31
3/2019

Celular, BL Fixa, TVA, Oi, 5G, MVNO, IoT e mais destaques

Eduardo Tude

 

Celular em janeiro

 

  • A base de pré-pago continuou encolhendo (-856 mil), sendo que apenas 347 mil deste total pode ter migrado para o pós-pago (crescimento do pós sem M2M).
  • O crescimento dos terminais M2M (+445 mil) compensou, em parte, as perdas no pré-pago reduzindo para 64 mil celulares o encolhimento do total de celulares do Brasil. O crescimento dos terminais M2M ocorreu principalmente nos terminais padrão, que incluem máquinas de cartão de crédito (+359 mil), e não nos terminais para IoT (+86 mil)
  • A TIM liderou as perdas no pré-pago (-349 mil), seguida pela Claro (-298 mil), Oi (-195 mil) e Vivo (-60 mil).
  • A Claro liderou em adições líquidas de pós-pago sem M2M (+169 mil), seguida pela Oi (+117 mil) e TIM (+87 mil).
  • A Vivo liderou em adições líquidas de terminais M2M (+156 mil), seguida pela Claro (+125 mil) e TIM (+88 mil).
  • Com adições líquidas de 2,1 milhões de celulares 4G no mês, o Brasil passou a ter 132 milhões de celulares 4G em janeiro.

 

BL fixa

 

  • As adições líquidas de 112 mil acessos BL fixa no acumulado dos dois primeiros meses do ano confirmam as tendências observadas em 2018. Os acessos em fibra cresceram (+467 mil) e os xDSL apresentaram perdas (-321 mil).
  • Neste período, as operadoras de pequeno porte (Competitivas) cresceram (+232 mil), juntamente com a Claro (+41 mil). Oi (-115 mil) e Vivo (-46 mil) apresentaram perdas.
  • O preço da banda larga fixa no Brasil caiu 83% de 2010 a 2018, segundo relatório publicado pela Anatel.  O preço médio mensal de 1 Mbps, que era de R$ 21,20 em 2010, passou a custar R$ 3,50 em 2018.
  • A Algar Telecom anunciou a compra da Smart Telecomunicações, que tem sede em Recife, por um valor de até R$ 49,8 milhões.
  • Participei esta semana da Fiber Connect Latam 2019, onde foi possível assistir interessantes apresentações de prestadoras brasileiras de SCM como a Certto, Portal Piauí, GeekNet e DEZ Soluções.

 

TVA em fevereiro

 

  • O número de assinantes de TV por assinatura manteve a tendência de queda no acumulado dos dois primeiros meses do ano (-164 mil). As perdas ocorreram no DTH (-164 mil) e no cabo (-89 mil). Os assinantes de IPTV/FTTH cresceram (+20 mil).
  • Todas as operadoras perderam assinantes: Claro (-169 mil), Vivo (-32 mil), SKY (-15 mil), Oi (-3 mil) e outras (-14 mil).

 

Oi

 

  • A receita líquida da Oi no Brasil apresentou queda de 7,2% em 2018, sendo que a queda foi maior no segmento residencial (-8,4%), seguida pelo B2B (-7,8%) e mobilidade pessoal (-5,2%).
  • A margem EBITDA de rotina foi de 26,8% e, com a reorganização societária, a dívida líquida caiu de R$ 47,6 bilhões em 2017 para R$ 11,8 bilhões em 2018.
  • Os planos da Oi para 2019 são analisados no comentário da semana.
  • http://www.teleco.com.br/comentario/com830.asp
  • As ações ON da Oi apresentaram queda de 16,9% na semana e as PN de 16,6%.

 

5G

 

  • Os dispositivos 5G começam a ser disponibilizados. Já existem chipsets 5G de cinco fornecedores (Huawei, Intel, Mediatek, Qualcomm e Samsung) e foram lançados 12 modelos de smartphones, além de 21 outros tipos de dispositivos (pontos de acessos, CPEs, módulos, adaptadores e terminais USB). (GSA em mar/19)
  • A Comissão Européia (CE) divulgou um plano recomendando que os 28 países da União Europeia (UE) adotem uma abordagem comum para segurança das futuras redes 5G, sem banir os fornecedores chineses (Huawei e ZTE) como queriam os EUA.

