28
4/2019

Receita, Celular e TVA em mar/19 e mais destaques

Eduardo Tude

 

Crescimento de receita no 1T19 em comparação com o 1T18

 

  • Facebook (26%), Netflix (22%), Twitter (18%), Amazon (17%) e Microsoft (14%) continuaram apresentando crescimento de dois dígitos.  A Microsoft terminou a semana com US$ 995 bilhões de mercado, maior que o da Apple (US$ 963 bilhões) e da Amazon (US$ 960 bilhões)
  • Huawei (39%) e Ericsson (13%) também apresentaram forte crescimento, impulsionados pelos contratos para 5G.
  • A AT&T apresentou crescimento de 18% devido a incorporação da Time Warner.

 

Celular em mar/19

 

  • A base de celulares do Brasil continuou encolhendo em março (-90 mil). As perdas no pré-pago (-997 mil), foram em grande parte compensadas pelos ganhos no pós-pago (907 mil), sendo 431 mil terminais M2M.
  • Vivo (103 mil), MVNOs (84 mil) e Nextel (32 mil) apresentaram adições líquidas positivas no mês, enquanto TIM (-260 mil), Claro (-34 mil) e Oi (-8 mil) apresentaram perdas.
  • A Claro liderou o crescimento do pós-pago, com M2M (328 mil) e sem (182 mil). A Vivo apresentou adições líquidas de 251 mil (107 mil sem M2M), a TIM de 140 mil e a Oi de 75 mil.
  • A Claro (-361 mil) e a TIM (-335 mil) apresentaram as maiores perdas no pré-pago, seguidas pela Vivo (-148 mil) e pela Oi (-148 mil).
  • Com adições líquidas de 2,3 milhões de celulares 4G no mês, o Brasil passou a ter 136 milhões de celulares 4G em março, o que representa 66% de sua base de telefones celulares.

 

TV por Assinatura no 1T19

 

  • A TV por assinatura continuou encolhendo em março (-155 mil) e no trimestre (-383 mil). As perdas maiores no trimestre são no DTH ( -296 mil), mas a TV a Cabo também apresentou perdas (-132 mil).
  • A Claro apresentou as maiores perdas (-212 mil), seguida pela SKY (-97 mil), Vivo (-46 mil) e Oi (-14 mil).
  • A receita líquida da SKY no 1T19 foi 7,4% menor que no 1T18.

 

Satélite

 

  • A Yahsat, operadora de banda larga via satélite, passou a oferecer seus serviços em mais 34 cidades do Pará. Ela já oferece seus serviços em dezesseis estados. O objetivo é chegar a mais de 1 mil cidades brasileiras até o fim do primeiro semestre deste ano.
  • A Hispamar inaugurou seu novo teleporto e centro de controle de satélites em Serviente (RJ). A empresa investiu mais de R$ 40 milhões nas obras.
  • A Intelsat anunciou a perda do satélite Intelsat 29e devido a danos no sistema de propulsão.

 

Outros destaques

 

  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 1,8% na semana e as PN de 1,2%.
  • A receita líquida da Sercomtel em 2018 (R$ 188 milhões) foi 6,7% menor que a de 2017. A operadora apresentou lucro líquido de R$ 1,8 milhões no ano, revertendo o prejuízo de 4,4 milhões de 2017.
  • A Vivo ativou sua rede de fibra (FTTH) em mais cinco cidades: Caçapava (SP), Mogi Guaçu (SP), São Bento do Sul (SC), Mafra (SC) e Cabedelo (PB).
  • A Telefônica ingressou com recurso no STF, questionando a troca de metas para orelhões (Telefonia Fixa - STFC) por meta para o serviço móvel (ERBs  4G), conforme estabelecido no decreto 9619 de 20/12/2018 que aprovou o novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU).
  • O Brasil possuía 180 milhões de PCs em 2018, segundo a 30ª Pesquisa Anual do Uso de TI nas Empresas 2019 da FGV. Gastos e Investimentos em TI representaram 7,9% do faturamento líquido de médias e grandes empresas.
  • A Anatel irá colocar em consulta pública a ampliação de 40 para 60 MHz da faixa destinada ao Serviço Móvel Global por Satélite (SMGS) na Banda S (2 GHz) e a possibilidade de uso da Banda L (1,5 GHz) pelo Serviço Móvel Pessoal (SMP).
  • O lançamento do smartphone dobrável da Samsung foi adiado por tempo indeterminado, devido a problemas encontrados por revisores.

