TV Digital

28/09/2014

TV Digital na América Latina

 

TV Digital na América Latina TV Digital No Mundo

Esta página: Acompanha o processo de implantação da TV Digital na América Latina. (fonte: www.dvb.org e órgãos regulatórios)

 

Implantação TV Digital na Am. Latina

 

A implantação da TV Digital passará por um período de transição, que deve durar 10 a 15 anos, no qual as emissoras transmitirão simultaneamente dois canais de 6 MHz, sendo um analógico e o outro digital. Com a introdução da tecnologia digital na radiodifusão de TV (TV Digital Terrestre), o usuário poderá optar por uma das seguintes situações:

 

América Central

 

México

Padrão: ATSC (adotado em julho/2004)

Desligamento do sinal analógico: até 2015

Em 28/05/2013, Tijuana se tornou a primeira cidade latino americana a extinguir o sinal de TV analógico.

 

 

Panamá

Padrão: DVB-T (O decreto de adoção do padrão foi assinado em 12 de maio/2009)

Desligamento do sinal analógico: até 2017

A implementação da televisão digital no país tem um cronograma de execução de quatro fases, cada uma deles com previsão de duração de 18 meses. A 1ª fase foi iniciada em set/2011 e terminou em mar/2013 nas províncias de Panamá e Colón, com transmissões simultâneas com o sinal analógico. A 2ª fase englobará as províncias de Coclé, Herrera, Los Santos e Veraguas. A 3ª inclui das províncias de Chiriquí e Bocas de Toro. A 4ª fase terá a província de Darién.

 

 

Costa Rica

Padrão: ISDB-T (escolha foi homologada em 07/05/2010)

Desligamento do sinal analógico: até dez/2017

O canal governamental, Canal 13, foi o primeiro a fazer transmissões de TV com tecnologia digital, em março de 2012.

 

 

Guatemala

Padrão: ISDB-T (anunciou a escolha do padrão em 31/05/2013)

 

 

Honduras

Padrão: ISDB-T (anunciou a escolha do padrão em 09/2013)
Em 2007, Honduras havia optado pelo o sistema americano mas acabou revertendo essa decisão.

 

 

El Salvador

Padrão: Ainda não escolheu um padrão a ser adotado

Desligamento do sinal analógico: 2018

Representantes dos padrões ATSC, ISDB-T e DVB se reuniram com o governo salvadorenho para realizar apresentações de cada padrão. O governo agora está testando os padrões.

 

 

Nicarágua

Padrão: Ainda não escolheu um padrão para sua TV digital.

 

América do Sul

 

Brasil

Padrão: ISDB-T (adotado em jun/2006)

Desligamento do sinal analógico: 2015

A transmissão digital foi lançada no dia 02 de dezembro/2007 na cidade de São Paulo.

De acordo com a Anatel, em maio 2012, 89.2 milhões de pessoas (46,80% da população brasileira) eram cobertas pela TV Digital. Ao todo eram 31.3 mil domicílios, em 508 municípios. Até 20/07/2012, 1,052 canais foram consignados no Brasil e 137 operavam com a tecnologia digital.*

(O Ministério das Comunicações não divulgou números atualizados)

 

 

Argentina

Padrão: ISDB-T (Em 28 de agosto/2009, os governos brasileiro e argentino assinaram um convênio bilateral para a implantação do sistema)

Desligamento do sinal analógico: até 2019

A Argentina foi o segundo país na América do Sul a aderir ao ISDB-T. A primeira fase da implementação terminou em março de 2012, e foi constuída de instalação e operação de 50 Estações Digitais de Transmissão (EDT) distribuídas por todo o país. Até set/13, a informação dada no site do governo argentino era de que o Ministerio de Planificación, Inversión Pública y Servicios se encontra implementado a Segunda Fase que contempla a instalação de 40 novas EDTs. As transmissões da TDA (TV Digital Abierta) começaram em 21 de abril de 2010 e atualmente 22 canais podem ser assistidos através da tecnologia.

 

 

Chile

Padrão: ISDB-T

O governo do Chile anunciou, em 14 de setembro/2009, a adesão ao padrão ISDB-T. Em 28/05/2010, o governo chileno anunciou o início das transmissões experimentais. Em 14/08/2012, o canal da Universidad Autónoma do Chile iniciou as transmisiones oficiais em alta definição. Em junho de 2013, 40% da população tinha acesso aos sinais digitais em caráter experimental. Em 9/07/2013, a Câmara dos Deputados aprovou parcialmente a Lei de TV Digital, e uma comissão mista passou a analisar os pontos discrepantes daqueles aprovados pelos senadores no dia 4/06/13. Após a aprovação da nova lei espera-se a abertura de novos sinais em nível nacional, local e comunitário.

