

 

Resultados 2017: Empresas de Call Center

 

  • A receita da Atento no Brasil cresceu 13,1% em 2017, atingindo R$ 3 bilhões.
  • Já a da Liq (Contax) apresentou queda de 13,5% (R$ 1,7 bilhões).

 

Outros destaques

 

  • Esquenta a disputa pelo controle da Telecom Itália, com o investidor Elliott Management procurando afastar os indicados pela Vivendi da direção da empresa. O presidente executivo da Telecom Itália Arnaud de Puyfontaine e outros cinco diretores deixaram seus cargos na companhia e Franco Bernabè assumiu a presidência. A disputa deverá ser resolvida em uma assembleia convocada para 4 de maio onde será apontado o novo conselho.
  • Maximiliano Martinhão vai ser o novo Secretário de Inovação do MCTIC. Jarbas Valente deve assumir a presidência da Telebras.
  • Liminar da Justiça suspendeu o acordo entre Telebrás e Viasat para exploração do satélite de comunicações (SGDC).  Enquanto isto, A Telebrás contratou a Visiona para assessorá-la na contratação do próximo satélite de comunicações (SGDC 2).
  • Liminar da Justiça de SP suspendeu a cobrança de ICMS em streaming e licenciamento e cessão de direito de uso de software no estado.
  • O governo publicou decreto que institui o Sistema Nacional para a Transformação Digital e estabelece a estrutura de governança para a implantação da Estratégia Brasileira para a Transformação Digital. Os recursos devem vir com a aprovação do PLC 79.
  • Os dispositivos móveis representam 48% das vendas do varejo on-line no Brasil. (Criteo/ Mobile Time).
  • O Facebook está na berlinda com a divulgação de que a Cambridge Analytica usou dados de seus usuários para analisar seu comportamento político. Estas informações teriam sido utilizadas para influenciar a última campanha presidencial nos Estados Unidos. No Brasil, o Ministério Público instaurou inquérito para apurar se isto ocorreu também aqui.
  • O atropelamento de um pedestre por um carro autônomo do Uber nos Estados Unidos fez com que a empresa suspendesse os testes para avaliar as causas.

 

Próximas semanas

 

  • A Oi divulga seus resultados de 2017 no dia 28.
  • A Teleco realiza dia 27 de março a sua Workshop de Market Update.

 

 

 

 

18
3/2018

Resultados Globo/Telebrás, Pesquisa Anatel, Telefônica, Oi e muito mais.

Eduardo Tude

 

Resultados 2017: Globo, Telebrás e Positivo

 

  • O Grupo Globo apresentou receita líquida de R$ 14,8 bilhões em 2017, com queda de 3,5% em relação à 2016. Seu lucro foi de R$ 1,9 bilhões (-5,3%). (Teletime)
  • A Telebrás apresentou receita líquida de R$ 73 milhões em 2017, com crescimento de 30,8% em relação à 2016. Seu prejuízo, no entanto, continua alto (R$ 211 milhões).
  • A receita líquida da Positivo (R$ 1,9 bilhões) em 2017, cresceu 9,6%. A empresa apresentou lucro de R$ 4,4 milhões.

 

Qualidade

 

A pesquisa de satisfação e qualidade percebida da Anatel apresentou os seguintes resultados em 2017 (notas de 1 a 10):

  • 6,99% no pós-pago (6,86 em 2016)
  • 6,93% na TV por assinatura (7,00 em 2016)
  • 6,92% na telefonia fixa (6,93 em 2016)
  • 6,83% no pré-pago (6,78 em 2016)
  • 6,23% na BL Fixa (6,26 em 2016)

Pós e pré-pago apresentaram nota mais alta em 2017, os demais serviços apresentaram queda na avaliação em relação aos anos anteriores.

A Vivo recebeu a maior avaliação no pós-pago entre as quatro maiores operadoras de celular e a Claro no pré-pago.

Telecomunicações (15,8%) apareceu em 4º lugar no ranking anual de atendimentos de reclamações do Idec, atrás de Planos de Saúde (23,4%), Produtos (17,8%) e Serviços Financeiros (16,7%).