 

Próximas semanas

 

  • Resultados da América Móvil e Claro (28/04)
  • Painel Telebrasil, dias 21 a 23 de maio, onde estarei divulgando os resultados do Ranking Cidades Amigas da Internet e do Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes.

 

 

 

21
4/2019

5G, Huawei, Ericsson, IoT e mais destaques

Eduardo Tude

 

5G e Huawei

 

  • 5G está vindo mais rápido que 4G, como mostra a comparação na figura para o primeiro ano de cada uma destas tecnologias. Esta foi uma das mensagens principais do Global Analyst Summit (HAS 2019) promovido pela Huawei em Shenzhen e em que estive presente.
  • As aplicações de banda larga de alta velocidade (eMBB) estão puxando esta fase inicial do crescimento de 5G, mas já é possível vislumbrar como avançarão as novas aplicações com requisitos de baixa latência e alta disponibilidade. Elas serão disponibilizadas em áreas delimitadas (Campus de Universidades, Fábricas, Estádios, ...) para atender demandas específicas de soluções, como as de tempo real.
  • Um dos “casos de uso” mais em foco é a utilização de 5G em fábricas. A Volkswagen iniciará a construção de suas próprias redes móveis 5G em 122 fábricas na Alemanha em 2020. Ela já iniciou o processo de licitação para fornecedores de equipamentos da rede 5G.
  • No HAS 2019 foi possível também entender o processo de investimento em P&D da Huawei. Ela investiu US$ 15 bilhões em P&D em 2018, sendo US$ 300 milhões em universidades.
  • O órgão regulador da Alemanha, confirmou que a Huawei não será excluída dos contratos de 5G no país. (Financial Times). A Huawei já acumula 40 contratos de 5G.

 

Ericsson

 

  • Os contratos para 5G impulsionaram a receita da Ericsson, que cresceu 13% no 1T19 atingindo US$ 5,29 bilhões. O lucro no trimestre foi de US$ 260 milhões, revertendo o prejuízo do 1T18. A empresa declara ter 15 contratos para 5G.
  • A Ericsson pode receber uma multa de valor considerável nos EUA numa investigação sobre a adequação da empresa a regras anticorrupção. O governo da China abriu também uma investigação sobre contratos de licenciamento com as companhias locais.

 

Oi

 

  • A Oi apresentou Geração de Caixa Operacional negativa em R$ 1.761 milhões no acumulado dos dois primeiros meses do ano. Os recebimentos tiveram redução de R$ 245 milhões e os pagamentos alta de R$ 521 milhões. Foram investidos R$ 1.085 milhões neste período.
  • Com o aumento de capital, que representou entrada de caixa de R$ 4.007 milhões, o saldo final do Caixa Financeiro teve elevação de R$ 3.044 milhões em jan/19, totalizando R$ 7.513 milhões. Em fevereiro o saldo final do Caixa Financeiro teve redução de R$ 1.572 milhões, totalizando R$ 5.943 milhões.
  • As ações ON e PN da Oi apresentaram valorização de 1,9% na semana.

