Em Debate

Publicado: 12/06/2006

 

Especial

"Quem tem medo do WiMAX?"

Parte 2

 

Eduardo Prado

 

Trabalhos Publicados

Weblog: Smart Convergence

 

Parte 1 :: Parte 2 :: Parte 3 :: Parte 4

 

O Poder das Antenas MIMO

 

MIMO (Multiple-input multiple-output) é um modelo matemático abstrato para sistemas de comunicações de multi-antenas. Durante os últimos anos, a tecnologia MIMO tem atraído muita atenção do segmento de comunicações sem fio, desde que significativos aumentos de taxa de transmissão e alcance são possíveis na mesma banda e nas mesmas condições de potência de transmissão. Em geral, a tecnologia MIMO aumenta a eficiência espectral de um sistema de comunicação sem fio.

 

A comunicação sem fio MIMO explora fenômenos tais como a propagação multi-caminhos para aumentar a taxa de transmissão e alcance, ou reduzir as taxas de erro por bit, ao invés de tentar eliminar os efeitos da propagação multi-caminhos como os tradicionais sistemas SISO (Single-Input Single-Output) tentam fazer.

 

MIMO pode ser utilizado em combinação da modulação OFDM para melhorar as carecterísticas de transmissão de um sistema de comunicação sem fio. A combinação MIMO/OFDM está presente nas tecnologias WiMAX e no futuro padrão Super-Rápido do Wi-Fi (IEEE 802.11n) a ser finalizado ainda em 2007. Veja estas referências sobre MIMO: MIMO Expanded, JUN.2005, Dailywireless, MIMO Face-Off, NOV.2005, Tom´s Networking e Finding MIMO, MAR.2004, Dailywireless.

 

WiMAX Móvel

 

O futuro passará por aqui com certeza!

 

Para “aquecer as turbinas” e ver uma entrevista com José Luiz Frauendorf (NEOTEC, Diretor Executivo) veja aqui Os Desafios de WiMAX Móvel da Revista de WiMAX.

 

Entre os players que estarão fornecendo esta tecnologia teremos a Alcatel, Motorola, Samsung (na sua versão de WiBRO), Siemens, Nortel (em OEM com a LG/Samsung), Sr Telecom, Alvarion e Nokia. A Motorola já está sinalizando que o seu equipamento MOTOwi4 no estágio de Pre-Mobile WiMAX estará disponível no 3º trimestre de 2006. A Alcatel é a 2ª a anunciar a sua plataforma de Pre-Mobile WiMAX Evolium em meados deste ano e já vai fazer um lançamento com o ISP japonês de banda larga ACCA Networks que tem mais de 1 milhão de assinantes.

 

A 1ª a ter sua plataforma de Pre-Mobile WiMAX é a Samsung (com a sua versão chamada WiBro que veremos na seção seguinte). A Alvarion esteve demonstrando sua plataforma de Pre-Mobile WiMAX 4Motion no último CTIA agora em ABR.2006 em Las Vegas.

 

Veja estas recentes  referências recentes: Mobilizing WiMAX Globally, ABR.2006, Wide Wide World of WiMAX, ABR.2006 e  CTIA WiMAX Announcements, ABR.2006, Dailywireless; The WiMAX Evolution: From Fixed to Portable to Mobile, ABR.2006, Converge Digest; Springtime for WiMAX, ABR.2006,Xchange e Mobile WiMAX adoption will lag behind fixed, MAR.2006, SearchMobileComputing.

 

Veja também uma matéria bem recente aonde a Motorola já está anunciando a implantação de uma rede de WiMAX Móvel no Paquistão com sua plataforma MOTOwi4 para 1 milhão de assinantes e já sinalizando a composição do seu WiMAX com uma plataforma de IMS: WiMAX World Europe, MAI.2006, Dailywireless.

 

EM DEZ.2005, o IEEE ratificou a Interface Aérea do padrão 802.16e. Já sabemos que o 802.16e traz mobilidade ao WiMAX, e agora que a mobilidade está ratificada, o Grupo Técnico de Mobilidade do WiMAX Forum está desenvolvendo os perfis do sistema que definirão os requisitos mandatórios e opcionais do aditivo do padrão que serão necessários para construir uma interface móvel do WiMAX aderente ao padrão de interface aérea.

 

Uma tecnologia que está incluída neste aditivo é a tecnologia Scalable OFDMA (S-OFDMA) que é importante para melhorar a performance multi-caminhos em ambientes NLOS (Non-Line of Sight). (Notas: OFDMA é a versão multi-usuário do OFDM;  a modulação S-OFDMA é o esquema de modulação do WiMAX Móvel; a modulação OFDM é o esquema de modulação do WiMAX “Nomádico”).

 

O aditivo do 802.16e endereça o S-OFDMA para suportar canais de largura de banda escaláveis de 1,25 MHz até 20 MHz, mas é bom registrar que os perfis do WiMAX Móvel Release 1 suportarão somente canais com as  larguras de banda de 5-, 7-, 8,75- e 10-MHz para alocações em Bandas Licenciadas de 2,3-, 2,5-, e 3,5-GHZ.

 

Lembre-se que a freqüência de 2,3 GHZ tem sido utilizada na Coréia do Sul para o WiBro (WiMAX Móvel Coreano), 2,5 GHZ é disponível nos EUA e Brasil (Resolução no. 429 da ANATEL) e 3,5 GHz é disponível em muitos outros países incluindo o Brasil. Veja mais sobre a evolução do padrão IEEE 802.16e aqui: Mobile WiMAX certification labs coming on line, MAR.2006, Telecom Asia.