 

Telefônica: TAC e Investimentos

 

  • A Telefônica esclareceu que não desistiu de negociar o TAC e quer apresentar nova proposta com a exclusão dos R$ 370 milhões que tiveram de ser transformados em multas pela Anatel em virtude de sua prescrição que ocorrerá no final de abril. A nota anterior da Telefônica foi interpretada pela Anatel como uma desistência do TAC. Para que a Anatel renegocie o TAC haverá a necessidade que o conselho da Agencia autorize a reabertura do prazo.
  • A Telefônica apresentou seu plano de investimentos para os próximos três anos, que prevê um capex (sem aquisição de frequências) de R$ 8 bilhões por ano. Do total de R$ 24 bilhões a ser investido no triênio 2018-2020, R$ 2,5 bilhões serão para a "aceleração da expansão da rede de fibra". A meta da Telefônica é expandir o FTTH para 400 cidades e alcançar 36 milhões de homes passed em bairros onde o retorno sobre o investimento é garantido. A Telefônica prevê ainda aumentar em 4,2 mil km seu backbone.
  • Até o final deste semestre, todas as 87 cidades com redes FTTH da operadora terão também ofertas de IPTV.

 

Oi

 

  • O Superior Tribunal de Justiça concedeu liminar   autorizando a Oi a prosseguir com o aumento de capital previsto no plano de recuperação judicial e suspendendo a decisão da Câmara de Arbitragem do Mercado que pretendia suspender este processo.
  • A Oi informou que os credores Bondholders Qualificados titulares de créditos no valor principal de US$ 8.0 bilhões de dólares teriam optado pelo pagamento de seus respectivos créditos na forma de ações, o que pode resultar em uma diluição de cerca de 71% da participação dos atuais acionistas.
  • As ações ON da Oi apresentaram queda de 6,0% na semana e as PN de 2,6%.

 

Outros destaques

 

  • A TIM anunciou uma reestruturação do seu conselho de administração com a saída do seu presidente Mário César Pereira de Araújo e de Manoel Horácio Francisco da Silva entre outros membros. João Cox Neto será o novo presidente do Conselho.  Na Itália, o investidor Elliott Management quer afastar os indicados pela Vivendi da direção da Telecom Italia.
  • Foi aprovado no Senado o projeto de Lei que reduz de 33% para 30% os valores anuais da Taxa de Fiscalização de Funcionamento (TFF) do Fistel (R$ 13,42 para cada celular) mas aumenta este valor em 15% para as operadoras que não cumprirem as metas de qualidade no atendimento ao cliente estabelecidas pela Anatel. O projeto segue para a Câmara.
  • A Embratel e a Gemalto firmaram acordo para a venda de soluções seguras de On Demand Connectivity (ODC) e eSIM para carros conectados.
  • O Sindisat enviou à Telebrás um pedido de esclarecimento sobre o contrato assinado com a Viasat para exploração do satélite SGDC em banda Ka.
  •  O governo lançou oficialmente o programa Internet para Todos em evento que teve a presença de representantes de 2.471 prefeituras.
  • A Huawei assinou um acordo de cooperação para um projeto de Smart City com a Prefeitura de Campinas e o CPqD no Huawei Latin America Innovation Day realizado em São Paulo. No evento foi assinado também um acordo para capacitação profissional e tecnológica entre MEC e HUAWEI.
  • Os maiores provedores de TV por assinatura dos Estados Unidos (95% do mercado), perderam 1,5 milhões de assinantes em 2017, o dobro do que haviam perdido em 2016 (Leichtman Research Group)
  • A Broadcom desistiu de adquirir a Qualcomm, após o veto do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O Dr. Paul Jacobs, membro do Board da Qualcomm anunciou que pretende reunir um grupo de investidores para adquirir a empresa.
  • A Apple liderou em vendas de wearables em 2017, com 15,3% de market share, seguida pela Xiaomi (13,6%), Fitbit (13,3%), Garmin (5,4%) e Fossil (4,3%).

 

 

Próximas semanas

 

  • A Oi divulga seus resultados de 2017 no dia 21.
  • A Teleco realiza dia 27 de março a sua Workshop de Market Update.