 

IoT

 

  • O deputado federal Eduardo Cury emitiu parecer favorável ao projeto que estabelece taxação zero para IoT. O projeto deve ser agora votado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara e, se aprovado, seguirá para a Comissão de Constituição e Justiça.
  • A UIT aprovou a recomendação do modelo de referência arquitetônico para dispositivos de IoT cuja proposta foi apresentada pelo Brasil. O modelo define uma classificação dos dispositivos baseado nas capacidades de processamento e conectividade.
  • As apresentações da 3ª edição do IoT Brasil Summit, evento online promovido pela Teleco e pela Telesemana, estão disponíveis para serem vistas “on demand” em
  • https://telecomwebinar.com/iot-brasil-summit-2019/

 

Outros destaques

 

  • O presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, enviou carta ao presidente do Senado apresentando as principais necessidades de mudanças de legislação para o desenvolvimento do setor. Entre elas: a aprovação do PLC 79, projetos de redução de Fistel para IoT e Vsat e a necessidade de revisitar as limitações ao controle cruzado entre prestadoras de telecom e provedores de conteúdo estabelecidas na lei do SeAC. 
  • A ANATEL e a ANEEL pretendem lançar no 2º semestre uma nova proposta para compartilhamento de postes.
  • O Fundo Vinci, que comprou o Via Real, a Powerline e outros seis provedores de SCM mineiros, lançou a sua nova marca Vero.
  • O domínio “.br” completou 30 anos (Telesíntese)
  • Qualcomm e Apple anunciaram um acordo para terminar as disputas judiciais sobre licenciamento de patentes. Como parte do acordo, a Apple, que questionou a forma como a Qualcomm cobrava pelas patentes, assinou um contrato de compra de chipsets e irá pagar uma soma de valor não divulgado à Qualcomm. A Apple corria o risco de ficar sem fornecedores de chipset 5G, uma vez que a Intel, fornecedor alternativo que estava desenvolvendo chipsets 5G, desistiu de produzí-los.
  • O Chairman do FCC se posicionou contrariamente a conceder autorização para que a China Mobile preste serviços nos EUA, por entender que proteger as redes de comunicação do país é crítico para a segurança nacional. A paranoia continua.
  • O Conselho da União Europeia aprovou novas regras para regular o direito autoral no bloco. Pelas novas regras, que devem entrar em vigor daqui a 2 anos, jornais, sites noticiosos e empresas audiovisuais receberão direitos autorais pelo compartilhamento ou veiculação de trechos de seus conteúdos nas plataformas digitais. O Facebook, por exemplo, passa a ser obrigado a pagar sites de notícias cujos links ou informações sejam compartilhados através de suas plataformas. (Telesíntese)

 

Próximas semanas

 

  • Estarei coordenando um painel sobre 5G no 5G & LTE Latin America.
  • Painel Telebrasil, dias 21 a 23 de maio, onde estarei divulgando os resultados do Ranking Cidades Amigas da Internet e do Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes.

 

 

 

13
4/2019

Balanço do 1º Bimestre, 5G, IoT e mais destaques

Eduardo Tude

 

Balanço do 1º Bimestre de 2019

 

  • A Vivo liderou o crescimento do celular (+266 mil), graças ao crescimento dos terminais M2M (+328 mil). Apresentou adições líquidas de +38 mil pós-pago (sem M2M) e de -100 mil pré-pagos. A Vivo apresentou adições líquidas negativas na BL fixa (-46 mil) e na TV por Assinatura (-32 mil).
  • A Claro liderou em adições líquidas de pós-pago (+645 mil), sendo 282 mil de M2M, mas apresentou perdas no pré-pago (-645 mil). A Claro cresceu na BL fixa (+41 mil) e apresentou perdas na TV por Assinatura (-169 mil).
  • A Oi cresceu no pós-pago (+329 mil), sendo 239 mil M2M, mas apresentou perdas no pré-pago (-365 mil). A Oi apresentou adições líquidas negativas na BL fixa (-115 mil) e perdas  na TV por Assinatura (- 3 mil)
  • A TIM apresentou a maior perda no pré-pago (-855 mil), que foram em parte compensadas pelo pós-pago (+275 mil), sendo 143 mil M2M. A TIM cresceu na BL fixa (+14 mil).
  • As MVNOs cresceram no pré-pago com a Surf Telecom (+7 mil) e em M2M (+124 mil)
  • As Competitivas lideraram o crescimento no BL fixa (+232 mil).
  • Todos os dados se referem ao acumulado no 1º Bimestre de 2019.

