Seção: Tutoriais Infraestrutura

 

Data Center II: Eficiência Energética em Data Centers

 

Segundo Veras (2012) a eficiência do Data Center, há bem pouco tempo, era medida unicamente em termos de indicadores vinculados à disponibilidade e ao desempenho. Com aspectos ambientais sendo cada vez mais considerados, o aumento dos custos de energia e a alimentação no fornecimento de energia por parte de alguns provedores, é natural que os gerentes de infraestrutura de TI repensem a estratégia para o Data Center e considerem o aspecto do verde nas diversas escolhas que precisam fazer, incluindo equipamentos e a própria operação. Estudos realizados na Universidade de Stanford indicam que o consumo de energia dos Data Centers representa 1,2% de todo consumo de eletricidade nos EUA.

 

O Uptime Institute (2005) levantou que os custos de energia representam hoje até 44 % do TCO de um Data Center.

 

A eficiência do Data Center, construído há uma década, em geral, não passa de 40%, ou seja, de 100% de energia que é injetada, só 40% alimenta a carga em TI, em média os outros 60% são consumidos antes de chegar a carga de TI, segundo a figura 1.

 

Figura 1: Eficiência do Data Center

Fonte: UPTIME INSTITUTE, 2005

 

Esses Data Centers foram projetados para máxima funcionalidade e desempenho e, na época, não existia tanta preocupação com o consumo de energia. Segundo o Uptime Institute (2005), atualmente, alguns fatores guiam os projetos dos novos Data Centers:

  • Aumento na demanda computacional;
  • Aumento na densidade dos equipamentos de TI;
  • Aumento dos custos de energia;
  • Falta de disponibilidade de energia para atender estas novas demandas.

 

Por estes fatores, a eficiência energética passou a ser uma das principais preocupações no desenvolvimento de projetos em Data Centers.

 

Metodologia para cálculo da eficiência do Data Center

 

Para verificar a eficiência do Data Center o Green Grid (2016), desenvolveu duas novas métricas táticas já bem utilizadas: O PUE (Power Usage Effectiveness) e o DCiE (DATACENTER Efficiency).

  • PUE = Energia Total da Instalação / Energia dos Equipamentos de TI;
  • DCiE = 1 / PUE.

 

A energia total da instalação é a energia do medidor que alimenta o Data Center. A Energia dos Equipamentos de TI é a energia consumida por todos equipamentos de TI.

 

Estas duas métricas permitem calcular a real eficiência energética, comparar Data Centers do ponto de vista do consumo de energia e criar benchmarkes, verificar a melhoria do consumo ao longo do tempo e oportunidades para realocar energia para novos equipamentos de TI.

 

Um PUE de 3.0 indica que o Data Center demanda três vezes mais energia do que a necessária para alimentar os equipamentos de TI. Neste caso, se um RACK de energia demanda 10KW de energia para alimentar os diversos servidores, serão necessários 30KW na entrada para alimentar todo o Data Center. A eficiência é de cerca de 30%, a meta atual é de ter um PUE entre 1,8 e 1,2. O PUE também depende do clima do local onde está instalado o Data Center.

 

Hoje o PUE é a principal métrica relacionada à eficiência energética. Diversos artigos disponíveis na internet contemplam o PUE seu uso e formas de medi-lo. Grandes empresas como Microsoft e Google passaram a utilizá-lo como referência para construção de seus Data Center, segundo o Green Grid (2016).

 

O sucesso do uso do PUE por diversas organizações reforça a necessidade de surgirem novas métricas que completem a visão de sustentabilidade e diminuam os riscos e custos do ambiente.

 

A eficiência energética em Data Center continua sendo estudada e ainda não foi possível chegar a uma solução definitiva.