 

 

 

11
3/2018

Nextel, TAC, Oi, TIM e outros destaques.

Eduardo Tude

 

Nextel em 2017

 

  • A receita líquida da Nextel em 2017 (R$ 2,8 bilhões), foi 19% menor que a de 2016. A empresa apresentou prejuízo de US$ 272 milhões no ano.
  • Os celulares 3G/4G da operadora (2,9 milhões) cresceram 2,9% no ano, mas os rádios (iDEN), apresentaram queda de 57,5%, terminando o ano com 350 mil. A Nextel pretende descontinuar o rádio em 2018.
  • A AINMT Holdings (Ice Group), desistiu de assumir o controle da Nextel e não irá os investir os US$ 150 milhões adicionais para aumentar sua participação dos atuais 30% para 60%.

 

TAC da Telefônica

 

  • A Telefônica Brasil desistiu do TAC depois que foram excluídos do processo R$ 370 milhões que tiveram de ser transformados em multas pela Anatel em virtude de sua prescrição no final de abril.
  • A Anatel esclareceu que “ o prazo para negociações relativas ao TAC encontra-se exaurido, não cabendo, portanto, renegociar novo TAC. ”
  • A Telefônica pretende redirecionar os recursos destinados ao TAC para “ investimentos que permitam uma maior flexibilidade à empresa e sejam aderentes à sua agenda de crescimento e rentabilidade...”

 

Oi

 

  • O conselho de administração da Oi aprovou as condições de aumento de capital da companhia em até R$ 12,292 bilhões, conforme previsto no Plano da Recuperação Judicial do grupo. A capitalização será efetuada com parte dos créditos dos bondholders qualificados com a emissão de novas ações ordinárias e de bônus de subscrição.
  • A Pharol, através da Bratel, entrou com pedido de arbitragem na Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM) que ameaçou multar a Oi caso o aumento de capital fosse aprovado.
  • A Justiça acolheu o parecer do Ministério Público e suspendeu os direitos políticos dos subscritores da ata da Assembleia convocada pela Pharol e outros acionistas da Oi, à exceção daqueles que se abstiveram de votar, e afastou os membros do Conselho de Administração por eles eleitos/indicados, até que seja realizado o aumento de capital, previsto no plano.
  • Nelson Tanure se desfez de todos os seus papéis da Oi, segundo o Jornal do Brasil Online.
  • A Oi encerrou na última quinta-feira, 8, o prazo para que os credores bondholders na recuperação judicial escolhessem as opções de pagamento de seus créditos.
  • A JGP GESTÃO DE RECURSOS LTDA passou a deter 4,34% das ações ordinárias da Oi.
  • As ações ON da Oi apresentaram alta de 15,4% na semana e as PN de 4,0%.

 

Telecom Itália e TIM

 

  • A receita líquida da Telecom Itália cresceu 4,2% em 2017 no ano. A receita da TIM Brasil, que representou 23% do total de 19,8 bilhões de euros, cresceu 11,2% em euro e a da Itália 2,2%. A margem EBITDA do Grupo foi de 39,3%.
  • A TIM Brasil lançou um ambicioso plano estratégico em que coloca como metas para 2020, que o pós-pago represente 50% de sua base e a margem EBITDA seja superior a 40%.
  • A oferta de banda larga fixa através da rede LTE da TIM já está disponível em mais de 50 municípios.

 

Outros destaques

 