 

5G

 

  • A AT&T ativou sua rede 5G em mais sete cidades, passando a atender 19 mercados.
  • A Antel ativou algumas ERBs 5G no distrito de Maldonado no Uruguai.
  • Estas e outras redes 5G ativadas tem uma escala reduzida, pois os smartphones 5G ainda não estão disponíveis comercialmente.
  • A Comissão Europeia considera as redes 5G lançadas até agora “como pouco mais do que LTE, com as redes incapazes de suportar casos de uso interessantes.”
  • Estarei participando esta semana do HAS 2019, Global Analyst Summit promovido pela Huawei.

 

IoT

 

 

Outros destaques

 

  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 8,1% na semana e as PN de 6,6%.
  • A Telefônica continua investindo em conteúdo original desenvolvido na América Latina, como parte de um compromisso de se tornar a produtora líder de programas de língua espanhola no mundo. A pré-produção das primeiras três séries está em andamento na Colômbia e no Peru. Os primeiros lançamentos devem ocorrer na segunda metade do ano. A Telefônica produziu 19 séries originais em espanhol desde 2017.
  • A América Móvil espera concluir a aquisição da Nextel Brasil até setembro de 2019 (Telesíntese).
  • A relatora do PLC 79 no Senado pretende analisar com cautela o projeto e não sabe se seu relatório será concluído no 1º semestre (Teletime).
  • Anatel colocou em consulta pública a proposta de reavaliação da regulamentação do uso de faixas para radio enlaces. O principal objetivo é consolidar os 26 atos normativos que tratam do tema em uma única resolução. Excelente iniciativa!!!
  • Prévia do estudo "Mercado Brasileiro de Software e Serviços" da ABES, mostra que os investimentos em TI (software, hardware e serviços) no Brasil em 2018 foram de US$ 47 bilhões, com um crescimento de 9,8% em relação a 2017.
  • O Decreto 9.759/2019 editado pelo Governo esta semana "extingue colegiados" e pode atingir órgãos vinculados ao MCTIC, como o CGI, e da Anatel.

 

Próximas semanas

 

  • 5G
  • Painel Telebrasil, dias 21 a 23 de maio.

 

 

 

7
4/2019

Oi, Celular, IoT, 5G, Huawei e mais destaques

Eduardo Tude

 

Oi

 

  • A Oi inicia o ano com um desempenho melhor no pós-pago (+329 mil), mas uma perda maior na BL Fixa (-114 mil). A operadora pretende compensar as perdas de acessos BL com tecnologia xDSL com as redes FTTH que irá implantar este ano.
  • O acordo entre Oi e Pharol foi homologado pelo Juiz que conduz a Recuperação Judicial e já está em vigor.
  • As ações ON da Oi apresentaram queda de 2,0% na semana e as PN valorização de 0,7%.

 

Celular no acumulado de jan-fev/19

 