 

Veja três excelentes referências de WiMAX aqui: Mobile WiMAX: The Attack Plan, MAI.2006, Dailywireless; Mobile WiMAX - Part I: A Technical Overview and Performance Evaluation [um arquivo pdf], FEV.2006, Intel e WhyMAX? Mobile WiMAX - Overview & Performance [um arquivo pdf], JAN.2006, Intel.

 

WiBro ... Um Capítulo a Parte

 

Como vimos o WiMAX Móvel só foi homologado em DEZ.2005 depois de vários atrasos e várias disputas. A mais famosa delas poderia representar em um “racha” na banda larga sem fio entre o Ocidente (Intel, IEEE e correligionários) e o Oriente (Samsung, LG Electronics e Governo Coreano).

 

A sabedoria mercadológica reinou e alguém “pagou a conta”. Quem? O padrão WiMAX. Por quê? Por que o padrão “Nomádico” (802.16d) deixou de ser compatível com o padrão Móvel (802.16e). O consenso acabou por aí?

 

Não, senhoras e senhores ... como conseqüência tivemos ainda (1) o IEEE aceitou como padrão do WiMAX Móvel oficial o WiBro coreano (a Coréia do Sul sempre esteve na frente do mundo em banda larga fixa e agora ficava também na banda larga móvel ... o padrão coreano WiBro virou a base do WiMAX Móvel do IEEE “Ocidental”.

 

Ruim ou bom? Poucas mudanças! (veja elas aqui: Uma Grande Notícia: o WiMAX Móvel foi aprovado!, DEZ.2005,  ComUnidade WirelessBRASIL); (2) a Samsung entrou no Board (first team) do WiMAX Forum junto – entre outros – com os “peso-pesados” AT&T, British Telecom, Fujitsu, Intel Corporation, KT Corp (mais uma da Coréia), Motorola e Sprint Nextel; e a LG Electronics entrou como membro Principal (second team).

 

Veja quem são todos os Membros do WiMAX Forum. Para saber mais do WiBro e aonde ele já está veja as referências:   WiBRO... Quem eu sou e onde eu já estou!, OUT.2005 e Quem segura o WiMAX Móvel (WiBro) da Samsung?, DEZ.2005 do Teleco; e  Os Desafios do WiMAX Móvel, MAR.2006 da Revista de WiMAX.

 

Tenho certeza que nós veremos em conjunto a colaboração que o WiMAX Móvel trará para a Humanidade! Ver e crer!.

 

Convergência Fixo-Móvel (FMC)

 

O mundo todo está falando em FMC!

 

Dentro deste cenário sobresai-se a Plataforma IMS (IP Multimidia Subsystem). IMS é uma arquitetura padronizada de NGN (Next Generation Networking) para telcos que querem ofertar serviços fixos e móveis de multimídia. Ela utiliza uma implementação de VoIP (conheça mais de VoIP aqui: How VoIP Works do How Stuff Works) baseada na implementação padronizada de SIP do 3GPP.

 

A plataforma IMS suporta tanto os sistemas de comunicação modernos por pacotes quanto os sistemas de comunicação antigos por circuito. A Plataforma está tomando um vulto tão grande no mercado internacional que ela já é apoiada também pelo órgão padronizador da família CDMA que é o 3GPP2.

 

Quem já está utilizando o IMS? Desde DEZ.2004 várias telcos no mundo estão fazendo trials com IMS, a saber: KPN da Holanda (plataforma Siemens Surpass), O2 do Reino Unido e recém-adquirida pela Telefônica (plataforma Siemens IMS@vantage), TIM da Itália (plataforma Ericsson), Telia Sonera da Escandinávia e Suécia (plataforma Ericsson), SprintNextel dos EUA (plataforma Ericsson e Lucent), Telefônica da Espanha (plataforma Ericsson), Swisscom da Suíça (plataformas Telcordia e Sicap AG), France Telecom (plataforma Ericsson e Broadsoft), Cingular dos EUA (plataforma Lucent), SBC Communications dos EUA (Lucent).

 

Uma outra tecnologia que está despontando na FMC é a UMA (Unlicensed Mobile Access) que atualmente está sendo chamada de GAN (Generic Access Network). A British Telecom – a famosa BT do Reino Unido – uma das telcos mais “convergentes” do mundo seguiu por este caminho da GAN com seu famoso sistema BT Fusion.

 

Veja as seguintes referências sobre FMC: IMS Guide, MAR.2004, Unstrung; IMS: What Are the Hot Apps?, JUN.2005, Light Reading; e os relatórios da Heavy Reading: IMS and the Future of Network Convergence, JUL.2005 e Fixed-Mobile Convergence Reality Check, DEZ.2004 e sobre UMA: UMA Services Near Reality, ABR.2006, Unstrung; Who Will Buy Dual-Mode?, ABR.2006, Unstrung e os relatórios Wireless VOIP & UMA: Friends or Foes?, DEZ.2005, Unstrung e Fixed/Mobile Convergence, UMA, and IMS: An Unstrung Reality Check, NOV.2005, Unstrung. Por que a FMC é importante? Apenas dê uma olhada aqui o “estrago” que a tecnologia VoIP vai fazer nas telcos que estiverem muito vendidas em voz e conclua você próprio: The meaning of free speech, SET.2005, The Economist.

 

Parte 1 :: Parte 2 :: Parte 3 :: Parte 4