25
8/2019

5G, Oi, AT&T/Time Warner e outros destaques

Eduardo Tude

 

5G

 

A adoção da  tecnologia 5G avança rapidamente no mundo. Em ago/19, segundo o GSA:

  • 56 operadoras tinham redes 5G em operação comercial em 32 países.
  • Haviam sido anunciados 100 modelos de dispositivos 5G, sendo 26 smartphones
  • A SKT atingiu 1 milhão de celulares 5G em menos de 5 meses do lançamento do serviço. Para 4G foram necessários 8 meses.

Nesta quarta estarei fazendo a palestra de abertura da 3ª edição do evento online 5G & transformação digital. Assista as apresentações da Vivo, Claro, Tim, Oi, SAS, Deloitte, Inatel, Rohde & Schwarz e outras empresas sobre o tema. Boa oportunidade para se atualizar. A inscrição é gratuita.

https://telecomwebinar.com/5g-e-transformacao-digital-2019/

 

Oi

 

  • O anúncio das dificuldades de caixa da operadora e a consequente queda no valor das ações levou a que os principais acionistas da Oi passassem a defender a imediata substituição do presidente da companhia. A mudança precisa ser aprovada pelo Juiz responsável pelo processo de recuperação judicial.
  • A crise da Oi voltou a colocar pressão no Senado para dar andamento ao PLC 79. A CCT do Senado aprovou a realização de audiência pública sobre o projeto.
  • A venda da participação da Oi na Unitel para a petroleira angolana Sonangol por cerca de US$ 1 bilhão pode ser anunciada nos próximos dias.
  • As ações ON da Oi apresentaram perdas de 26,6% na semana e as PN valorização de 2,4%.

 

Compra da Time Warner pela AT&T/SKY

 

  • O relator do processo, conselheiro Vicente Aquino, apresentou seu voto favorável à aprovação da aquisição da Time Warner pela AT&T sem condicionantes. Endossou a tese da AT&T de que a vedação de propriedade cruzada instituída na Lei do SeAC se aplica apenas a programadoras com sede no Brasil, não afetando aquelas com sede no exterior. O conselheiro Moises Moreira pediu vistas ao processo.
  • Se esta tese prevalecer, qualquer operadora de TV por assinatura poderá constituir uma programadora com sede no exterior e passar a atuar em produção e programação.
  • Enquanto isso, avança no Congresso o debate sobre o PL 3.832/2019, que altera a lei do SeAC eliminando as restrições à propriedade cruzada entre empresas produtoras/programadoras de conteúdo e distribuidoras.

 

Outros destaques

 

  • A Anatel aprovou TAC da TIM, acordo que troca multas por correção da conduta e investimentos adicionais. As multas de R$ 627 milhões estão sendo trocadas por um compromisso de levar a tecnologia 4G para 366 municípios brasileiros com menos de 30 mil habitantes.
  • A Telebrás foi incluída na lista de empresas que devem ser privatizadas pelo governo federal.
  • O e-commerce no Brasil cresceu 12% no primeiro semestre de 2019. (Ebit/Nilsen)
  • Os EUA renovaram uma licença especial que permite que a Huawei continue fazendo negócios com empresas americanas por mais 90 dias.
  • As vendas globais de smartphones 5G atingirão 160 milhões em 2020 se a tecnologia decolar na China como esperado.  A Huawei é a empresa mais bem posicionada para capturar a maioria das vendas. (Strategy Analytics)

 

Próximas semanas

 

 

 

 

 

18
8/2019

Resultados da Oi e Algar, Vivo, Claro e outros destaques

Eduardo Tude

 

Resultados 2T19: Oi

 

  • A Oi ainda não conseguiu estancar a perda de receita. Na comparação do 2T19 com o 2T18, a receita líquida total da Oi no Brasil apresentou queda de 10,4%, sendo:
    • -12,2% na receita do residencial,
    • -3,4% na receita de mobilidade pessoal,
    • -7,0% no Empresarial/Corporativo.

