Atualizado em:  

A fase de transição do CSP está acabando

atualizado: 28/12/03

 

A partir de 4 de janeiro de 2004 acaba o período de transição e a utilização do Código de Seleção de Prestadora (CSP) para chamadas de longa distância feitas a partir de Celulares do SMP passará a ser obrigatório.

 

Esta mudança afetará 76% dos celulares no Brasil (Base Jun 2003) e clientes das operadoras Vivo, Claro (Telecom Américas), TIM (Banda A e B) e Sercomtel. Os clientes da BSE e BCP (Claro) terão ainda alguns meses de transição por que estas operadoras iniciaram o processo de migração mais tarde.

 

A adoção do CSP tem ocorrido de forma lenta por parte dos usuários. Em enquete promovida pelo Teleco, 15 dias após ter início o período de transição, 64% dos respondentes ainda não estava utilizando o CSP. Nova enquete realizada em outubro indicou que 38% continuavam sem usar o CSP.

 

Descobrir a opção de melhor preço para uma chamada de longa distância (VC2 ou VC3), originada de um celular é hoje uma tarefa complexa. Ele pode variar com:

Este quadro acaba confundindo o usuário que tem dificuldades de fazer uma seleção chamada a chamada.

A enquete realizada pelo Teleco na semana em que teve início a utilização do CSP (6/7/2003) mostrou os seguintes resultados:

 

 

A tendência, conforme confirmou a enquete, é selecionar uma operadora preferencial para as chamadas de longa distância (VC2 e VC3) ou mesmo internacionais.

 

Desta forma, a opção mais cômoda passa a ser armazenar os números na memória do celular com o CSP da operadora escolhida e código DDD, pois uma chamada local também pode ser discada desta maneira sem custo adicional.

 

Para escolher esta operadora de longa distância os usuários de celular tendem a escolher uma das seguintes alternativas:

A melhor opção dependerá do seu perfil de utilização. A Anatel dispõe do sistema SIPT que permite fazer algumas simulações.

 

A título de exemplo apresenta-se a seguir alguns valores sem impostos de VC2 e VC3 para chamadas fixo-móvel originadas de celulares pós-pagos, considerando operadoras de telefonia fixa (Plano Básico, Pós-pago, sem impostos, horário normal, out 2003).

 

Operadora

VC2

(R$)

VC3

(R$)

Embratel
0,89
0,99
Intelig
0,68
0,75
Telefonica
0,9027
1,0271
Telemar estados Região I
0,58
0,69
Telemar outros estados
0,71
1,00

 

A estratégia das operadoras de SMP tem sido voltada para capturar as chamadas de longa distância de seus clientes. Assim:

De qualquer forma, mesmo com as chamadas de longa distância sendo feitas através de outra operadora, as operadoras de SMP ainda manterão uma boa parte da receita destas chamadas. Receberão das operadoras de longa distância uma remuneração pelo uso de sua rede (VU-T), cujos valores variam entre R$ 0,3902 e R$ 0,3912. Este é sem dúvida um limitante para uma queda maior de preços.

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

EVENTOS

Mais Eventos