Atualizado em: 26/07/2019

 

Vivo x Claro no 1S19

 

Vivo e Claro são as duas principais operadoras de telecom do Brasil, com receitas líquidas de R$ 21,8 bilhões e R$ 17,9 bilhões, respectivamente, no primeiro semestre de 2019 (1S19).

 

As duas operadoras apresentaram um desempenho positivo no 1S19, com a receita líquida total da Vivo crescendo 1,1% e a da Claro 1,2%. Ambas as operadoras apresentaram crescimento na receita de serviços móveis e perdas na de serviços fixos.

 

Nota: Informações da Claro têm como fonte a America Móvil. Crescimento em relação ao ano anterior.

 

Na Claro, foi necessário um crescimento de 7,6% da receita líquida de serviços móveis para compensar as perdas de 2,3% na receita de serviços fixos, que representam 62,8% de sua receita.

 

 

Na Vivo, o crescimento de 1,1% na receita total no 1S19, só foi possível devido ao crescimento de 42,3% da receita de aparelhos, sem o que a receita total da Vivo teria apresentado queda de 0,7%. O móvel representa 64,3% da receita total da Vivo, mas a receita de serviços móveis da Claro está crescendo mais do que a da Vivo.

 

Nota: Crescimento em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

 

O crescimento da receita de serviços móveis digitais (principalmente vídeo) e da base de pós-pago serão importantes para estimular esse crescimento. A Vivo aumentou sua base em 692 mil pós-pagos no 2T19 e a Claro em 836 mil.

 

No fixo, as duas operadoras têm apresentado crescimento negativo.

 

Nota: Crescimento em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

 

Na Claro a receita de BL fixa cresceu 13,2% no 2T19 a.a., enquanto na Vivo este crescimento foi de 9,4%. BL fixa representa 52,6% da receita líquida de serviços fixos da Vivo

O crescimento da receita de BL fixa não foi, no entanto, suficiente para compensar o crescimento negativo da receita de TV por assinatura (-8,5% na Claro e -9,4% na Vivo) e de telefonia fixa (-11,2% na Claro e -61,8% na Vivo).

A Claro está apresentando crescimento nos acessos BL fixa, enquanto a Vivo perdeu 118 mil acessos no trimestre, devido às perdas em acessos xDSL (mais detalhes).

 

Rentabilidade

As duas empresas estão procurando melhorar a sua rentabilidade, mas a Vivo tem apresentado margem EBITDA maior que a da Claro.

 

Nota: IFRS 16, a partir do 1T19. Margem EBITDA Recorrente

 

Diante deste cenário, pergunta-se:

 

 

 

Comente!

Use o espaço abaixo para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site:

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

EVENTOS

Mais Eventos