Atualizado em: 18/02/2017

M2M ajuda Vivo a liderar o crescimento do pós-pago em 2016

 

A Vivo liderou o crescimento do pós-pago em 2016 com adições líquidas de 2,3 milhões, seguida pela Claro (1,7 milhões) e pela TIM (1,3 milhões). Esta liderança foi conquistada graças às adições líquidas de 771 mil acessos M2M no ano.

 

 

 

 

A Claro liderou em adições líquidas de celulares pós-pagos (sem M2M) em 2016, com adições líquidas de 1.555 mil, contra 1.546 mil da Vivo.

 

Apesar de ter sido superado em adições líquidas de pós-pago (sem M2M), a Vivo manteve, em 2016, a liderança em market share de pós-pago, pós sem M2M e M2M.

 

 

 

 

No final de 2016 o pós-pago representava 45,3% da base de celulares da Vivo e ela já possuía mais celulares pós do que pré-pago em treze áreas locais (DDDs). A Claro possuía em cinco e a Oi em quatro.

 

 

 

 

Em São Paulo (11), por exemplo, a maior parte dos celulares da Vivo e da Claro eram pós-pagos, enquanto na Oi e na TIM o pré-pago ainda dominava.

 

 

 

 

 

O melhor desempenho da Vivo no pós-pago tem ajudado à operadora a obter bons resultados em 2016, como crescimento da receita e do ARPU.

 

Diante deste quadro pergunta-se:

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

 

Workshop

 

 

EVENTOS

Mais Eventos