19
11/2007

A volta da Telebrás

Eduardo Tude

Depois das privatizações em 1998 a Telebrás continuou existindo tendo como principal função a manutenção de funcionários da Anatel que recebiam pela empresa.


Na semana passada o Ministro Hélio Costa declarou que a Folha que a Telebrás iria coordenar o uso de fibras óticas ociosas de estatais no projeto de ampliação das redes de Internet rápida a 90% do país. O projeto custaria entre R$ 2,5 bilhões e R$ 3 bilhões em três anos.

A Telebrás pediu a suspensão das negociações de suas ações na segunda, não tendo sido atendida, no entanto pela Bovespa.

As especulações em torno da revitalização da Telebrás, que poderia absorver a Eletronet, não são novas, mas esta declaração provocou uma alta em suas ações que subiram mais de 100% na sexta.

O Brasil irá tomar o caminho de Venezuela e Bolívia que querem aumentar a participação do estado no setor de telecomunicações?

A propósito, Cuba, Venezuela, Bolívia e Nicarágua decidiram criar um operador de telecom para integrar os quatro países.

 

 

Comente!

Use o espaço abaixo para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site:

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

Veja também

‣ Oi, 5G, Smartphones e outros destaques.

‣ 5G, IoT e outros destaques.

‣ Crescimento até nov/19, 5G e mais destaques.

‣ Base de Celulares, Oi e IoT.

‣ Oi, MVNO, Qualidade, Anatel, Compartilhamento e mais destaques

Eduardo Tude

Presidente e sócio da empresa de consultoria Teleco, atua desde 2002 como analista do mercado de Telecom, coordenando projetos de consultoria, publicando artigos semanais, preparando relatórios setoriais e apresentando workshops.

Engenheiro de Telecom (IME 78) e Mestre em Telecom (INPE 81) é membro da Comissão julgadora do Global Mobile Awards do Mobile World Congress em Barcelona e atuou como professor especialista visitante da Unicamp (2013).

Ocupou várias posições de Direção em empresas de Telecom em áreas como Sistemas Celulares (Ericsson), Redes Ópticas (Pegasus Telecom) e Satélites (INPE).

Histórico

2020

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006