 

MVNO e IoT

 

  • A Next Level Telecom - NLT é a mais nova MVNO Autorizada do Brasil. Ela utilizará a infraestrutura de rede da Vivo e tem como foco principal viabilizar a comunicação entre máquinas (M2M). A empresa pretende investir R$ 50 milhões nos próximos cinco anos.
  • Em março de 2019, haviam sido lançadas comercialmente 41 redes NB-IoT ou LTE-M por 102 operadoras em 52 países. (Fonte GSA)

 

Outros destaques

 

  • Foram vendidos 47 milhões de telefones celulares (smartphones e feature phones) em 2018, 4,3% a menos que no ano anterior. A Samsung liderou em vendas com 50% de Market share, seguida da Motorola (21%), LG (9%) e outros (22%). (IDC)
  • Foram vendidos 5,57 milhões de PCs no Brasil em 2018, 7,5% a mais do que em 2017. (IDC)
  • O Gired liberou o uso da faixa dos 700 MHz em 280 novos municípios, aumentando para 5.090 a quantidade de municípios em que esta faixa pode ser utilizada. Até setembro, 480 novos municípios podem ter o uso de 700 MHz liberado.
  • A Anatel publicou norma revogando 170 resoluções expedidas pela agência, que perderam eficácia.
  • A receita da Ericsson no Brasil em 2018 atingiu R$ 3,33 bilhões, com crescimento de 32% no ano. O lucro líquido foi de R$ 128,4 milhões, 158% maior que o ano anterior. (Valor)
  • A receita Global da Huawei em 2018 (US$ 105 bilhões) foi 20% maior que a de 2017.
  • A Apple anunciou o seu serviço de streaming de vídeo e s Huawei lançou novos modelos de smartphones (P30) que tem a câmera como carro chefe.

 

 

Próxima semana

 

 

 

 

24
3/2019

Nextel, Oi, 5G, IoT e mais destaques

Eduardo Tude

 

Nextel

 

  • A América Móvil, controladora da Claro Brasil, irá adquirir a Nextel Brasil por um total de US$ 905 milhões (R$ 3,47 bilhões). A NII e AI Brazil Holdings irão vender suas participações de 70% e 30%, respectivamente. A operação tem que ser aprovada pela Anatel e CADE, mas não são esperadas surpresas.
  • A receita líquida da Nextel em 2018 (R$ 2,2 bilhões) foi 19,1% menor que a de 2017 e a empresa apresentou perdas de US$ 195 milhões em 2018.
  • A Nextel possuí 3,2 milhões de celulares pós-pagos, mas seu principal ativo são as frequências entre 1 e 3 GHz, que darão a Claro uma maior flexibilidade para expandir sua rede 4G/4,5G. Colocam também a operadora em uma situação menos crítica em relação à aquisição de um grande lote de frequências no leilão de 5G que deve acontecer em 2020. Veja comentário da Teleco:
  • http://www.teleco.com.br/comentario/com829.asp

 

Oi

 

  • A Oi apresentou Geração de Caixa Operacional negativa em R$ 874 milhões em jan/19. Os recebimentos tiveram redução de R$ 182 milhões e os pagamentos alta de R$ 449 milhões.
  • Com o aumento de capital, que representou entrada de caixa de R$ 4.007 milhões, o saldo final do Caixa Financeiro teve elevação de R$ 3.044 milhões em jan/19, totalizando R$ 7.513 milhões. Foram investidos R$ 603 milhões em jan/19.
  • Os acionistas da Oi aprovaram em assembleia o aumento de capital de R$ 4 bilhões e a incorporação da subsidiária Copart 5, responsável pela gestão de alguns bens imóveis do grupo.
  • A Oi indicou dois nomes para o novo conselho de administração da operadora angolana Unitel.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 8,3% na semana e as PN de 8,4%.

 

5G

 

  • O leilão de frequências da Anatel, previsto para ser realizado no início de 2020, deve incluir cinco faixas de frequências: 20 MHz em 700 MHz; 100 MHz na faixa 2,3 GHz, 200 MHz em 3,5 GHz e faixas que irão ser definidas nas frequências de 3,3 a 3,4 GHz.

 

IoT

 

As redes NB-IoT e LTE-M para IoT começam a tomar corpo no Brasil:

  • A Vivo colocou em operação suas redes NB-IoT e LTE-M em Chapecó (SC). A empresa deve ativar estas redes em todas as capitais em 2019.
  • A TIM ativou sua rede NB-IoT em Santa Rita do Sapucaí (MG) em 2018 e realizou testes de conectividade para distâncias de até 100 km em Goianésia (GO).
  • A Claro pretende colocar em operação suas redes NB-IoT e LTE-M no 1º semestre deste ano.

 

Anatel

 

  • O bloqueio de celulares sem certificação pela Anatel passou a ser realizado em mais 15 estados (inclusive SP e MG).
  • A Anatel pretende acabar com o controle tarifário das ligações de longa distância (LDN) feitas por intermédio dos telefones fixos. Já era tempo.
  • A Anatel irá passar a administração dos recursos de numeração para uma entidade administradora, custeada pelas prestadoras. Por que não utilizar os recursos do Fistel?
  •  

Outros destaques

 

  • A Comissão Europeia (CE) aplicou nova multa no Google, desta vez de 1,49 bilhões de euros. por forçar os clientes de seus negócios do AdSense a recusarem publicidade de rivais como Yahoo e Microsoft.
  • A Huawei confirmou que está desenvolvendo um sistema operacional para smartphones e computadores para ser utilizado em uma eventual proibição pelos Estados Unidos.