  • A base de celulares do Brasil continuou encolhendo no acumulado dos dois primeiros meses do ano (-239 mil). O país terminou fev/19 com 206 milhões de telefones celulares ativos (excluídos M2M), menos que a sua população (209 milhões).
  • As perdas neste período foram ainda maiores no pré-pago (1,9 milhões), sendo que 717 mil, destes clientes migraram planos pós-pagos.
  • A TIM apresentou as maiores perdas no pré-pago (-855 mil), seguida pela Claro (-645 mil), Oi (-365 mil) e Vivo (-100 mil).
  • No pós-pago (sem M2M) a liderança foi da Claro (363 mil), seguida pela Oi (239 mil), TIM (143 mil) e Vivo (38 mil).
  • O encolhimento da base de celulares neste período só não foi maior, devido às adições líquidas de 958 mil terminais M2M, sendo que 661 mil foram de terminais padrão (máquinas de cartão de crédito) e 297 mil de terminais para IoT.
  • A Vivo liderou o crescimento do M2M (328 mil), seguida pela Claro (282 mil) e TIM (132 mil).
  • Com adições líquidas de 3,7 milhões de celulares 4G no acumulado do ano, o Brasil passou a ter 134 milhões de celulares 4G em fevereiro, o que representa 65% de sua base de telefones celulares.

 

IoT

 

  • Acontece esta semana a 3ª edição do IoT Brasil Summit, evento online promovido pela Teleco e a Telesemana. Aproveite a oportunidade para ver o que Vivo, Claro, TIM e Oi estão fazendo em IoT no Brasil.
  • Estarei fazendo a abertura do evento na quarta-feira dia 10 de abril falando sobre “O papel de 5G na evolução das soluções de IoT”.
  • O evento conta com a Nokia como patrocinadora e a inscrição é gratuita.
  • https://telecomwebinar.com/iot-brasil-summit-2019/

 

5G

 

  • Um novo relatório encomendado pela CTIA colocou os EUA e a China como os países líderes em termos de prontidão para 5G, seguidos pela Coreia e pelo Japão.  O segundo pelotão é formato por Reino Unido, Itália, Alemanha, Hong Kong e Austrália.
  • A operadora coreana SK Telecom lançou oficialmente serviços comerciais 5G em todo o país.
  • A Verizon ativou sua rede 5G em Chicago, Illinois e Minneapolis, Minnesota e seus clientes poderão acessar a rede nessas cidades acoplando um dispositivo especial ao smartphone Moto Z3.

 

Huawei em 2018

 

  • A receita total da Huawei em 2018 (US$ 105 bilhões) cresceu 19,5% no ano
  • O crescimento maior ocorreu no segmento Smartphones (45,1%), que passou a representar 48,4% da receita total da empresa.
  • O segmento de empresas também cresceu (23,8%) e passou a representar 10,3% da receita.
  • A receita do segmento de operadoras apresentou queda de 1,3%, mas ainda representa 40,8% da receita total. A queda de receita neste segmento está associada a uma contração do mercado estimada em 4% (IHS).
  • A Huawei terminou 2018 com um Market share de 30 a 31% do mercado global de infraestrutura móvel.
  • A Huawei está conseguindo superar as pressões dos EUA para ser banida do mercado de 5G. O secretário-geral da UIT afirmou que não considera justas medidas para banir a Huawei do mercado de telecomunicações sem provas de que a empresa incorre em práticas abusivas.

 

Outros destaques

 

  • Sami Foguel deixa de ser o Diretor Presidente da TIM, sendo substituído por Pietro Labriola. O conselho de administração da companhia passa a ser dirigido por Nicandro Durante.
  • Foram portados dois milhões de números telefônicos no 1T19, sendo 1.674 mil de celulares e 338 mil de telefones fixos.
  • A Vivo ativou sua rede FTTH em mais três cidades no interior do estado de São Paulo: São José do Rio Pardo, Catanduva e Boituva.
  • O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, pediu a reguladores e governos que assumam um papel mais ativo no policiamento da Internet e introduzam regras mais fortes para proteção de dados pessoais.

 

Próximas semanas

 

  • IoT Brasil Summit, evento online de acesso gratuito, dia 10 de abril.
  • NAB show em Las Vegas, dias 6 a 11 de abril.
  • 5G<E Latin America, dias 24 e 25 de abril.
  • Painel Telebrasil, dias 21 a 23 de maio.

 

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Relatórios

Planilhas

Workshops

Mais Produtos