 

  • A Margem EBITDA de rotina foi de 31,7% (IFR16) e o prejuízo de R$ 1,7 bilhão. A dívida líquida cresceu para R$ 12,6 bilhões.
  • A Oi investiu R$ 2,1 bilhões no 2T19 e espera investir cerca de R$ 7,5 bilhões no ano.
  • O Caixa disponível da Oi caiu para R$ 4,3 bilhões no 2T19, depois de ter atingido R$ 6,3 bilhões no 1T19, com o aumento de capital de R$ 4,0 bilhões.
  • A Oi declarou que o prejuízo no 2T19 estava previsto, mas não descarta a necessidade de levantar mais capital este ano. Ela conta com a venda de ativos como torres e sua participação na Unitel.
  • Segundo o jornal Estado de SP, a Anatel estaria preocupada com o caixa da Oi e estaria analisando uma possível intervenção na parte referente a concessionária de telefonia fixa (???). A Anatel divulgou nota negando esta informação e defendendo solução de mercado para a Oi (!!!).  O PLC 79 está parado a 2 anos e meio no Senado.
  • As ações ON da Oi apresentaram perdas de 29,2% na semana e as PN de 24,6%.

 

Resultados 2T19: Algar

 

  • Na comparação do 1T19 com o 1T18, a receita bruta da Algar Telecom cresceu 1,9%, sendo 5,7% no B2B e -3,3% no B2C. O B2B já responde por 59,4% da receita.
  • A margem EBITDA do Grupo Algar foi de 34,2% e o lucro líquido de R$ 176 milhões. (IFRS 16)

 

Operadoras: Vivo e Claro

 

  • A Vivo pretende investir R$ 7bilhões para expansão de sua rede FTTH no triênio (2018,2019 e 2020). O Capex total planejado para esses três anos soma R$ 26, bilhões, (R$ 8,2 bilhões em 2018, R$ 9 bilhões em 19 e R$ 9 bilhões em 2020), sendo que R$ 3 bilhões serão investidos na plataforma de TI. (Telesíntese)
  • A Claro lançou um serviço dedicado a jogos eletrônicos (Claro Gaming) para seus clientes de BL fixa. A Claro, em parceria com a Noping, instalou elementos na rede para direcionar o tráfego de games dos usuários por rotas mais curtas até o servidor do game, de modo a reduzir a latência nos jogos.

 

Outros destaques

 

  • A Anatel publicou o seu Relatório anual referente ao ano de 2018.
  • A Câmara aprovou a MP da liberdade econômica sem especificar o prazo máximo do “silêncio positivo” para liberação de alvarás, o que poderia contribuir para acelerar o processo de autorizações para instalação de ERBs nos municípios.
  • A receita líquida da Cisco cresceu 4,5% na comparação no 2T19/2T18 e a da Positivo 16,5% neste período, devido ao crescimento da venda de smartphones.
  • A Samsung lidera em velocidades de download globais (26,6 Mbps), entre os smartphones TOP, seguida pela Apple (25,1 Mbps) e pela Huawei (24,4 Mbps). A Apple apresenta velocidades mais rápidas entre os smartphones de categoria média e a Huawei lideram entre os smartphones mais baratos. (Open Signal)

 

TV por assinatura nos Estados Unidos

 

  • Embora muitos executivos de TV por assinatura dos EUA estejam amplamente otimistas em relação às futuras perspectivas comerciais para a indústria, outros são mais cautelosos, antecipando crescentes pressões de preços, margens para ofertas tradicionais de TV paga, um ambiente de distribuição mais fragmentado e concorrência. (PAY TV US Forum – Nagra)
  • Os executivos de TV por assinatura dos EUA acreditam que a principal prioridade para os próximos anos será reinventar a TV por assinatura para os clientes mais jovens e repensar o papel do agregador. Eles precisam decidir quais serviços colocar em suas próprias plataformas e como empacotar e apresentá-los. (PAY TV US Forum – Nagra)