 

Próxima semana

 

 

 

 

17
3/2019

Pesquisa Qualidade Anatel, Res. Algar e Telebrás, Oi, 5G e mais destaques

Eduardo Tude

 

Pesquisa de qualidade Anatel

 

Os principais resultados da pesquisa de satisfação e qualidade percebida da Anatel 2018 são:

  • A satisfação dos usuários com a qualidade dos serviços está melhorando. Cresceu em todos os serviços em 2018.
  • As prestadoras de pequeno porte são as mais bem avaliadas em todos os serviços.
  • Entre as prestadoras maiores, a Claro apresentou o melhor desempenho e a Oi o pior.

Para detalhes consulte o comentário da semana do Teleco

http://www.teleco.com.br/comentario/com828.asp

 

Resultados Algar e Telebrás em 2018

 

  • A receita bruta da Algar Telecom em 2018 foi de R$ 2,7 bilhões, sendo R$ 1,5 bilhões do mercado B2B. A receita líquida cresceu 6,8% no ano. A margem EBITDA recorrente do grupo foi de 31,9% em 2018 e o lucro líquido de R$ 316 milhões.
  • A Telebrás apresentou receita líquida de R$ 199,7 milhões em 2018, muito superior à de 2017 (R$ 73,3 milhões). O prejuízo no ano no entanto (R$ 224,8 milhões), continuou próximo ao prejuízo de 2017 (R$ 243,8 milhões).

 

Oi

 

  • Fundos de investimento são os quatro maiores acionistas da Oi com uma participação de cerca de 45%. São os   fundos geridos por GoldenTree (16,29%), York Global Finance Fund (11,52%), Brookfield (8,81%) e Solus (7,80%). (Valor)
  • A Pharol, dos antigos acionistas da Portugal Telecom tem uma participação de 5,51% das ações ordinárias da Oi.  A Oi detém 10% das ações da Pharol, High Bridge Unipessoal 9,99% e Nelson Tanure 6,31%.
  • As ações ON da Oi apresentaram queda de 3,4% na semana e as PN de 3,5%.

 

5G

 

  • A oferta de redes privadas LTE/5G para empresas industriais é considerada um dos novos serviços mais promissores para o mercado corporativo. Algumas empresas estão preferindo, no entanto, investir elas mesmas em suas redes LTE/5G para não abrir mão do controle de sua própria infraestrutura. O órgão regulador da Alemanha anunciou que irá alocar frequências entre 3,7 e 3,8 GHz para serem utilizadas por estas empresas.
  • A Verizon pretende cobrar US$ 10 a mais nos planos 5G para pós-pagos com uso ilimitado de dados.

 

Outros destaques

 

  • A receita da Samsung Eletrônica da Amazônia foi de R$ 23,2 bilhões em 2018, segundo estimativas do Valor Data, com crescimento de 15% em relação ao não anterior.
  • O Grupo Globo apresentou um faturamento de R$ 14,7 bilhões em 2018, com queda de 0,8% no ano, e lucro líquido de R$ 1,2 bilhões (-35%).
  • A Netflix anunciou que subirá o preço de suas mensalidades no Brasil, a exemplo do que vem fazendo no resto do mundo. O preço do plano padrão (duas telas simultâneas e conteúdo HD) vai subir de R$ 27,90 para R$ 32,90 por mês.
  • A Câmara Municipal de São Paulo instalou uma comissão parlamentar de inquérito para investigar a instalação de antenas na capital paulista. Um dos objetivos é aprovar uma nova lei para a instalação de antenas na cidade. A capital paulista não aprova autorizações para instalação de ERBs há mais de 2 anos.
  • O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado aguarda o relatório da relatora do PLC 79 para agendar sua discussão no plenário da comissão. (Telesíntese)
  • O Conselho da Telecom Itália reuniu-se esta semana e rejeitou as solicitações da Vivendi para mudanças na Diretoria da companhia, reforçando a posição do chairman do conselho Fulvio Conti e do CEO Luigi Gubitosi.

 

Próxima semana

 

  • Resultados 2018 da Nextel.

 

 

 

10
3/2019

Serviços móveis, EUA x Huawei e Oi

Eduardo Tude

 

Como crescer a receita de serviços móveis em 2019?

 

  • Com a consolidação de dados como a principal fonte de receita das operadoras móveis a receita de serviços móveis passa a crescer menos. Foi o que aconteceu com a Vivo e em parte com a TIM em 2018. O crescimento terá de vir de serviços digitais, como os serviços móveis que já estão sendo oferecidos pelas operadoras, ou de novos negócios, como IoT e MVNO. Este é o desafio!!!