 

 

Colômbia

Padrão: DVB-T

Desligamento do sinal analógico: até 2019

Em 28 de agosto/2008, a Comissão Nacional de Televisão da Colômbia anunciou a adoção do sistema europeu. Em janeiro de 2010, o governo colombiano lançou a primeira emissão de TV digital dos canais públicos Señal Colombia, Canal Institucional e Canal Uno. Em 28/12/2010, os canais privados RCN e Caracol anunciaram transmissões definitivas da TV digital. As primeiras cidades a receber o sinal foram Bogotá (e os municípios de Soacha, Facatativá, Cajicá, Funza, Madrid e Mosquera) e Medelin (e os cidades de Bello, Itagüí, Envigado, Sabaneta e Copacabana.

 

 

Peru

Padrão: ISDB-T

Desligamento do sinal analógico: até 2020 em Lima e 2022 nas províncias

Em 23 de abril/2009, o governo peruano anunciou a escolha do padrão ISDB. Com a notícia, o Peru se tornou o primeiro país na América do Sul a aderir ao padrão denominado nipo-brasileiro. Em 27 de fevereiro de 2010, foram lançadas as transmissões experimentais de TV digital no país e em 30 março do mesmo ano o governo deu início às transmissões oficiais. A Andina de Televisión (ATV) se tornou a primeira emissora privada a transmitir o sinal digital no país (em 31 de março de 2010), com a telenovela “¿Dónde esta Elisa?”.

 

 

Paraguai

Padrão: ISDB-T

Desligamento do sinal analógico: 2022

Em 2 de junho/2010, o Paraguai tornou-se o oitavo país da América Latina a aderir ao padrão ISDB-T. Em 21 de março de 2011, o país fez a primeira transmissão experimental do sinal de TV digital. Se espera que a TV digital chegue a 50% da população em 2015.

 

 

Venezuela

Padrão: ISDB-T

Desligamento do sinal analógico: 1º de janeiro de 2015

O governo da Venezuela anunciou, no dia 6 de outubro/2009, a decisão de adotar sistema japonês de televisão digital. Em fev/2013 o governo venezuelano inaugurou o sistema de televisão digital aberta (TDA) no país, plataforma terá 11 canais estatais e três privados (Meriado TV, Venevisión e Televen). O canal Globovisión, principal opositor do governo ficou fora da TDA. A meta é alcançar 58,3% da população com o sinal digital aberto gratuito.

 

 

Equador

Padrão: ISDB-T

Desligamento do sinal analógico: 2017

Em 26 de março/2010, o governo do Equador anunciou a adesão ao sistema ISDB-T. Com a decisão, o Equador se tornou o sexto país da América Latina a aderir oficialmente ao padrão. Atualmente são emitidos sinais experimentais na cidade de Quito com tecnologia digital. Para iniciar o processo de transição foi formado o Comité Interinstitucional Técnico de Introducción de la Televisión Digital Terrestre (CITDT).

 

 

Uruguai

Padrão: ISDB-T

Desligamento do sinal analógico: 21 de novembro de 2015

Em 28 de agosto de 2007, o governo uruguaio havia anunciado a adoção do sistema europeu, entretanto o o presidente José Mujica reverteu a decisão e no dia 28 de dezembro/2010, a foi anunciada a doção do padrão ISDB-T. A Televisão Nacional do Uruguai (TNU) inaugurou, em agosto de 2012, a transmissão piloto de TVD aberta, que inclui sinais em alta definição e emissão para dispositivos móveis que cobrem atualmente as ciudades de Montevideo e Colonia del Sacramento.

 

 

Bolívia

Padrão: ISDB-T

Em 5 de julho/2010, o governo boliviano anunciou a adoção do padrão nipo-brasileiro a TV Digital no país. Em 11 de maio de 2012, foi inaugurada o canal estatal digital "Bolivia TV HD".

 

 

Guiana Francesa

Padrão: DVB

O sinal começou a ser transmitido em julho de 2014.

 

 

Guiana

Padrão: Ainda não escolheu o padrão de TV digital.

 

 

 

Caribe

 

República Dominicana

Padrão: ATSC

Desligamento do sinal analógico: até set/2015

Em 10 de agosto de 2010 foi aprovada a adoção do padrão americano ATSC no país. O governo estabeleceu um prazo de cinco anos para finalizar o processo de transição do sinal analógico para o digital. Em janeiro de 2013, o conselho diretor do Instituto Dominicano de Telecomunicaciones (Indotel) criou uma comisão interna com objetivo de assessorar a implementação do sistema de televisão digital terrestre (TDT) no país. A comisão será encarregada de supervisionar o processo, realizar estudos e emitir opiniões e recomendações.

 

 

Cuba

Padrão: DTMB está sendo testado pelo governo

Desligamento do sinal analógico: 2021

Em maio de 2013, o Ministério das Comunições cubano anunciaria que iniciaria, em junho, testes em Havana para introduzir progressivamente a televisión digital na ilha utilizando metodologia e equipamentos doados pela China.