 

Próximas semanas

 

 

 

 

11
8/2019

Lucro lí­quido no 2T19, Nextel, 5G, Operadoras e mais destaques

Eduardo Tude

 

Lucro no 2T19

 

  • Microsoft, Apple e Google estiveram entre as empresas de maior lucro no 2T19, mais que o dobro de operadoras como Verizon e AT&T.
  • Entre as operadoras presentes no Brasil, o destaque foi para América Móvil com lucro líquido de US$ 1,9 bilhão no 2T19, seguida pela Telefônica (US$ 1,0 bilhão).
  • Estes resultados contrastam com empresas como Uber que apresentou prejuízo de US$ 5,2 bilhões no trimestre.

 

Resultados 2T19: Nextel

 

Na comparação do 2T19 com o 2T18, a receita líquida total da Nextel Brasil cresceu -0,8%, sendo:

  • -0,8% na receita de serviços móveis,
  • -79,7% na receita de venda de aparelhos,
  • O ARPU móvel foi de R$ 53.

A Margem EBITDA foi de 6,2%.

A NII, controladora da Nextel Brasil alertou que só tem recursos para manter a empresa em operação até o 2T20. Ela aguarda a autorização da Anatel para concretizar a venda para a América Móvil.

 

5G

 

  • O leilão de frequências para 5G, previsto para março, foi adiado. Um dos pontos ainda não equacionado é o custo de mitigação da interferência com as antenas parabólicas para recepção de TV aberta. Quem deveria ter um subsídio? Segundo o IBGE, 6,5 milhões de residências dependem apenas desta parabólica para ter acesso a TV aberta.
  • O MCTIC divulgou as contribuições dadas a consulta pública sobre o plano estratégico para o 5G. Resumindo, a Claro está preocupada com o problema da interferência com as antenas parabólicas, a Vivo sugere uma revisão da regra de neutralidade da rede, a TIM propõe que o investimento obrigatório em infraestrutura estabelecido no leilão seja escalonado e a Oi quer ampliar as oportunidades de compartilhamento de espectro.

 

Lei do SeAC

 

  • A equipe econômica do Governo estaria preparando uma medida provisória para alterar a lei do SeAC liberando a verticalização deste segmento. Esta seria uma das exigências do governo americano entregue ao Brasil como parte da parceria estratégica com o objetivo de evitar que a AT&T tenha que se desfazer da SKY.
  • As produtoras e programadoras poderiam controlar empresas de TV por assinatura e vice-versa. A questão é mais complexa devido as obrigações impostas pela lei do SeaC. Seria necessário rever o modelo de modo a garantir uma competição isonômica entre os players.

 

 

Operadoras

 

  • A Claro está lançando o primeiro carro conectado do mercado brasileiro. O Chevrolet Cruze Premier será um hotspot Wi-Fi conectado à Internet através da rede 4,5G (LTE-Advanced Pro) da Claro.
  • A TIM pretende ter 37 data centers até o final de 2020, sendo 21 para Edge Computing.
  • A Vivo ativou sua rede de fibra (FTTH) na cidade de Pirassununga, no interior de São Paulo.
  • As ações ON da Oi apresentaram perdas de 0,65% na semana e as PN de 2,3%.

 

E-commerce

 

Principais insights da pesquisa sobres experiência de compra no e-commerce da digitalks/Opinion box:

  • 53% realizam mais compras por dispositivos móveis do que por computador.
  • 28% fazem pesquisas em mais de 5 canais diferentes antes de fechar a compra.
  • 76% desistem de uma compra quando o frete é muito alto.

 

Outros destaques

 

  • A Anatel colocou em consulta pública minuta de resolução para eliminar barreiras à expansão de IoT. Entre elas alteração no regulamento de MVNOs de modo a que “O Credenciado pode deter Contrato para Representação com mais de uma Prestadora Origem numa determinada Área de Registro.”.
  • Aconteceu esta semana o Agrotic 2019, evento realizado pela Momento Editorial em parceria com a EsalqTech. A conectividade em áreas rurais esteve entre os temas de destaque. Vivo e Claro vêem a faixa de 700 Mhz como o vetor de crescimento da conectividade no campo.
  • A Samsung apresentou seu novo modelo do Galaxy Note 10 com tela maior, mais câmeras e o dobro do armazenamento padrão de seu predecessor.