 

US x Huawei

 

  • A Huawei entrou com uma reclamação em um tribunal federal dos EUA questionando a constitucionalidade da proibição de agências governamentais daquele país utilizarem seus equipamentos. A Huawei argumenta que os EUA não forneceram evidências para apoiar a proibição.
  • A CFO da Huawei Meng Wanzhou entrou com um processo judicial contra o Governo canadense, alegando que sua detenção e processos relacionados violaram os direitos constitucionais (Reuters).
  • O Reino Unido estaria considerando estabelecer um teto de 50% para a participação dos equipamentos Huawei em uso por um operador. (Telegraph)

 

Oi

 

  • A Mare Finance Investment Holdings reduziu para 4,44% das ações preferenciais a sua participação na Oi.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de xx% na semana e as PN de xx%.

 

Próxima semana

 

  • Anatel divulga os resultados da sua pesquisa anula de qualidade.
  • Resultados 2018 da Nextel.

 

 

 

3
3/2019

MWC19 em Barcelona, BL Fixa, TVA e Tel. Fixa em janeiro e mais destaques

Eduardo Tude

5G, IoT e Inteligência Artificial (AI) foram os temas dominantes do MWC 19.

 

  • O foco de 5G no MWC 19 não esteve no lançamento desta primeira geração de redes, que tem como objetivo aumento de capacidade no móvel e BL fixa. A grande questão é como viabilizar as novas aplicações de 5G utilizando as funcionalidades de baixa latência e slicing. A resposta parece passar por IoT, com business cases em B2B sendo os principais candidatos.
  • Ou seja, o sucesso da tecnologia 5G está amarrado com o sucesso de IoT, que por sua vez apresenta resultados mais expressivos quando associada a Inteligência Artificial (AI). A busca para viabilizar aplicações de baixa latência com 5G elevou também a importância de “Edge computing" 
  • Merece destaque também a questão da Cybersecurity, que  entrou na pauta do MWC devido à pressão política exercida pelos EUA para que a Huawei não seja utilizada como fornecedor de 5G. Parece haver um consenso entre os participantes do MWC que a questão deve ser resolvida tecnicamente.
  • O CEO da Huawei afirmou que seu software não tem “backdoor”.  Uma verificação detalhada feita pelo Reino Unido fez não encontrou nada nos seus softwares.  A Huawei firmou trinta contratos de redes 5G, a Nokia vinte e a Ericsson dez.

 

BL Fixa, TVA e Telefonia Fixa em janeiro

 

  • Na BL fixa, as operadoras de pequeno porte (competitivas) iniciaram o ano com adições líquidas de 134 mil acessos, seguidas pela Claro com 11 mil. A Vivo (-18 mil) e a Oi (-52 mil) apresentaram adições líquidas negativas.
  • A TV por assinatura continuou encolhendo em janeiro. As perdas foram de 143 mil assinantes, sendo 89 mil da Claro.
  • O Brasil continuou também perdendo telefones fixos em janeiro (-639 mil), sendo as maiores perdas da Oi (-361 mil) e da Vivo (-201 mil).

 

Oi

 

  • A Oi irá receber US$ 667,2 milhões (R$ 2,48 bilhões) dos acionistas da operadora angolana Unitel.  A decisão a favor da Oi foi tomada pelo Tribunal Arbitral da Câmara de Comércio Internacional.
  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 14,3% na semana e as PN de 11,5%.

 

Outros destaques

 

  • O PIB de serviços de informação e comunicação cresceu 0,3% em 2018, menos que o PIB Brasil que cresceu 1,1%.
  • O presidente da Anatel Leonardo Euler afirmou que o edital de frequências para 5G será publicado este ano e o leilão ocorrerá até março de 2020.
  • A TIM irá trocar quatro membros de seu conselho de administração na assembleia a ser realizada dia 28 de março. Entre eles, João Cox Neto, que ocupava a presidência do conselho. João assumirá função de conselheiro da Petrorás.
  • Manifesto das entidades representativas do setor alertou a Prefeitura de São Paulo e a Câmara Municipal para os prejuízos que a falta de licenciamento de antenas de telefonia e internet móvel tem causado ao município e à população paulistana.  A cidade de São Paulo está há mais de dois anos sem emitir licença.
  • A superintendência de Competição da Anatel encaminhou ao conselho diretor a recomendação para que a AT&T venda a SKY em um prazo de seis meses.
  • O STJ definiu em dez anos o prazo de prescrição para o ajuizamento de ação por cobrança indevida de serviços de telefonia não contratados.

 

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Relatórios

Planilhas

Workshops

Mais Produtos