Atualizado em: 27/05/2018

 

IoT contribui para a liderança da Vivo e MVNOs em crescimento do celular

 

 

 

 

A Vivo liderou o crescimento do celular no período de (Jan-abril/18), com adições líquidas de 137 mil celulares, seguida pelas MVNOs (135 mil), mostrando que essas empresas podem contribuir para o crescimento do setor no país.

 

A Vivo só apresentou adições líquidas positivas no período devido às adições líquidas de 477 mil terminais M2M (IoT). A Vivo é líder em market share de M2M (41,5%), seguida pela Claro (33,1%) e TIM (11,1%).

 

 

 

 

Existiam 16,4 milhões de terminais M2M em abr/18, sendo 41,5% da Vivo e 33,1% da Claro.

 

A Claro foi a líder em adições líquidas de pós-pago (1,2 milhões) neste período, com o M2M respondendo por 28,4% destas adições líquidas.


 

 

A TIM, por seu lado, superou a Vivo em adições líquidas de pós-pago, se não forem considerados os terminais M2M. Ela continua, no entanto, apresentando perdas no pré-pago maiores que as das outras operadoras.

 

 

 

 

 

Como consequência, a TIM vem perdendo market share e a Claro se consolidando na 2ª colocação.

 

 

 

TIM (27,0%), Claro (26,0%) e Vivo (25,9%) estão praticamente empatadas em marker share de pré-pago.

 

As MVNOs possuem um market share de 0,4% do total de celulares, e 4,5% de M2M. São M2M 81% dos celulares das MVNOs.

 

A migração para 4G está mais acelerada na Vivo e TIM, operadoras que possuem um market share de 4G superior ao de total de celulares.

 

 

 

A Vivo continuou liderando em adições líquidas de celulares 4G no acumulado dos quatro primeiros meses do ano.

 

 

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

 

 

 

Comente!

Use o espaço abaixo para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site:

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

 

EVENTOS

Mais Eventos