 

Próximas semanas

 

 

 

 

4
8/2019

Operadoras no 1S19, Res. 2T19 da TIM e outras, mais destaques

Eduardo Tude

 

Operadoras no 1S19

 

  • A Claro liderou o crescimento do pós-pago (sem M2M) com adições líquidas de 1,2 milhões, seguida pela Oi (792 mil), Vivo (395 mil), Nextel (102 mil) e TIM (8 mil).
  • A TIM apresentou as maiores perdas no pré-pago (-2,1 milhões), seguida pela Claro (-1,8 milhão), Oi (-1,1 milhão) e Vivo (-724 mil).
  • As competitivas lideraram o crescimento da BL fixa (+716 mil) seguidas pela Claro (170 mil). Vivo (-194 mil) e Oi (-239 mil) apresentaram adições líquidas negativas. As adições líquidas das competitivas seriam maiores do que 1,1 milhão se todas que reportaram acessos a Anatel em maio, também o tivessem feito em junho.
  • A Claro apresentou as maiores perdas na TV por assinatura (-373 mil), seguida pela SKY (-282 mil), Vivo (-107 mil) e Oi (-18 mil).

 

Resultados 2T19: TIM

 

Na comparação do 2T19 com o 2T18, a receita líquida total da TIM cresceu 2,4%, sendo:

  • + 1,9% na receita de serviços móveis,
  • + 2,4% na receita de venda de aparelhos,
  • + 11,3% na receita de BL fixa,
  • O ARPU móvel foi de R$ 23,20, sendo R$ 42,80 do pós-pago e R$ 11,60 do pré-pago.

A Margem EBITDA normalizada foi de 46,0% (IFRS 16) e o lucro líquido de R$ 2,0 bilhões no trimestre.

 

Resultados 2T19:

 

Na comparação do 2T19 com o 2T18 a receita cresceu:

  • -4,0% na Samsung
  • +1,0% na Apple, a receita de venda de Iphones caiu 11,8%.
  • +0,2% na Sprint
  • -0,4% na Verizon
  • -1,4% na Sony
  • -1,8% na Telecom Itália
  • +3,7% na LG

A receita da Huawei cresceu 23,2% na comparação do 1S19 com o 1S18.

 

Smartphones no mundo no 2T19

 

  • Foram vendidos 333,2 milhões de Smartphones no mundo no 2T19, com queda de 2,3% em relação ao 2T18.
  • A Samsung liderou as vendas com 75,5 milhões (+5,5%), seguida pela Huawei com 58,7 milhões (+8,3%), Apple com 33,8 milhões (-18,2%), Xiaomi  com 32,3 milhões e OPPO com 29,5 milhões.  (IDC)

 

Anatel

 

  • A Justiça não concordou com os argumentos da Anatel e manteve a limitar que libera a comercialização dos canais lineares da Fox+ na internet.
  • A Anatel prorrogou para 16/09 o prazo da tomada de subsídios sobre a distribuição de canais lineares direto ao consumidor via Internet.
  • A área técnica da Anatel concluiu o relatório com as sugestões de mitigar interferências da tecnologia 5G nas antenas parabólicas que recebem TV aberta.
  • A Anatel aprovou o TAC da Algar Telecom, que tem o valor de R$ 86,7 milhões. O TAC será analisado agora pelo TCU.

 

Outros destaques

 

  • As ações ON da Oi apresentaram valorização de 3,3% na semana e as PN de 1,2%.

 

Próximas semanas

 

 

 

 

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

Produtos Teleco

Inteligência em Telecom

Relatórios

Planilhas

Workshops

Mais Produtos