  • O ministro Gilberto Kassab, confirmou no programa Roda Viva da TV Cultura que deixará o MCTIC. Ele considera como sua principal realização no ministério o programa Internet para Todos já contaria com 2.053 cidades aptas para assinar o termo de adesão.
  • Caiu de 57% para 47% a proporção dos usuários de chamadas de voz no WhatsApp que afirmavam utilizar esse serviço todo dia ou quase todo dia. Os planos de voz ilimitados podem ter contribuído para esta queda. (Pesquisa Mobile Time/Opinião Box).
  • A operadora móvel virtual Correios Celular está completando um ano de operação tendo ativado mais de 100 mil chips e registrado mais de R$ 1 milhão de retorno financeiro para os Correios. Ela possuía 18,4 mil celulares ativos em jan/18.
  • A Algar Telecom decidiu emitir debêntures simples, não conversíveis em ações, no valor total será de até R$ 400 milhões. O Conselho Diretor da Anatel concedeu anuência prévia para a Algar incorporar a empresa móvel.
  • A Anatel decidiu acatar os recursos administrativos de pequenos provedores que participaram da licitação de sobras de frequências em dezembro de 2015 e adjudicar mais 2.133 lotes destas empresas.
  • A Anatel abriu as consultas públicas das propostas de revisão do modelo de espectro e de revisão do Regulamento da Metodologia de Estimativa do Custo Médio Ponderado de Capital (Wacc).  A primeira vai até o dia 23 de abril e a segunda até 8 de abril.
  • Foram lançados com sucesso o satélite Hispasat 30W-6 e os quatro novos satélites de órbita média (MEO) da O3b (SES).
  • A AT&T registrou na comissão de valores dos Estados Unidos intenção de abrir o capital de uma participação minoritária na DirecTV Latin America, que inclui a Sky Brasil.

 

Próximas semanas

 

  • A Teleco realiza dia 27 de março a sua Workshop de Market Update.

 

 

 

4
3/2018

Celular, BL Fixa e Telefonia Fixa em janeiro. MWC e outros destaques.

Eduardo Tude

 

MWC 2018

 

 

Celular em janeiro

 

  • A tendência de encolhimento da base de celulares continuou em janeiro com perdas de 259 mil celulares, sendo 209 mil da TIM. Os ganhos no pós-pago (807 mil) não foram suficientes para compensar as perdas no pré-pago (1.066 mil).
  • A TIM liderou as perdas no pré-pago (444 mil), seguida pela Claro (346 mil), Vivo (236 mil) e Oi (42 mil).
  • A Claro liderou em ganhos no pós-pago (327 mil), seguida pela TIM (235 mil), Vivo (170 mil) e Oi (31 mil).
  • A liderança em ganhos no pós-pago (sem M2M) ficou com a TIM (263 mil), seguida pela Claro (227 mil) e pela Vivo (90 mil).
  • Com adições líquidas de 3,3 milhões, 4G atingiu 105 milhões de celulares, aumentando para 24 milhões sua diferença em relação à 3G.

 

BL Fixa em janeiro

 

  • A BL fixa apresentou adições líquidas de 336 mil acessos em janeiro, mais que os 74 mil de jan/17.
  • As operadoras competitivas lideraram o crescimento com adições líquidas de 292 mil acessos, enquanto a Claro ganhou 59 mil acessos, a Vivo 7 mil e a Oi perdeu 22 mil acessos BL fixa.

 

Telefones Fixos em janeiro

 

  • O Brasil perdeu 68 mil telefones fixos em janeiro, menos que os 162 mil de jan/17.
  • A Oi perdeu 71 mil telefones fixos, a Claro 33 mil e a Vivo 29 mil.

 

Oi

 

  • A Oi comunicou ao mercado a incorporação da Oi Internet pela Oi Móvel, como previsto no plano de recuperação judicial da operadora.
  • A Oi e a TIM firmaram um memorando de entendimento (MOU) que busca encerrar disputas litigiosas entre as duas empresas.
  • As ações ON da Oi apresentaram alta de 3,2% na semana e as PN de 2,8%.

 

Outros destaques

 

  • O PIB de serviços de informação apresentou queda de 1,1% em 2017, enquanto o PIB Brasil cresceu 1,0%.
  • A Telebras e a Viasat anunciaram uma parceria para explorar o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC) oferecendo serviços de banda larga.
  • A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) decidiu incorporar a Cemig Telecom.
  • Foi fundada a Associação Brasileira Over-The-Top (Abott’s!).
  • A Anatel autorizou a troca da posição orbital para o SES-14 de 48º Oeste para 47,5º Oeste.
  • A Câmara aprovou o projeto de lei com as regras para aplicativos de transporte pessoal como Uber e Cabify, incorporando as modificações aprovadas pelo Senado, mas mantendo a competência do município para regulamentar o serviço.

 

 

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Relatórios

Planilhas

Workshops

Mais Produtos